Uma jogada de muito sucesso

Uma jogada de muito sucesso

Aarao
Aarao
09/04/2017, 18:36 |
0

Aposentado já ensinou xadrez para mais de 5.000 pessoas ao longo da vida

 

Pensar mais, errar menos e viver melhor. Para muitas pessoas, esses podem ser uns dos desejos mais profundos a serem realizados – e até alguns dos passos essenciais para alcançar a felicidade. Para José Teixeira, 76, um dos finalistas na categoria Cidadania ao Prêmio Bom Exemplo 2017 – iniciativa da TV Globo Minas, jornal O Tempo, Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e Fundação Dom Cabral (FDC) –, a realização desses desejos pode vir por meio de uma ajudinha do jogo de xadrez.

O aposentado desenvolveu um método que facilita o aprendizado do jogo e se dedica a ensiná-lo em “aulões” dados em escolas e entidades. Além de mostrar às pessoas que o xadrez não é algo difícil de ser aprendido como é difundido por aí, ele também contribui, com o seu trabalho, para que crianças e adolescentes se desenvolvam em diferentes sentidos.

“É uma atividade fantástica, que auxilia a ter mais paciência, a pensar antes de agir. Com esse jogo, é possível desenvolver a tolerância e a perseverança. O xadrez pode modificar o Brasil e o mundo rapidamente”, acredita o aposentado.

Além disso, de acordo com Teixeira, o fato de existirem regras e de ser necessário que elas sejam aceitas pelos jogadores, é mais um ponto positivo do xadrez, sendo que este é um aprendizado que pode ser levado para toda a vida. “Acredito que cada pessoa pode melhorar a si mesmo e ajudar para que os outros também consigam agir dessa maneira”, salienta ele.

Teixeira conta que aprendeu a jogar sozinho, em 1975, e não é de hoje que ele passa todo o conhecimento que adquiriu para as pessoas. Tanto é que já contou com mais de 5.000 alunos ao longo da vida, que tiveram a oportunidade de conhecer o seu método criado em 1991. “Apesar disso, acredito que o xadrez ainda não é tão conhecido ou praticado como ele deveria ser. As pessoas costumam recebê-lo muito bem, empolgadas. As crianças, geralmente, ficam comportadas na hora de aprender essa que é uma das mais belas criações da humanidade”, diz ele.

Ajudar os outros, para Teixeira, é o que torna as pessoas melhores. Ele frisa que é importante que todos possam sempre desenvolver esse lado. “A promoção humana é algo, de fato, fundamental”, frisa.

Além de se preocupar com as pessoas e com o desenvolvimento delas, Teixeira também é atento ao meio ambiente e aos cuidados que se deve ter em relação a ele. Por isso, ensina a fazer o jogo de xadrez utilizando materiais reciclados, como, por exemplo, as tampinhas. “São coisas que seriam descartadas e que eu aproveito para dar outro fim a elas”, ressalta.

 

Fonte: O Tempo
Link: http://www.otempo.com.br/cidades/uma-jogada-de-muito-sucesso-1.1458181