x
Xadrez - Joga e Aprende

Chess.com

GRATUITO - no Google Play

GRÁTIS - na Loja do Windows Phone

VER
O Erro Mais Idiótico na Abertura

O Erro Mais Idiótico na Abertura

Aposto que alguns de vocês, meus caros leitores, pensam que eu vou falar sobre o "Mate de dois-lances (Fool's Mate)" ou o "Mate de Pastor (Scholar's Mate)." Na verdade não existe uma forma mais rápida de apanhar xeque-mate do que o Mate de dois-lances:

E não existe um abertura mais popular do que o Mate de Pastor:

Mas sejamos realistas, quando foi a última vez que viste um Mate de Dois-Lances num torneio? Está bem, eu sei, o campeão do mundo esteve muito perto de conseguir este tipo de xeque-mate recentemente, como discutimos  neste artigo. Mas é claro essa não foi uma partida a sério.

Para te dizer a verdade, eu nunca vi o atual Mate de Dois-Lances jogado em torneios sérios! Mesmo em eventos escolares, ninguém e tão tolo que permita este xeque-mate destes.

O Mate de Pastor é o total oposto, no entanto. Eu não conheço um único jogador de xadrez que nunca apanhou xeque-mate desta maneira quando era garoto. E, é claro, todos nós tentámos dar xeque-mate desta forma aos nossos oponentes em algum ponto da nossa carreira xadrezista. Alguns jogadores de xadrez até tentaram a sua sorte contra fortes grande-mestres:

Um Nakamura mais jovem divertiu-se com lances como 2.Qh5.

Portanto, nós não vamos falar sobre estas duas aberturas por exatamente estas razões: Uma delas nunca acontece, e a outra é demasiado bem conhecida para ser discutida. Ainda mais, nós não vamos discutir qualquer abertura em particular.

Sobre o que nós vamos falar é um dos erros mais comuns que jogadores de xadrez cometem. Eles jogam as aberturas demasiado depressa! Existem numerosas razões para este triste facto, portanto vamos discuti-las uma por uma.

1) É só uma abertura, o que pode correr mal?

Muitos jogadores de xadrez (especialmente os mais novos) tratam uma abertura como preparação para a partida. Eles pensam: "Vamos desenvolver as nossas peças, fazer roque, e depois podemos começar a verdadeira batalha!" Sim, no princípio da partida, a maioria das nossas peças ainda estão a dormir nas suas posições iniciais, mas isso não significa que não podes perder rapidamente na abertura.

Aqui está uma das minha armadilhas favoritas que eu uso em simultâneas. Quando eu vejo que o meu oponente joga 1.d4 seguido por 2.Nf3, isso assinala imediatamente para mim o que pode potencialmente acontecer. Não é um grande segredo que muitos garotos jogam o que eu chamo uma abertura "preguiçosa" (a.k.a. o "sistema de Londres"). Eu digo "preguiçosa" porque é fácil para muitos garotos e os seus treinadores de jogar desta maneira. Tu simplesmente desenvolves as tuas peças da seguinte maneira, quase ignorando os lances do teu adversário: 

A abertura é de facto muito segura: as Brancas obtêm bom desenvolvimento e um centro muito sólido. Mas até nesta abertura coisas más podem acontecer a um jogador de xadrez que faz os seus lances demasiado mecanicamente. Eu venci pelo menos uma dúzia de partidas desta maneira nas minhas simultâneas: 

Portanto, não te esqueças, a partida de xadrez começa do primeiro lance, e as táticas podem acontecer muito cedo na partida! 

Um acidente semelhante aconteceu na seguinte partida famosa.

Não há duvida que um jogador muito forte e um dos melhores teóricos do seu tempo, Semion Alapin, esperava o habitual 5.d4, e portanto ele seguiu o seu desenvolvimento sem prestar muita atenção aos lances do seu adversário. Ele apercebeu-se do seu erro somente quando o seu cavalo desapareceu do tabuleiro! 

Não foi o melhor lance de sempre jogado por Semion Alapin. | Imagem Wikipedia.

2) Um bom conhecimento da abertura

Tu podes pensar que eu fiquei louco se sugerir que um muito bom conhecimento de aberturas é uma coisa má. Claro que não é, o verdadeiro problema é diferente. Na maioria dos casos os especialistas de aberturas tornam-se muito complacentes. A sensação de invencibilidade na abertura faz-te propenso a todo o tipo de problemas. A seguinte partida bem conhecida é uma boa ilustração: 


A mais famosa asneira de Karpov!?

Como pôde um dos melhores jogadores de xadrez da história perder desta maneira? Bem, Karpov era um dos principais especialistas desta variante nessa época. Olha para a próxima obra-prima posicional como um exemplo do seu excelente jogo nesta abertura: 

Como já mencionei acima, o teu extensivo conhecimento e sucesso na abertura podem fazer-te demasiado complacente e podem levar-te a fazer erros tolos. Eu tenho a certeza que Karpov jogou o seu lance mecânico 11...Bd6?? contra o GM Christiansen muito depressa, e como resultado a partida acabou instantaneamente.

Muito recentemente nós testemunhamos uma abertura catastrófica semelhante:

Zhou Chen vs Ju Wenjun num recente Campeonato do Mundo de Senhoras. | Foto David Llada.

Como pôde um anterior campeão do mundo perder essencialmente em 9 lances? Eu penso que a razão é a mesma que na partida de Karpov. A posição de abertura é bastante bem conhecida e boa para as Brancas. Tudo o que precisam de fazer é defender contra a ameaça óbvia de 9...Qh4+. Nós nunca iremos saber se Zhu Chen ia seguir o velho clássico:

Ou talvez a sua intenção fosse uma obra-prima mais recente:

O simples facto é: Jogar rapidamente na abertura custou as Brancas a partida e o encontro!

3) Simples acidentes

É verdade que acidentes podem acontecer a qualquer pessoa em qualquer altura. Mas eu penso que concordarás que se conduzes a 160 kms por hora a probabilidade de teres um acidente é significativamente mais alta do que se conduzires a 60 kms por hora. Portanto, quando tu 'blitz' o teu oponente nos lances de abertura, é simplesmente uma questão de tempo até teres um acidente embaraçoso, como este, descrito pelo famoso treinador soviético Vladimir Zak no seu livro "The Way Of Improvement."

As Pretas tinham 4...Be7 escrito na sua folha de pontuação, mas por engano, ele pensou que este lance já tinha sido jogado e esperando 5.e5 Nfd7 ele moveu o seu cavalo imediatamente!

Um erro semelhante, mas com menores consequências dramáticas, foi feito por Alekhine:

Aqui está o que Alekhine escreveu na sua anotação para 4.Bd2: "Um lapsus-manus. Eu tinha intenção de fazer este lance depois de 4.e5 c5, da forma que eu já tinha jogado contra Nimzowitsch em San Remo, em 1930, mas em vez disso eu movi o bispo imediatamente." Aqui tu podes ver Alekhine fumando nervosamente depois do seu deslize.

Alexander Alekhine. | Foto Wikipedia.

Espero que tenha conseguido convencer-te que levar mais 10-15 minutos no princípio duma partida é um investimento muito bom, mas aí está um problema. A maioria dos torneios escolares nos EUA são jogados com um controle de tempo de 25 ou 30 minutos por partida. Com este controle de tempo, tu não tens o luxo de gastar tempo extra nos teus lances de abertura. Eu não sei como concertar este problema, e portanto, eu recomendo que todos os meus estudantes com um rating acima de USCF 1500 evitem os eventos escolares com um controle de tempo curto e joguem antes em torneios de adultos.

Em conclusão, eu encorajo-te a partilhar na seção de comentários as tuas histórias engraçadas de acidentes de abertura causados por jogar depressa!

Online Agora