x
Chess - Play & Learn

Chess.com

FREE - In Google Play

FREE - in Win Phone Store

VIEW

“Por quê?” Resposta à mais difícil das perguntas

EETech
Jul 17, 2012, 12:26 PM 0

A mais difícil das perguntas

“POR QUÊ?” É trágico ver quanta angústia e dor podem ser expressas nessa simples pergunta. Muitas vezes ela é feita após um desastre ou uma tragédia: um furacão que varre uma região, deixando um rastro de morte e destruição em seu caminho; um terremoto que deixa uma cidade reduzida a escombros; um ataque terrorista que transforma um dia normal e tranqüilo num pesadelo de medo e violência; ou um acidente que fere alguém que amamos ou tira a sua vida.

A dura realidade é que muitas vezes entre as vítimas estão os mais inocentes e indefesos de todos. Nos últimos anos, essas tragédias têm ocorrido em grande número, levando muitos a clamar a Deus: “Por quê?” Considere alguns exemplos:

Acidente automobilísticoPessoas reunidas em um funeralHomem muito pertubadoLíder religioso

Líderes religiosos oferecem uma variedade confusa de respostas

  • “Deus, por que nos fez isso? O que fizemos para desagradá-lo?” Segundo a agência de notícias Reuters, uma mulher idosa na Índia fez essas perguntas depois de um tsunami ter devastado o povoado onde vivia.
  • “Onde estava Deus? E, se Deus controla tudo, por que ele deixou isso acontecer?” Essas perguntas foram publicadas num jornal no Texas, EUA, depois de um homem ter disparado contra pessoas que estavam numa igreja, ferindo e matando várias delas.
  • “Por que Deus deixou que ela morresse?” Uma mulher fez essa pergunta depois que uma amiga sua morreu de câncer, deixando o marido sozinho para cuidar de cinco filhos.

Essas pessoas não são as únicas a pensar que Deus, de certa forma, está por trás das coisas ruins que lhes acontecem. Considere a questão das catástrofes naturais, por exemplo. Numa pesquisa realizada por meio da internet, quase metade dos que responderam achavam que desastres tais como furacões são causados por Deus. Por que muitos pensam assim?

Confusão religiosa

Os líderes religiosos, em vez de fornecer respostas satisfatórias sobre esse assunto, muitas vezes aumentam ainda mais a confusão. Vamos concentrar-nos agora em apenas três das suas respostas mais comuns.

Primeiro, muitos líderes religiosos ensinam que Deus provoca catástrofes para punir pessoas más. Por exemplo, nos Estados Unidos, depois de a cidade de Nova Orleans, Louisiana, ter sido devastada pelo furacão Katrina, alguns ministros religiosos afirmaram que Deus havia castigado a cidade. Eles se referiram à prevalecente corrupção, jogatina e imoralidade como motivos para isso. Alguns até mesmo citaram a Bíblia como prova disso, lembrando ocasiões em que Deus destruiu os maus por meio de dilúvio ou fogo. Essas afirmações, porém, não refletem o que a Bíblia ensina. — Veja o quadro “É Deus quem causa essas coisas?”.

Segundo, alguns clérigos afirmam que Deus tem suas razões para fazer com que calamidades sobrevenham à humanidade, mas que essas razões estão além da nossa compreensão. Muitas pessoas ficam insatisfeitas com essa explicação. Elas se perguntam: “Será que um Deus amoroso faria tais maldades, recusando-se depois a explicar seus motivos aos que anseiam receber consolo e clamam: ‘Por quê’?” Essa é uma boa pergunta pois a Bíblia diz que “Deus é amor”. — 1 João 4:8.

Terceiro, outros líderes religiosos talvez concluam que, afinal, Deus não é nem todo-poderoso nem amoroso. Essa idéia também levanta perguntas sérias. Será que Aquele que ‘criou todas as coisas’ — incluindo o insondável Universo — é incapaz de evitar o sofrimento num único planeta, a Terra? (Revelação [Apocalipse] 4:11) Como é possível que Aquele que nos deu a capacidade de amar, e cuja Palavra, a Bíblia, o descreve como sendo a própria personificação do amor, seja indiferente ao sofrimento humano? — Gênesis 1:27; 1 João 4:8.

É claro que os três pontos que acabamos de mencionar são apenas algumas das idéias propostas pelos humanos para tentar explicar por que Deus permite o sofrimento — uma pergunta que já por séculos tem intrigado pessoas de reflexão. No próximo artigo, vamos considerar o que a Bíblia ensina sobre esse assunto tão importante e oportuno. Você verá que as explicações sólidas e lógicas da Bíblia eliminam toda a confusão a esse respeito. Além disso, a Bíblia provê muito consolo a todos os que passam por tragédias na vida.

É Deus quem causa essas coisas?

Será que a Bíblia ensina que Deus está por trás dos desastres naturais que acontecem hoje em dia? De modo algum! Os atos de execução dos julgamentos de Deus descritos na Bíblia são muito diferentes dos desastres naturais. Por exemplo, Deus é seletivo; vê o que há no coração das pessoas e destrói apenas aquelas que ele considera iníquas. (Gênesis 18:23-32) Além disso, antes de agir, ele dá avisos para que os justos possam escapar.

Em contraste, os desastres naturais sobrevêm com pouco ou nenhum aviso, e matam e mutilam indiscriminadamente. Até certo ponto, a humanidade faz com que esses desastres sejam piores por danificar o meio ambiente e construir em áreas propensas a terremotos, inundações e condições climáticas extremas.

Publicado em Despertai!  de novembro de 2006

Online Now