Radjabov Vence o Grand Prix FIDE de Genebra

Radjabov Vence o Grand Prix FIDE de Genebra

Com empates nos seis tabuleiros principais na rodada final, Teimour Radjabov conseguiu manter a sua liderança e se tornou no vencedor exclusivo do FIDE Grand Prix em Genebra, Suíça. Radjabov ganhou €20,000 ($22,936) por aquela que foi a sua primeira vitória num torneio clássico em quase uma década.

Radjabov com uma medalha de ouro e uma caneta Dupont. | Foto: Valera Belobeev para WorldChess.

Radjabov empatou contra Nepomniachtchi, um dos dois jogadores que o perseguia com menos meio-ponto. O outro era Grischuk, que perdeu a sua chance de partilhar o primeiro lugar à medida que Giri foi bastante sólido. Svidler e Aronian derrotou Hou Yifan e Salem respectivamente.

Genebra Grand Prix | Resultados da Rodada 9

Bo. No. Fed Nome Rtg Pts. Result Pts. Fed Nome Rtg No.
1 6 Nepomniachtchi 2742 5 ½ - ½ Radjabov 2724 12
2 3 Giri 2775 ½ - ½ 5 Grischuk 2761 4
3 2 Mamedyarov 2800 ½ - ½ Li Chao  2735 10
4 17 Riazantsev 2654 ½ - ½ Adams 2736 9
5 8 Harikrishna 2737 ½ - ½ 4 Jakovenko 2703 14
6 13 Inarkiev 2707 ½ - ½ 4 Gelfand 2728 11
7 5 Svidler 2749 4 1 - 0 Hou Yifan 2666 16
8 7 Eljanov 2739 4 ½ - ½ 2 Rapport 2694 15
9 1 Aronian 2809 1 - 0 2 Salem 2638 18


"Quase certas" foi talvez forte demais para descrever as chances de 
Teimour Radjabov vencer este evento, após a penúltima rodada. Isso foi, no entanto, baseado tanto na sua boa forma em Genebra como no seu sólido repertório de aberturas. E de fato, o seu empate com Ian Nepomniachtchi foi tão bom como sólido, com o vencedor do torneio recusando até um empate em certo momento.

"Eu estava satisfeito com a abertura, de ter obtido esta boa posição que dá condições de manobrar para sempre," disse Radjabov. Ele não estava satisfeito em ter perdido o par de bispos, mas depois de poder colocar um cavalo em f4, ele começou a jogar para uma vitória.

null

Radjabov, logo após empatar a sua partida com Nepomniachtchi. | Foto: Valera Belobeev para WorldChess.

Radjabov, que está de volta no top 20 dos rating em tempo real, disse sobre o seu torneio em geral: "Além das minhas partidas contra Grischuk e hoje, em geral eu fui capaz de me manter controlado, e portanto eu penso que essa é a razão porque as coisas caíram para o meu lado."

O Oficial de Imprensa da FIDE Goran Urosevic falou com os jogadores após a partida.

Isto quis dizer que Alexander Grischuk podia ainda alcançar Radjabov, mas para isso ele precisava de bater outro jogador muito sólido de Pretas: Anish Giri. O Holandês achou que estava vencendo o seu oponente (o bispo das Pretas em h7 estava completamente fora de jogo), mas assim que 29...d4 foi jogado ele precisava ser cuidadoso. Felizmente para ele, o final foi mais ou menos um empate forçado.

"Eu tinha que tentar vencer hoje porque com um empate eu tinha muitas poucas chances de me qualificar," disse Grischuk. "Eu estava bem satisfeito com aquilo que estava acontecendo. Talvez a minha posição fosse pior mas pelo menos a posição das Brancas foi esticada, e pode ficar esticado demais em certo momento".

Grischuk, cujo Grand prix está agora concluído, disse que, para variar, ele sentiu que estava jogando bem nesta série. "Estou chateado porque provavelmente não irei me qualificar."

A WGM Anna Burtasova falou com os jogadores após a partida. Não perca a última parte da entrevista onde Grischuk reflete abertamente sobre como seria ruim se ele ajudasse os oponentes dos seus rivais do GP durante o quarto e último evento. 😂

Antes da sua partida com Hou Yifan, Peter Svidler foi assistido pelo seu 'segundo' Maxim Matlakov. Os dois falaram no Skype, e Matlakov tinha reparado que a moça Chinesa se juntou recentemente à tendência de jogar a Semi-Tarrasch. "Veja  a minha partida de Minsk contra Shimanov," foi o seu conselho, e foi isso que Svidler fez.

"Eu obviamente não conseguia me recordar de nada, a não ser o fato de ter algum conhecimento das ideias básicas e pude jogar rapidamente na abertura quando ela já teve que começar pensando depois de 11.d5 foi claramente uma enorme vantagem para mim."

Empurrando Delroy o peão-d foi o tema central, semelhante a muitas posições Grünfeld e portanto Svidler sabia o que estava a fazer. "Eu tive tantas experiências ruins do outro lado destas coisas."

O Oficial de Imprensa da FIDE Goran Urosevic falou com Peter Svidler após a partida.

Levon Aronian usou uma velha linha de Mark Taimanov para combater a Índia de Rei de Saleh Salem: o modesto 9.Bd2 na variante Mar del Plata. "Eu obtive uma boa posição a partir da abertura", disse Aronian. "Eu achei que a velha linha de Taimanov ainda é boa."

A sua abordagem para o resto da partida também foi modesta. "Eu tenho lances provavelmente muito melhores, mas decidi ter a certeza que não há nada para calcular na partida porque tenho feito asneiras em muitas partidas. Eu queria manter as coisas simples e depois o meu oponente cometeu uma asneira, portanto o plano funcionou."

Perguntado porque é que se está a desempenhar tão pior nestes torneios do GP do que em outros eventos principais, Aronian respondeu: "Eu acho que não estou levando eles muito a sério. Tenho que trabalhar sobre isso."

A WGM Anna Burtasova falou com Levon Aronian após a partida.

Genebra Grand Prix | Classificações Finais

# Fed Nome Rtg Perf Pts SB
1 Radjabov, Teimour 2724 2872 6.0/9
2-3 Grischuk, Alexander 2761 2825 5.5/9 24.25
2-3 Nepomniachtchi, Ian 2742 2812 5.5/9 22.50
4-10 Harikrishna, Pentala 2737 2779 5.0/9 25.25
4-10 Mamedyarov, Shakhriyar 2800 2775 5.0/9 24.50
4-10 Li Chao 2735 2783 5.0/9 24.00
4-10 Svidler, Peter 2749 2765 5.0/9 20.25
4-10 Riazantsev, Alexander 2654 2751 5.0/9 19.75
4-10 Adams, Michael 2736 2749 5.0/9 19.25
4-10 Giri, Anish 2775 2752 5.0/9 19.00
11-14 Gelfand, Boris 2728 2735 4.5/9 20.50
11-14 Aronian, Levon 2809 2730 4.5/9 19.75
11-14 Jakovenko, Dmitry 2703 2741 4.5/9 19.25
11-14 Eljanov, Pavel 2739 2721 4.5/9 16.00
15 Inarkiev, Ernesto 2707 2671 4.0/9
16-17 Rapport, Richard 2694 2540 2.5/9 9.50
16-17 Hou Yifan 2666 2549 2.5/9 8.75
18 Salem, Saleh 2638 2508 2.0/9

Com a sua vitória em Genebra, Radjabov venceu o seu primeiro grande torneio em quase uma década. A última vez em que ele foi primeiro num torneio clássico foi em Dezembro de 2008, quando ele pontuou 8/13 e empatou no primeiro lugar com Dmitry Jakovenko e Alexander Grischuk no Elista Grand Prix. Antes disso, ele partilhou primeiro lugar no Wijk man Zee em 2007 juntamente com  Veselin Topalov e Levon Aronian, pontuando 8,5/13.

A última vitória exclusiva de Radjabov em xadrez clássico é provavelmente Dos Hermanas 2005 (!) onde ele pontuou 5,5/9, findando à frente de Alexey Dreev, Zurab Azmaiparashvili, Alexander Rustemov e Ruben Felgaer. Interessantemente, um outro participante de Genebra jogou nesse torneio: Pentala Harikrishna, que pontuou 4,5/9.

null

Teimour Radjabov, hoje em Genebra. | Foto: Valera Belobeev para WorldChess.

Na última década o jogador do Azerbaijão teve um bom número de segundos-lugares em super torneios e outros sucessos, e ele elevou o seu rating até 2793 em Novembro de 2012. No entanto, parece que com o seu último lugar na edição de 2013 do Torneio dos Candidatos, ele perdeu alguma da sua motivação.

Radjabov mudou também o seu repertório de aberturas. Enquanto ele costumava jogar, por exemplo, a Dragão Siciliana, agora as suas aberturas estão mais focadas na segurança. Vamos esperar que esta vitória em Genebra vá trazer de volta alguma da sua velha paixão, a mesma paixão com que ele conseguiu bater Garry Kasparov aos 15 anos de idade, em Linares em 2003.

O Genebra Grand Prix teve lugar de 6-15 de Julho no Hotel Le Richmond em Genebra. O fundo de prêmios é de 130,000 / $148,520. O controle de tempo foi de 100 minutos para os primeiros 40 lances, 50 minutos para os 20 lances seguintes e depois 15 minutos para o resto da partida mais uns adicionais 30 segundos por lance a começar em lance 1.

Em baixo você encontra a classificação geral do Grand Prix. Todos os jogadores participam em três dos quatro torneios; os nomes em negrito são os seis jogadores que acabaram o seu Grand Prix uma vez que já participaram em três eventos.

FIDE Grand Prix 2017 | Classificações Depois de Três Eventos*

Rk. Fed Nome Sharjah Moscou Genebra Palma Total
1 Mamedyarov, Shakhriyar 140 140 60 x 340
2 Grischuk, Alexander 140 71,4 125 x 336,4
3 Radjabov, Teimour x 71,4 170 ? 241,4
4 Ding Liren 70 170 x ? 240
5 Vachier-Lagrave, Maxime 140 71,4 x ? 211,4
6 Nepomniachtchi, Ian 70 3 125 x 198
7 Nakamura, Hikaru 70 71,4 x ? 141,4
8 Adams, Michael 70 3 60 x 133
9 Giri, Anish x 71,4 60 ? 131,4
10 Svidler, Peter x 71,4 60 ? 131,4
11 Li Chao 25 x 60 ? 85
12 Jakovenko, Dmitry 70 x 11 ? 81
13 Hou Yifan 7 71,4 2,5 x 80,9
14 Harikrishna, Pentala x 20 60 ? 80
15 Riazantsev, Alexander 1 x 60 ? 61
16 Eljanov, Pavel 25 x 11 ? 36
17 Vallejo, Pons Francisco 25 7 x ? 32
18 Gelfand,Boris x 20 11 ? 31
19 Rapport, Richard 25 x 2,5 ? 27,5
20 Tomashevsky, Evgeny 3 20 x ? 23
21 Aronian, Levon 7 x 11 ? 18
22 Hammer, Jon Ludvig 3 7 x ? 10
23 Salem, Saleh 3 3 1 x 7
24 Inarkiev, Ernesto x 1 4 ? 5

*Estas classificações foram calculadas pelo Chess.com e ainda precisam de ser confirmadas pela FIDE.

O quarto e último evento está agendado para ter lugar de 16-25 de Novembro em Palma de Maiorca. Os dois melhor classificados no Grand Prix em geral ficarão qualificados para o Torneio dos Candidatos de 2018.

Correntemente Mamedyarov lidera, e Grischuk é segundo. Uma vitória exclusiva em Palma irá ganhar 170 pontos, o que quer dizer que, para além dos dois lideres correntes, só Radjabov, Ding Liren e MVL ainda têm uma chance de se qualificar atravês do GP.

No entanto, quase todos irão jogar na Taça do Mundo em Setembro em Tbilisi, onde mais dois lugares podem ser conquistados. Para os jogadores que se irão qualificar por rating, você pode verificar neste Google Doc por Martin Bennedik durante 2017. Se nada der resultado, sempre existe o apuramento de mais um jogador pelos organizadores.


Relatórios anteriores:


Quer receber mais conteúdo de xadrez em Português? Siga estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de PeterDoggers
Com Só 3 Vitórias em Tabuleiros a Rússia Lidera Equipas Europeias

Com Só 3 Vitórias em Tabuleiros a Rússia Lidera Equipas Europeias

Kramnik Sobre a Carta Coringa dos Candidatos: 'Muito Provavelmente a Minha Última Chance'

Kramnik Sobre a Carta Coringa dos Candidatos: 'Muito Provavelmente a Minha Última Chance'