Mamedyarov Arrecada Largos Pontos Ao Vencer Siberia, Agora #6 do Mundo

Mamedyarov Arrecada Largos Pontos Ao Vencer Siberia, Agora #6 do Mundo

Tendo perdido o seu título para São Petersburgo o ano passado, a equipa recheada de estrelas do Siberia-Sirius reclamou o prêmio máximo da Primeira Liga do Campeonato Russo De Equipes esta semana em Sochi, Rússia. Anish Giri e Vladimir Kramnik fizeram parte da equipe mas a grande estrela foi Shakhriyar Mamedyarov, que subiu para número seis do mundo.

Dois anos antes o campeonato Russo de Equipas assistiu à formação de uma nova equipe, que chegou, avançou e conquistou. Apoiada pelo dinheiro do petróleo Siberiano, uma equipe muito forte foi criada, que incluía até Vladimir Kramnik—que nunca tinha jogado por uma equipe antes na sua vida. [Correção: uma equipe Russa, quero dizer.]

Juntamente com Levon Aronian, Dmitry Jakovenko, Wang Yue e outros Grande Mestres, o Siberia venceu o título na sua primeira tentativa, mas as coisas não correram tão bem no seu segundo ano. São Petersburgo reivindicou o primeiro lugar em 2016, quando somente cinco equipas disputaram uma dupla ronda robin.

Desta vez com o nome de Siberia-Sirius, a equipa de 2017 era ainda mais forte do que antes. Os companheiros de Kramnik foram Shakhriyar Mamedyarov, Anish Giri, Ian Nepomniachtchi, Alexander Grisxhuk, Dmitry Andreikin, Anton Korobov, e Denis Khismatullin. Juntos eles pontuaram os 14 pontos todos do confronto no que foi uma rodada em formato de liga única com oito equipes, nesta edição.

Kramnik e Mamedyarov vieram para Sochi diretamente do Gashimov Memorial em Shamkir. Enquanto o contributo do 14º campeão do mundo foi modesto para o Siberia (três empates, uma vitória), Mamedyarov continuou na sua excelente forma. O Azerbaijão venceu todas as suas quatro partidas, e ganhou agora uns espantosos 22,9 pontos nas suas últimas 13 partidas!

No rating em tempo real Mamedyarov subiu para número seis do mundo, o mesmo que o seu máximo anterior na lista de rating da FIDE de Julho de 2007

null

A terceira vitória de Mamedyarov, de pretas vs Evgeny Najer, foi altamente espetacular. O seu lance 16...b5, que eventualmente conduziu a uma coluna-b aberta e a um sacrifício decisivo em b2, é exatamente a razão porque o Benoni e a Índia de Rei têm tantos adeptos.

null

Mamedyarov é o novo número seis do mundo depois de dois eventos triunfantes seguidos. | Foto Polina Barskaya, Federação Russa de Xadrez.

Anish Giri veio logo após vencer o Reykjavik Open. Em Sochi ele começou com quatro empates contra alguns Russos bastante fortes (Vladislav Artemiev, Maxim Matlakov, Vadim Zvjaginsev e Alexandr Predke) mas depois ele derrotou dois jogadores com um rating mais baixo, Evgeny Romanov e Andrey Esipenko.

Romanov acabou de tomar em d4. Você consegue ver qual é o problema com isso?

null

Anish Giri em Sochi. | Foto Polina Barskaya, Federação Russa de Xadrez.

Um participante digno de nota em Sochi, para a equipe Malakhite, foi Anatoly Karpov. Em anos recentes o 12º campeão do mundo tem jogado ocasionalmente partidas de liga na Alemanha, e de fato logo antes de ir para Sochi ele empatou com Viktor Laznicka, em 30 de Abril, em Berlim.

Esse encontro foi incluído nas notas do empate de Karpov com Peter Svidler em Sochi, que foi a única partida que Karpov jogou lá. Svidler teve de trabalhar muito para ganhar o seu meio-ponto:

null

Karpov também pareceu estar muito interessado em muitas outras partidas. | Foto Polina Barskaya, Federação Russa de Xadrez.

Outra estrela em Sochi foi Vladimir Fedoseev. O grande mestre de 22 anos de São Petersburgo esteve nas manchetes recentemente por vencer o Aeroflot Open (e assim se qualificar para o evento em Dortmund), e depois de bons desempenhos em St. Louis (Winter Classic) e Karlsruhe (Grenke Open), uma pontuação sublime de 6/7 em Sochi fez com que Fedoseev quebrasse 2700 pela primeira vez.

O seu lance final em Sochi foi esperto. Como é que você sacrificaria a dama aqui? Um golpe firme e rápido? Ou movendo a dama lentamente para c6 e ganhando aquele cavalo de forma elegante?

null

Vlad Fedoseev tem jogado muito bem recentemente. | Foto Polina Barskaya, Federação Russa de Xadrez.

Campeonato Russo de Equipes de 2017, Primeira Liga | Resultados Finais

Rank Time 1 2 3 4 5 6 7 8 Rds BP MP
1 Siberia-Sirius 4.0 3.5 3.5 5.5 5 4.5 5 7 31 14
2 ShSM Legacy Square Capital 2.0 3.0 3.5 4.5 3.5 4.0 4.0 7 24.5 11
3 Malakhit 2.5 3.0 3.0 3.0 3 4.0 5.0 7 23.5 8
4 Bronze Horseman 2.5 2.5 3.0 3.0 3.5 4.0 4.0 7 22.5 8
5 Central Federal District 0.5 1.5 3.0 3.0 2.0 4.0 3.0 7 17 5
6 Sports School 1.0 2.5 3.0 2.5 4.0 2.0 3.0 7 18 4
7 Ladya 1.5 2.0 2.0 2.0 2.0 4.0 3.5 7 17 4
8 Zhiguli 1.0 2.0 1.0 2.0 3.0 3.0 2.5 7 14.5 2

null

A equipe vencedora, com Giri segurando o seu filho Daniel que viajou com ele e a sua esposa
Sopiko Guramishvili para Sochi. | Foto Polina Barskaya, Federação Russa de Xadrez.

Tal como nos últimos dois anos, o torneio foi disputado em Sochi. Para além da Primeira Liga houve também uma Liga Maior com 16 equipes, e um campeonato feminino com 9 equipes, assim como eventos para meia idade e jovens. Ugra, com e.g. Natalia Pogonina e Olga Girya, venceram o torneio feminino.


Quer receber mais conteúdo de xadrez em Português? Siga estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de PeterDoggers
Com Só 3 Vitórias em Tabuleiros a Rússia Lidera Equipas Europeias

Com Só 3 Vitórias em Tabuleiros a Rússia Lidera Equipas Europeias

Kramnik Sobre a Carta Coringa dos Candidatos: 'Muito Provavelmente a Minha Última Chance'

Kramnik Sobre a Carta Coringa dos Candidatos: 'Muito Provavelmente a Minha Última Chance'