Upgrade to Chess.com Premium!

Xadrez: xeque e garfo. Medidas ofensivas.

No xadrez há a noção de ataque e defesa. O ataque é feito através de movimentos em que se conquista material, tal como capturas ou trocas; e também através de movimentos que trabalham com o desenvolvimento das peças. A defesa ocorre com a feição de uma efetiva proteção do rei e com a guarda de qualquer outra peça. O xeque e o garfo podem servir para ambos os propósitos, mas são considerados lances ofensivos por serem mais efetivos quando usados para o ataque. São espécies de movimentos úteis, principalmente, para a conquista de material. E não perder a chance de executá-los, sempre que possível, demonstra que o jogador possui um minímo de visão tática e capacidade estratégica.

O garfo:

O garfo, ou fork em inglês, é uma tática em que uma peça sozinha (chamada de forkingpiece) consegue, em apenas um movimento, ameaçar duas ou mais peças adversárias (chamadas de  forked pieces) simultâneamente, dificultando ou impossibilitando que alguma delas seja salva ou protegida. O garfo está estritamente vinculado à noção de material, pois o jogador que sofre o garfo tenderá a tentar salvar a peça de maior valor. O garfo recebe o nome da peça que o executa, tal como garfo da cavalo, garfo da rainha, garfo do peão etc; e pode ser executado por qualquer peça do jogo, com exclusão de peões que estejam na coluna a e h. Veja os exemplos a seguir:

A peça com maior facilidade para executar garfos é o cavalo, não só em razão de sua capacidade de saltar peças que estejam na trajetória de seu movimento em L, como também devido ao fato de que as peças ameaçadas no garfo não poderão lhe atacar, desde que não haja um outro cavalo entre elas. Um garfo especialmente forte executado pelo cavalo é o conhecido como garfo grande, caracterizado pela ameaça simultânea de três peças inimigas, as quais devem ser o rei, a rainha e uma torre.

 

O Xeque:

A palavra xeque advém do árabe sheikh, com origem na palavra persa shāh, que significa rei ou soberano. É um movimento caracterizado pela ameaça de captura do rei adversário e, como tal, condiciona a próxima jogada do outro jogador à alguma ação que proteja o seu rei - que desfaça a situação de xeque. Há três maneiras distintas de se escapar de um xeque: capturando a peça inimiga que o está colocando em xeque; ou posicionando alguma peça entre a peça ameaçadora e o seu rei - este método, obviamente, não funciona nos casos em que o xeque é aplicado por um cavalo; ou movendo o rei para alguma posição que o remova da situação de xeque anterior e não o coloque em um novo xeque. Se nenhum desses três metódos puder ser usado, tem-se um xeque-mate, um jogador foi derrotado e o jogo acabou.

O xeque além de poder ser um caminho para o xeque-mate, obrigando que o rei adversário se mova para alguma posição vulnerável, pode servir para evitar perda de material nos casos de garfo e para a execução de garfos mais efetivos. Naquela hipótese, quando um jogador sofre um garfo, ele pode usar uma das peças ameaçadas para executar um xeque e então salvar a outra peça, não sofrendo perda de material. Por outro lado, as hipóteses de garfo com xeque denotam uma excelente tática de ataque, pois obriga o jogador adversário a escapar do xeque, fato que em muitos casos não condiz com a proteção da outra peça ameaçada. Veja os diversos exemplos a seguir:

Nos próximos exemplos, o uso do xeque será decisivo para a concretização do mate:
Há um tipo de ataque muito comum no xadrez que também pode ser usado para executar um xeque, o ataque descoberto. Ataque descoberto é aquele em que a peça atacante não é a peça que é movida, mas sim uma outra que estava escondida. Dessa forma, se a peça que for descoberta ameaçar diretamente o rei, tem-se um xeque descoberto, que é outra ótima maneira de conquistar vantagem material pois a peça movida terá a liberdade de se mover para uma casa protegida e ameaçar uma peça que, em muitos casos, não poderá escapar. O xeque descoberto pode ser executado na forma de xeque duplo, que ocorre quando tanto a peça descoberta quanto a peça que foi movida executam um xeque; nesses casos, por estar sendo atacado por duas fontes diferentes, a única opção para o rei é se mover. Veja exemplos de xeque com ataque descoberto:
Xeque sufocado: O xeque sufocado, ou smothered mate em inglês, é uma espécie de xeque-mate realizado pelo cavalo, em que o rei atacado se encontra cercado, sufocado, por suas próprias peças. Esse xeque costuma acontecer com maior frequência quando o rei está no canto do tabuleiro, onde uma quantidade menor de peças será capaz de sufocá-lo.






Comments


  • 13 months ago

    Ulquir

    [COMMENT DELETED]
Back to Top

Post your reply: