Duo Alemão Fere Ambos Caruana e Anand, Carlsen e Nakamura Ainda Perfeitos

Duo Alemão Fere Ambos Caruana e Anand, Carlsen e Nakamura Ainda Perfeitos

Graças a dois IM Alemães nos seus vintes, agora só dois dos cinco cabeças-de-série têm pontuações perfeitas após 48 horas no Internacional da Ilha do Homem do Chess.com de 2017. Ambos o GM Fabiano Caruana e o GM Viswanathan Anand cederam meio-pontos de Pretas hoje na rodada dois, embora o Americano tivesse sofrido mais.

Entretanto o cabeça-de-série o Campeão do Mundo GM Magnus Carlsen também teve uma luta nas suas mãos após o seu Tigre Moderno de uso ocasional ter sido testado mais uma vez. O GM Hikaru Nakamura jogou um dos seus sistemas de fianchetto-duplo, mas não conseguiu provar uma vantagem até ao princípio do final. No entanto, ambos converteram para se tornarem os jogadores de rating mais alto com pontuações perfeitas.

null

O antigo Campeão de Juniores dos EUA o GM Eugene Perelshteyn não se esquivou de complicações mas por fim foi suplantado pelo GM Magnus Carlsen. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com

O empate de Anand resultou duma partida sobretudo estática. Na verdade o fim foi induzido pelos seus lances, mas doutra maneira a partida esteve completamente empatada mesmo assim. Nenhum dos jogadores fez qualquer tentativa para usar a sua maioria de peões. De facto, como o oponente de Anand explicou mais tarde, Anand disse-lhe que ele não é um grande fã da estrutura da ala de rei das Pretas uma vez que é tão difícil de mobilizar.

O anterior oponente do campeão do mundo, o IM Jonas Lambert da Alemanha, tem 20 anos e presentemente não tem intenção de fazer do xadrez uma carreira. Deve ser agradável como amador de jogar ao mesmo nível com uma lenda.

O compatriota de Lambert, o IM Nikolas Lubbe, tem mais sete anos mas só é um ponto mais alto. Ele será um advogado em breve, mas antes disso, ele interrogou Caruana durante a maior parte dos 44 lances da partida.

null

Em solidariedade não intencional, o treinador do GM Fabiano Caruana jogou também hoje com um jogador Alemão. Ao contrário do seu estudante, o GM Rustam Kasimdzhanov venceu para ficar a 2-0. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com

Falando mais tarde ao Chess.com, Lubbe confessou que se ele estivesse sentado à frente de um jogador de calibre menor, ele teria continuado a jogar. Ele exprimiu o mesmo sentimento humano que muitos de nós temos quando emparceirado com alguém muito superior -- não querer deixar passar o resultado duma vida, mesmo que não seja o final heróico.

Apesar de Lubbe ter mais alguns aniversários do que Lambert, foi ele que se mostrou mais excitado após a partida. Ambos os Alemães tiveram um post-mortem de troca de impressões com os seus oponentes, mas só Lubbe pediu por uma 'selfie' com o seu colega de 2800. Na altura, um pequeno pedido.

"Oh, e Fabiano, precisas da tua planilha? Eu tenho um estudante que adoraria tê-la." Caruana disse que guarda as suas planilhas, mas teria gosto em assinar qualquer outra coisa para Lubbe mais tarde no evento. Quanto a sua própria cópia da partida, Lubbe concedeu que ele provavelmente terá também de a dar.

null

O IM Nikolas Lubbe (esquerda) foi o igual do GM Fabiano Caruana neste dia, mas isso não o impediu de ainda ser um fã. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com

Com os jogadores de topo nos tabuleiros dois e três tendo as suas mãos cheias, o que se passou no tabuleiro um? Tal como Caruana e Anand, Carlsen também teve as Pretas, mas ele esteve claramente numa luta desde o princípio. Ele utilizou uma das suas ocasionais armas de contra-golpe, a Moderna com ...a6!

O assim chamado "Tigre Moderno" é um convidado infrequente do campeão. Ele tinha-o usado da última vez numa clássica em 2016 contra ambos o GM Wei Yi e o GM Dragan Solak, vencendo ambas estas. Carlsen usou também uma Moderna mais clássica algumas vezes no PRO Chess League, mas hoje ele tirou as garras para fora.

null

Talvez Carlsen tivesse sido inspirado a jogar o Tigre Moderno pela camiseta deste jogador? E se foi isso, deverá ser isso considerado um "uso de apontamentos"? | Foto: Maria Emelianova/Chess.com

Quem melhor para guiar os leitores através da partida do que o homem que literalmente escreveu o livro sobre o assunto? O analisador convidado o GM Tiger Hillarp Persson está sempre ansioso por ver Carlsen passar através da fronteira da Noruega para a Suécia, e ele partilha o seu conhecimento profundo em baixo.

null

O GM Tiger Hillarp Persson ficou satisfeito em saber que a "Equipa Carlsen" concorda com a maior parte da sua análise. Consentir o sac do peão-e6 é a razão porque se joga a abertura!

Análise pelo GM Tiger Hillarp Persson

Mais um pequeno pormenor sobre a partida: Os dois estavam a seguir Anand-Svidler, 1998, até ao lance 12, quando Anand jogou 12. Bd2 em vez de 12. a4. Anand recordava-se desta partida mas não se lembrava que tinha sido a sua primeira de sempre contra Svidler! Essa foi uma maneira fantástica de começar uma longa série de partidas frente-a-frente que agora contam mais de três dúzias.

Com vários dos favoritos caindo da liderança, quantos outros jogadores de 2700 conseguiram manter-se a par com Carlsen? Só um intímo quarteto: Nakamura, o GM Michael Adams, o GM Pavel Eljanov, e o GM Francisco Vallejo.

Tal como o seu rival na rodada um, Nakamura teve de defrontar um Islandês, mas o seu foi um grande mestre.

null

O GM Hikaru Nakamura normalmente rodopia um peão capturado, mas aqui ele gira o cavalo invasor que aterrou inesperadamente no seu território alguns lances antes. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com

O Americano caiu vítima duma liquidação bonita pelo GM Helgi Olaffson, que podia ter acabado com as suas chances de lutar pelo ponto inteiro. Mas logo quando a partida estava a ficar esclarecida, Nakamura arruinou a tranquilidade ao reencaminhar o seu cavalo para d5, onde este reinou e terminou a partida rapidamente graças a numerosos garfos.

Entretanto Adams continuou a tendência dos confrontos de "velhos" vs. "jovens." Enquanto na rodada um o GM Maxim Rodshtein deu uma vantagem de 41 anos de experiência ao seu oponente, e o GM Richard Rapport cedeu 44 anos (para o GM Jan Timman!), Adams foi o beneficiário de 33 anos de conhecimento xadrezista extra contra o IM R. Praggnanandhaa. A diferença mais importante? Adams não empatou como os outros favoritos mencionados.

null

O IM R. Praggnanandhaa tentou ser o agressor, mas colidiu hoje com um muro da Cornualha. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com

Adams suspeitou, corretamente, que as chances vitoriosas normalmente reduzidas dos bispos de cor-oposta eram contrabalançados pelos passados ligados.

Eljanov continuou a sua tentativa de reter o seu título do ano passado. Ele estava em sincronia com Carlsen num respeito. Enquanto o cabeça-de-série teve a certa altura Tf8, Rg8, Th8 (ainda bem que ele obtem bastante treino de Chess960 no Chess.com Speed Chess Championship), Eljanov forçou o seu oponente para a mesma formação de Brancas: Tf1, Rg1, Th1.

Ao contrário de Carlsen, aqui o rei e os peões das Brancas não tiveram espaço para respirar, permitindo a Eljanov de ser só ele a se divertir. As Brancas não conseguiram impedir a morte por um milhar de cortes, que veio dum simples peão-c.

A partida mais eléctrica do dia pode ter sido o GM Nils Grandelius oferecendo duas peças para rasgar aberta a ala de rei da IM Anna Zatonskih. Como ela explicou após a partida, muitos grande mestres preferem 14. Dc2 em vez de 14. Bc2, mas ele pensou, "Porque não colocar a dama em frente do bispo?" Enquanto que a resposta 14...h6 pareceria um lance perdedor, parece que pode haver alguns convertidos depois deste ataque.

Não prejudicou que ele tivesse a posição da sua preparação, quando ele reparou que o computador detestava 14...h6. Ele só teve de encontrar o antídoto, o que não levou muito tempo:

Para arrumar a rodada dois é necessária uma discussão continuada dos emparceiramentos. Com os emparceiramentos aleatórios agora em efeito em vez duma "Suíça Holandesa" para a parte restante, não houveram grandes diferenças de rating em jogo nesta rodada. Tens de descer até ao tabuleiro 40 para encontrar a primeira surpresa de ponto inteiro (IM Harsha Bharathakoti batendo o GM Varuzhan Akobian).

Finalmente, enquanto a GM Hou Yifan venceu a sua partida contra a IM Elisabeth Paehtz, isso não impediu o improvável de acontecer, novamente. Só com três outras senhoras entre o grupo de 34 jogadores com a pontuação de 1,5/2 que ela ainda não tinha defrontado, Hou foi emparceirada com uma delas -- a IM Nino Batsiashvili (estranhamente duas das outras senhoras com 1,5/2 também jogam uma com a outra). Isso faz Hou 10-para-13 vezes em que é emparceirada contra senhoras em eventos abertos neste ano.

O seu pessoal "Groundhog Day" continua, só que em vez de "Needle Nose Ned" ela encontra Nino!

Podes encontrar os completos emparcelamentos da rodada três aqui, em que Carlsen tem de lutar de novo com os Americanos. Desta vez o GM Jeffrey Xiong passa para o tabuleiro principal. O tabuleiro dois é o GM Alexei Shirov vs. Nakamura. Esta muito provavelmente só será monótona se não souberes jogar xadrez.

O Internacional da Ilha do Homem do Chess.com é um torneio aberto de elite que terá lugar de 23 de Setembro a 1 de Outubro. O controle de tempo é de 40/100, 20/50, SD/15 com um incremento de 30-segundos a partir do lance um. O fundo total de prémios é de £133.000 com um primeiro prémio de £50.000 (~$65.000 USD). Todas as rodadas começarão às 13:30 hora local (GMT+1) excepto a rodada final, que começará às 12:00. A acção completa pode ser acompanhada em direto no Chess.com/TV com os comentadores o GM Simon Williams e a WIM Fiona Steil-Antoni.


Relatórios relacionados:


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de FM MikeKlein
Armenia Eagles Vencem PRO Chess League Em Triplo Prolongamento

Armenia Eagles Vencem PRO Chess League Em Triplo Prolongamento

Aronian Vence Gibraltar Chess Em Playoff

Aronian Vence Gibraltar Chess Em Playoff