Carlsen Bate MVL Em Playoff, Vence o Paris Grand Chess Tour

Carlsen Bate MVL Em Playoff, Vence o Paris Grand Chess Tour

Magnus Carlsen derrotou Maxime Vachier-Lagrave num playoff para conquistar o Paris Grand Chess Tour. Ambos os jogadores tinham terminado com 24 pontos de 36 possíveis, e partilharam os primeiros dois prêmios para receber 31.250 dólares cada um. Hikaru Nakamura ficou em terceiro 23 e ganhou 20.000 dólares.

Carlsen segurando o seu troféu em frente do Château d'Asnières. | Foto: Maria Emelianova.

A entrevista do Chess.com com o vencedor de Paris.

Enquanto que tudo estava calmo nos múltiplos edifícios do Canal+ ao longo do Sena, com todos os empregados regulares gozando o seu dia (ensolarado) de folga, os fogos de artifício apareceram logo desde o início dentro do estúdio. Ao contrário de qualquer rodada anterior em Paris, o "Domingo de Campeonato" começou com cinco resultados decisivos.

Tanto mais surpreendente foi de que o líder do torneio Magnus Carlsen e o jogador em segundo lugar Hikaru Nakamura perderam as suas partidas. Este último foi-se abaixo contra a estrela local Maxime Vachier-Lagrave, o princípio de outro esplêndido dia de blitz para o número-um Francês.

Nakamura conseguiu tirar o seu oponente da sua confortável Grünfeld zona, mas Vachier-Lagrave claramente que também sabe jogar bem as estruturas da Benoni.


Na nossa entrevista de ontem Carlsen mencionou as jogados apressadas por falta de tempo, e que estava a jogar demasiado lentamente. Naquela primeira partida de Domingo ele não conseguiu evitar ambas as coisas.

Fabiano Caruana: "Eu não tinha ideia do que se estava a passar. Ficou tão complicado tão depressa que eu não sabia se estava a vencer ou a perder. Estávamos a jogar nos incrementos, não em incrementos, no retardamento. Para navegar esta posição com segundos é impossível e portanto tenho a certeza que fizemos ambos algumas asneiras graves."


null

Capuana-Carlsen foi provavelmente a troca de golpes mais louca deste torneio. | Foto: Maria Emelianova.

"Pelo menos eu posso ter influência em quem vence, o que é sempre uma sensação agradável. Em qualquer caso jogar bom xadrez já é uma recompensa por si mesmo," disse Caruana.

Para além de MVL, Alexander Grischuk também beneficiou das falhas no topo da tabela. Ele derrotou Veselin Topalov e estava somente meio-ponto atrás de Nakamura, e meio-ponto à frente de MVL. A forma como Topalov deixou cair o peão foi claramente um caso de quem está a pedir outra xícara de café.

A rodada seguinte viu um dos embates chave deste torneio, entre Nakamura e Grischuk. Foi uma luta espantosa de 84-lances até aos reis despidos.


null

Grischuk e Nakamura observando o ecrã digital das partidas. | Foto: Maria Emelianova.

Isso foram boas notícias para Carlsen, que recuperou com uma vitória duramente disputada sobre Bacrot, aumentado a sua liderança para 1,5 pontos. Olha para a técnica do campeão do mundo neste final de cavalos duplos.


Mas MVL ainda estava também em contenção, somente a dois pontos do líder. Ele esmagou Wesley So, que estava a ter um torneio de blitz tão mau como as rápidas de Caruana.

E então So subitamente acordou. Mesmo só com três vitórias no placar, tu podes ter uma influência em quem vence! Ele derrubou um dos principais rivais de Carlsen: Nakamura. E parece ter acontecido rapidamente.


null

So pontuou somente 6/18 mas derrotou Nakamura. | Foto: Maria Emelianova.

MVL empatou a sua partida com Caruana e Grischuk perdeu para Mamedyarov, e por isso esta rodada foi mesmo excelente para Carlsen na medida em que ele bateu Topalov de novo de uma forma bastante fácil. Carlsen estava agora dois e meio pontos em frente de Vachier-Lagrave e Nakamura, com seis rodadas para jogar.

Depois desta partida Carlsen disse a Maurice Ashley: "Tenho tido muita sorte com os resultados nas outras partidas até agora. A partida com Bacrot também foi um combate um pouco doido mas pelo menos nesta partida não chegou a isso porque ele fez um lance muito mau."

A sua estratégia para este dia? "Estou a jogar a maioria das armas pesadas no fim e portanto eu preciso de manter o nível da minha energia e a minha concentração nessas partidas. Isso foi o que eu não consegui fazer ontem e portanto isso será a coisa principal."

Wesley So continuou a ter um papel muito importante neste dia porque agora ele também derrotou Grischuk. Ele até lhe deu xeque-mate! Felizmente que aqui eu não joguei 45.Kh3," disse So, ao mesmo tempo que ele indicava outro bonito mate.


So: "Para mim não tem importância contra quem eu venço uma partida. É claro que Grischuk e Nakamura são dois dos favoritos em xadrez rápido mas ao mesmo tempo eu estou muito satisfeito de obter uma vitória. Este foi um dos piores torneios da minha vida. Ontem eu simplesmente não conseguia ver as peças, Eu não conseguia ver os lances bons. Por exemplo ontem na minha partida com Magnus eu nem sequer vi que a dama podia ir completamente até à fileira de trás."

null

So: "A mente é uma coisa curiosa. Por vezes para simplesmente de funcionar." | Foto: Maria Emelianova.

Carlsen então empatou com Mamedyarov, mas Nakamura não beneficiou, empatando Caruana. Vachier-Lagrave aproveitou a sua oportunidade e passou para segundo lugar quando bateu o seu compatriota Bacrot, uma vez mais.


Nessa altura outro grande confronto estava a decorrer, com Grischuk a jogar Carlsen. O jogador Russo tinha vencido a sua partida mútua no Sábado, e novamente foi ele que teve as oportunidade de vitória. Carlsen concordou com a entrevistadora Almira Skripchenko que começar ao meio dia não é ideal para ele. "Sinto-me um pouco mole."

MVL empatou também, e por isso permaneceu dois pontos atrás do líder. Nakamura escorregou ainda mais quando sofreu uma derrota inesperada contra Bacrot.


Na partida entre os dois jogadores renascidos, Caruana calculou melhor do que So:

A moleza de Carlsen ainda não tinha desaparecido na sua partida com Karjakin, que nunca é para ele um adversário fácil. Um empurrão posicional de peão para a5 cedo na partida fez com que as suas peças ficassem um pouco descoordenadas, e com lances ativos Karjakin obteve uma posição prometedora.

null

Carlsen pára o relógio depois duma derrota vs Karjakin. | Foto: Maria Emelianova.

Carlsen tinha a esperança de uma fortaleza embora ele tivesse dito famosamente que não acredita nelas. Eventualmente Karjakin obteve duas damas e foi preciso algum esforço para vencer a partida, mas foi uma partida excelente do princípio ao fim pelo jogador Russo.


MVL aproximou-se para somente um ponto de Carlsen com uma vitória instrutiva sobre Mamedyarov. Aquele par de bispos era forte!

Noutra rodada com cinco partidas decisivas, ambos Nakamura (dois pontos atrás do líder) e Grischuk (dois e meio) venceram, e portanto ainda estavam perfeitamente em contenção.

E o terceiro grande confronto teve aí lugar: Carlsen vs MVL. "Vai ser divertido—eu não estou à espera que ele vá fugir de uma luta!" disse o jogador Francês.

Carlsen fez uma asneira na abertura que lhe custou uma peça, mas estava ainda longe de estar acabada. Depois de uma luta longa a posição com D vs TC estava provavelmente dinamicamente igual, mas então Carlsen fez de novo uma asneira para sofrer a sua segunda derrota em blitz contra MVL.


null

Carlsen perdeu uma peça no início da abertura mas só perdeu a partida no fim duma longa batalha. | Foto: Maria Emelianova.

A mesma rodada viu uma derrota incrível para Nakamura vs Mamedyarov. Foi um dos mais loucos finais em partidas de blitz de alto nível visto há muito tempo, com o jogador Americano alcançando uma vitória didáctica, somente para a perder, enquanto jogou uma sub-promoção extraordinária. Não percas esta comédia de erros.


null

Uma pequena piada não produziu os efeitos desejados para Nakamura. | Foto: Maria Emelianova.

Carlsen depois perdeu a sua terceira partida consecutiva, para Nakamura. Foi um desabamento total do campeão do mundo.

null

Nakamura não conseguiu repetir o sucesso do ano passado em Paris, mas pelo menos ele venceu o seu mini-confronto com Carlsen 2-1. | Foto: Maria Emelianova.

MVL empatou rapidamente, mas não porque ele tivesse jogado cuidadosamente. Na verdade ele confundiu a abertura com 10.Dd2, como ele disse ao Chess.com. "Depois disso não há maneira de voltar atrás, eu tenho de jogar para o empate." Mas ainda foi o suficiente para entrar na rodada final com um meio ponto de vantagem.

Magnus então derrotou So facilmente, enquanto Vachier-Lagrave segurou Grischuk a um empate de Pretas. Depois de 27 partidas, eles tinham terminado exatamente com o mesmo número de pontos.

Paris Grand Chess Tour | Blitz, Classificações Finais

# Fed Name Rtg Perf 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 Pts SB
1 Vachier-Lagrave 2783 2939 ½1 11 ½½ 11 11 11 13.0/18
2 Nakamura 2792 2851 ½0 11 ½1 ½½ 10 ½1 10 10 11.0/18 96.25
3 Caruana 2782 2852 11 1 ½0 10 10 11 ½1 11.0/18 93.75
4 Karjakin 2776 2813 00 00 ½1 ½1 ½½ 11 10 10.0/18 84.50
5 Carlsen 2851 2806 00 ½0 10 ½0 11 11 11 10.0/18 73.50
6 Grischuk 2779 2775 ½½ ½½ ½1 ½0 01 ½0 9.0/18 81.25
7 Mamedyarov 2784 2774 00 01 01 ½0 ½1 ½1 ½½ 11 9.0/18 70.25
8 Topalov 2725 2682 ½0 01 ½½ 00 10 ½0 ½0 ½1 6.5/18
9 So 2789 2653 00 01 00 00 00 ½1 ½½ ½1 01 6.0/18
10 Bacrot 2688 2594 00 01 ½0 01 00 00 ½0 10 4.5/18

Paris Grand Chess Tour | Classificações Gerais Finais

# Fed Name Rtg Perf Pts
1-2 Carlsen,Magnus 2858 2932 24
1-2 Vachier-Lagrave,Maxime 2783 2909 24
3 Nakamura,Hikaru 2792 2865 23
4 Grischuk,Alexander 2826 2852 22
5 Mamedyarov,Shakhriyar 2799 2755 20
6 Karjakin,Sergey 2787 2794 18
7 So,Wesley 2695 2653 15
8 Caruana,Fabiano 2749 2716 14
9 Topalov,Veselin 2661 2661 11,5
10 Bacrot,Etienne 2586 2567 8,5

Note that for these tables the ratings of the Grand Chess Tour's
Universal Rating System have been used.

De acordo com os regulamentos, os jogadores tiveram de jogar duas partidas de playoff com 10 minutos mais um retardamento de 5-segundos no relógio. Carlsen venceu a primeira, superando o seu oponente num final difícil:


null

Carlsen, após a sua vitoria, entrevistado por Almira Skripchenko para o Canal+. | Foto: Maria Emelianova.

MVL depois não conseguiu nada de Brancas numa Marshall Ruy Lopez, e teve de aceitar uma repetição de lances para evitar algo muito pior.

Vachier-Lagrave estava muito decepcionado, e com razão. Não só tinha ele perdido também para Carlsen no playoff do London 2015, mas esta foi bastante dura por várias razões também. Ele tinha jogado um torneio de blitz fantástico em que ele terminou dois pontos à frente de todos. E, ele de facto tinha derrotado Carlsen 2-1 nas suas partidas mútuas em Paris (uma derrota na rápida mas duas vitórias na blitz).

"Obviamente, parecia que eu tinha perdido, mas felizmente que eu consegui manter-me focado" disse Carlsen ao Chess.com.

null

Parabéns para Maxime Vachier-Lagrave, que jogou um excelente torneio de blitz. | Foto: Maria Emelianova.

null

Depois do torneio concluído Carlsen foi entrevistado "semi-em direto" para o programa do Canal+. | Foto: Maria Emelianova.

null

Uma foto de grupo em frente do Château d'Asnières. | Foto Maria Emelianova.

Agora três destes jogadores irão viajar para Leuven, Bélgica onde na Quarta-feira um torneio idêntico (rápida e blitz) irá começar. Eles são Magnus Carlsen, Maxime Vachier-Lagrave e Wesley So. Em Leuven eles irão ser reunidos com Viswanathan Anand, Ian Nepomniachtchi, Levon Aronian, Vladimir Kramnik, Anish Giri, Vassily Ivanchuk, e Baadur Jobava.


Relatórios anteriores:


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de PeterDoggers
GM Solozhenkin Suspenso Por Fazer Acusações de Fraude; Colegas GM Protestam

GM Solozhenkin Suspenso Por Fazer Acusações de Fraude; Colegas GM Protestam

Caruana Vence o Grenke Chess Classic

Caruana Vence o Grenke Chess Classic