Devemos Confiar Nos Computadores?

Devemos Confiar Nos Computadores?

GM Gserper
06/08/2017, 00:00 |
64 | Outros

A questão de se devemos ou não confiar nos computadores pode parecer inoportuna uma vez que nós realmente não temos outra opção no mundo moderno. Pense nisso: se um computador de uma das superpotências nucleares pifar, isso potencialmente pode acabar com a humanidade como nós a conhecemos. Uma vez que este é um site de xadrez, a questão presente que eu quero discutir é se "devemos confiar nos computadores no xadrez?"

Bom, a única resposta correta para esta complicada pergunta é "isso depende." Enquanto para algumas pessoas computadores são sinônimos com a verdade definitiva, eu tenho visto muitos tipos de erros de computador. Vou começar com um dos casos mais bizarros.

null

Cerca de 30 anos atrás, quando a detestada "cortina de ferro" foi finalmente levantada, muitos jogadores de xadrez Soviéticos obtiveram a oportunidade de jogar torneios em outros países. Eu estava jogando um desses grandes Abertos Suíços na Europa. Um grande amigo meu teve um bom torneio e antes da última rodada a única coisa de que ele precisava para alcançar a sua norma final de IM era outro oponente estrangeiro. Neste caso, mesmo uma derrota não o impediria de obter o cobiçado título.

Infelizmente. de acordo com as regras de emparcelamento Suíço, ele não pode obter tal oponente. Eu senti muita pena dele e era realmente injusto que ele não pudesse obter o seu título devido a um detalhe técnico estúpido. Surpreendentemente, ele estava bem disposto e praticamente celebrou o seu sucesso. Respondendo à minha pergunta, ele me confundiu.

"Está vendo, Greg" disse ele, "dizem por aí que o computador responsável pelo emparceiramento gosta muito de conhaque de cinco-estrelas!

Eu não sei como ele conseguiu embriagar o computador, mas no dia seguinte ele estava mesmo emparceirado contra o jogador desejado e consequentemente obteve o seu título de IM. Eu tive um torneio ruim e não me recordo muito das minhas partidas lá, mas a revelação principal para mim, aos 19 anos, foi de que computadores gostam de conhaque!

Agora no entanto quando eu vejo um emparceiramento de torneio estranho ou resultados estranhos num eleição local onde as pessoas votam para aumentar os seus impostos, eu imediatamente me lembro do sorriso manhoso do meu amigo e ouço a sua voz: "computadores gostam de um conhaque de cinco-estrelas!". 

Mas então e a análise pura de uma posição de xadrez?

Podemos confiar nos computadores de xadrez? Mais uma vez isso depende do tipo de posição que você analisa. Experimente dar ao seu programa favorito de xadrez uma posição como esta e veja os resultados.

Quer uma posição de uma partida real? Aqui está:

Todos os programas irão insistir que as Brancas devem desistir; entretanto esta é uma fortaleza básica. Você pode argumentar que enquanto os programas de xadrez são notoriamente ruins em reconhecer fortalezas, eles são muito bons nas outras coisas.

OK, aqui está uma partida que acabamos de publicar:

null

Foto: Lennart Ootes, Grand Chess Tour.

Durante a maior parte da partida, os programas de xadrez dão às Pretas uma vantagem vitoriosa por volta de -3; entretanto qualquer jogador de xadrez que estudou este tipo de final sabe que é um empate fácil. Se confiar num computador neste tipo de posição então vai correr o risco de falhar.

No mesmo final um programa de xadrez criticou severamente o lance 60 de Carlsen...gxh4 e sugere em vez disso 60...hxg4. Um comentário anônimo analisou a partida em um dos principais sites Russos e citou a linha como uma forma preferível das Pretas jogarem para uma vitória. Na realidade é claro este é outro empate teórico:

Como pode ver, certos finais são a parte mais fraca dos programas de xadrez e você deve receber as suas recomendações com cautela!

Agora vamos examinar as aberturas. Temos de agradecer aos computadores por muitas ideias criativas na abertura, como esta:

Após a partida Aronian não escondeu o fato óbvio de que a ideia inteira de 10.Th4 foi o resultado da sua preparação auxiliada por computador. Enquanto nós podemos encontrar muitos exemplos como este, de vez em quando jogadores de xadrez pagam um alto preço pela sua confiança derradeira no poder do computador.

Quem pode esquecer a seguinte partida bem famosa?:

Foi assim que Kramink explicou esta catástrofe em sua entrevista para a revista "New in Chess": magazine:

Era claramente um buraco na minha preparação, mas era um buraco muito estranho. Nós analisamos esta linha inteira (...) Eu estava no banheiro e decidi jogar rapidamente, para não dar tempo para pensar. Para colocar ainda mais pressão psicológica sobre ele ao responder imediatamente. Eu estava a verificar variantes e eu já vi dama d3, mas eu pensei que era simplesmente uma perpétua. No final de contas nós tínhamos verificado isto com um computador portanto não devia estar tudo perdido, porque de outro modo o computador teria mostrado que tal posição estaria perdida. (...) Este tipo de coisa nunca tinha me acontecido antes. Você joga de Brancas, faz todos os lances de acordo com a sua preparação e dá um aperto de mão. Isto é algo inacreditável (...) Eu não sei se isto alguma vez aconteceu antes num campeonato do mundo.

Será que jogadores de xadrez aprenderam com este desastre? Na verdade não. Olhe a próxima partida onde os lances Cc6-b4-c6 do super-GM Radjabov não fizeram nenhum sentido e ainda assim ele os jogou somente porque ele pensou que eram a recomendação de um computador!

Neste artigo você pode encontrar mais detalhes sobre este episódio ridículo com Cc6-b4-c6. Mas a chave para compreender o que realmente aconteceu é isto:

Radjabov disse que ele estava seguindo as suas anotações, embora ele não conseguia lembrar delas exatamente.

"É claro que eu olhei para o lance natural 13...Tc8, mas eu pensei: vivemos na era do computador," disse ele.

É uma coisa quando os meus estudantes fazem um lance que parece esquisito e eles nem sequer são capazes de explicar a razão do lance, dizendo somente que era a recomendação dum computador. É um nível completamente novo de loucura quando a mesma coisa exatamente é feita por um GM de topo porque "nós vivemos na era do computador."

O comediante Elon Gold tem uma rotina "ridículo-dículo".

Reformulando o seu remate final eu posso dizer que quando Radjabov jogou Cc6-b4-c6 e empatou um super grande mestre foi ridículo. Mas quando o GM Caruana jogou Cf6-g4-f6 e bateu o anterior número-dois do mundo Aronian foi dículo!


Portanto, devemos confiar nos nossos computadores incondicionalmente?

Como pode ver, alguns jogadores de xadrez muito fortes confiam. Mas eu eu entendo o comentário do GM Svidler após o acidente em Cc6-b4-c6. Quando Radjabov mencionou que havia até um lance Bb7-c8 em suas anotações, Svidler respondeu: "Eu teria desistido do xadrez. Um manicômio estaria já me esperando."


Quer receber mais conteúdo de xadrez em Português? Siga estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de GM Gserper
Como Descobrir Uma Novidade de Abertura

Como Descobrir Uma Novidade de Abertura

Como Enganar o Teu Oponente

Como Enganar o Teu Oponente