Arch Bishops Capturam 2º Título na PRO Chess League
Capitão dos Saint Louis Arch Bishops Mike Kummer sofre nos momentos finais do desempenho da sua equipe no campeonato. | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Arch Bishops Capturam 2º Título na PRO Chess League

MikeKlein
FM MikeKlein
|
0 | Cobertura de Evento de Xadrez

Encorajados por dias de fortes desempenhos nos seus tabuleiros de cima de baixo, os Saint Louis Arch Bishops capturaram outro título na PRO Chess League ao derrotar facilmente os Baden-Baden Snowballs, 10-6.

Esta foi a margem de vitória mais larga em qualquer dos confrontos deste fim de semana na Folsom Foundry em São Francisco, e esta representa o segundo título da equipe nos três anos de existência da liga.

Os Chengdu Pandas infligiram alguma medida de vingança pela derrota nas finais do ano passado ao derrotar os Armenia Eagles no confronto para o terceiro lugar pela pontuação de 8,5-7,5.

Saint Louis Arch Bishops
Os Saint Louis Arch Bishops recebem as suas medalhas de primeiro-classificados e o primeiro prémio de $20.000.| Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Os Arch Bishops foram liderados por uns não surpreendentes 3,5/4 do GM Fabiano Caruana (que pontuou 7,5/8 combinadamente nas semifinais e finais) e a surpreendente pontuação de 50% do seu quarto tabuleiro no Domingo. Depois de pontuar 0-4 nas semifinais de Sábado, o não-titulado Julian Proleiko contribuiu com uma vitória e dois empates nas suas quatro partidas de Domingo. (2,0/4).

Quando lhe perguntaram quem era o MVP (jogador mais valioso) da sua equipe, o gerente dos Saint Louis Mike Kummer escolheu o jovem sobre todos os outros.

"Tenho de escolher o Julian porque ele conquistou a partida decisiva," disse Kummer. "Ele fez o inverso do Forrest Chen do ano passado." No fim de semana das finais de 2018, Chen jogou no tabuleiro final e teve bons resultados nas semifinais antes de ficar em branco no Domingo.

"Nós não precisámos de [Proleiko] no primeiro confronto mas precisámos verdadeiramente dele para selar o campeonato."

Julian Proleiko
Julian Proleiko é congratulado depois de ter cerrado a vitória da equipe nas finais. | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Após três sessões de abertura dominantes que colocaram os Arch Bishops a liderar por 8-4, eles precisavam de um qualquer meio-ponto para decidir o campeonato. Depois de perder a primeira partida para criar alguma tensão, foi a vitória de Proleiko que decidiu o ouro.

"É uma sensação muito agradável," disse Caruana sobre vir a ser um campeão mundial alguns meses depois de ter tido essa intenção. "Eu diverti-me bastante. A equipe desempenhou-se bem no último dia."

Caruana elogiou também Proleiko, dizendo que ele tinha sido o "fator crucial" no último dia de competição.

Fabiano Caruana Georg Meier
Fabiano Caruana, à direita, na sua vitória da rodada final sobre Georg Meier. Caruana pontuou 7,5/8 no fim de semana do campeonato. | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Sobre os seus próprios 7,5/8 este fim de semana, Caruana disse que uma equipe não pode realmente incluir muitos jogadores de rating alto devido à obrigatória média de rating abaixo de 2500. Ele também não acredita que os seus resultados contribuirão muito para dissipar a percepção de que ele não é talhado para rápidas.

"As pessoas irão dizer o que querem," disse ele. "As pessoas ignoram os meus bons resultados mesmo assim!"

John Urschel
O apresentador de programas de xadrez e antigo jogador de futebol Americano (NFL) John Urschel diverte-se um pouco com a comentadora IM Anna Rudolf (esquerda) e a apresentadora GoldDustTori. | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Voltando a Proleiko. Apesar do seu ponto final ter criado a margem decisiva, foi o seu empate na terceira rodada que fez a audiência exclamar ás e ós, enquanto o pêndulo das expectativas girou de um lado para o outro mais vezes do que em qualquer outra partida na Folsom Street Foundry.

Primeiro ele estava completamente a vencer com dama versus torre+bispo, e depois ele não conseguiu achar uma cravada simples. Após o GM Dmitrij Kollars dos Snowballs ter lutado de volta para fazer uma dama, Proleiko estava simplesmente em desvantagem de uma torre e um cavalo.

Em qualquer outra circunstância um jogador poderia ter-se sentido levado a abandonar, mas sendo um bom companheiro de equipe, o tabuleiro quatro dos Arch Bishops continuou a jogar e ganhou ambas a torre e cavalo, criando até algumas chances de vitória! Foi desporto, não ciência, mas o público adorou.


E a audiência vibra...

Anteriormente na rodada, os Saint Louis tinham tomado a vantagem (2,5-1,5) após a primeira sessão graças às brilhantes ofertas de material do IM Nikolas Theodorou contra o GM Alexander Donchenko. A primeira, Ta6, fez Donchenko segurar a cabeça com a sua mão, mas ele não teve de permitir o sacrifício em d6. A segunda oferta, em a7, ele teve de capturar, e  isso quis dizer o fim.

Os Arch Bishops também capturaram a segunda rodada, 3-1, para aumentar a sua vantagem para 5,5-2,5 a meio caminho das finais. Aqui está a vitória de Caruana sobre Kollars, pontuada por um simples tema de mate sobre o rei preto.

Isso preparou o palco para a terceira sessão, onde Proleiko passou de herói para trouxa para herói outra vez, tudo no curso de uma partida rápida. Saint Louis obteve outra vitória de Theodorou, empurrando-os para aquela margem de 8-4 e dando a Proleiko a oportunidade de ser o herói. Para além da sua vitória na última partida, Caruana adicionou uma contra o GM Georg Meier para fixar a pontuação final em 10-6.

Proleiko Agrest
Não podes soletrar PRO Chess League sem "Pro"leiko. Aqui ele aceita o aperto de mão de Inna Agrest na partida decisiva das finais. | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Kummer é um assistente de diretor dos Saint Louis Chess Club e tem por isso visto Caruana jogar ali em muitos eventos ao longo dos anos. Ele disse que pensa que Caruana gosta realmente dum evento por equipes como este.

"Certamente que parece que ele gosta," disse Kummer. "Não é muito estressante."

Fiel à sua palavra de ontem depois da vitória nas semifinais, Kummer disse que a equipe se "preparou" para a final com uma celebração, embora ele tenha esclarecido que ele tinha organizado uma "festa de pizza" e nada mais do que isso.

No confronto para o terceiro lugar, a China teve de enfrentar a Armênia como em 2018. Desta vez estava menos em jogo, mas isso não impediu os Panda de igualar a série entre eles.

Chengdu Pandas
Os Chengdu Pandas observam o seu membro mais jovem jogando na partida decisiva. Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Tal como no confronto para o primeiro lugar, o tabuleiro quatro da equipe vitoriosa teve um papel chave. Até pareceu na verdade que um tabuleiro quatro poderia derrotar um tabuleiro principal, mas Zhang Di ficou aquém contra o GM Zaven Andriasian na rodada de abertura. Com tudo crescendo para um clímax na coluna-g, de repente o veterano prendeu a dama do jogador de 12 anos.

Felizmente para a China, o segundo tabuleiro GM Wang Yue resolveu a dificuldade de ter o seu bispo preso e rugiu de volta para derrotar o IM Shant Sargsyan e assim a primeira volta estava empatada 2-2.

Chengdu obteve então a vantagem de um-ponto no segundo segmento, apenas para o devolver quando a WFM Anna Sargsyan derrotou o GM Zhao Jun quando o seu tempo caiu para um segundo. Isso quiz dizer que as equipes entraram no segmento final empatadas 6-6.

Artak Manukyan
Artak Maukyan foi o jogador-capitão o ano passado mas este ano ser apenas o capitão quis dizer assistir durante muitas horas estressantes... | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.
Artak Maukyan
...e eventualmente a tensão já não podia ser ocultada. | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Os Pandas venceram o todo-importante confronto dos tabuleiros principais na medida que o GM Li Chao deu continuação às dificuldades de Andriasian. O jogador principal dos Eagles conseguiu apenas 1,5/4 pelo segundo dia consecutivo. 

Mas no tabuleiro dois, o GM Haik Martirosyan conseguiu voltar a igualar as coisas contra Wang Yue com uma grande recuperação numa partida que era obrigatória vencer.

Tudo agora dependia do tabuleiro final. Conseguiria Anna Sargsyan vencer mais uma uma, ou iria o garoto prevalecer? Zhang Di obteve a vitória para a sua equipe, e para os seus treinadores (os dois tabuleiros principais dos Pandas!).

"Eu sinto-me simultaneamente excitado e nervoso porque eu estou a jogar com jogadores de rating muito mais alto do que eu," disse Zhang Di sobre a experiência. Ele então creditou o treino de finais de Wang Yue de o ter ajudado a guiar através daquela vitória final.

Zhang Di
Zhang Di é todo sorrisos após um excelente dia final e de ter vencido a partida decisiva. | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Quando a cerimónia de encerramento começou, uma grande declaração veio do Comissário da PCL Greg Shahade. Devido à crescente popularidade da liga, a PCL irá ser expandida de 32 para 40 equipes no próximo ano, permitindo a ainda mais equipes de xadrez de obter qualificação.


Aqui podes assistir à transmissão de Domingo da PRO Chess League.

As finais da PCL tiveram lugar na Folsom Street Foundry em São Francisco em frente duma audiência ao vivo que comprou ingressos. O evento foi organizado em conjunção com o Chess.com e o Twitch.

Caruana Donchenko
Alexander Donchenko e Fabiano Caruana perante outra audiência de jogo quase repleta. | Foto: Eric Rosen/PRO Chess League.

Peter Doggers contribuiu para este relatório.


Relatórios anteriores:


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de FM MikeKlein
Qualificação PRO League: 40 Equipes Competem Por 8 Lugares

Qualificação PRO League: 40 Equipes Competem Por 8 Lugares

Karjakin Faz Música e Nepo É Incinerado nas Quartas de Final do Speed Chess

Karjakin Faz Música e Nepo É Incinerado nas Quartas de Final do Speed Chess