Surpresa, Partida do Torneio nos Campeonatos dos EUA R7

Surpresa, Partida do Torneio nos Campeonatos dos EUA R7

Em Janeiro, o GM Babu Lalith bateu um campeão do mundo reinante em cinco lances quando o GM Hou Yifan jogou uma partida de protesto em Gibraltar. Certamente, isso é um recorde de brevidade, não é?

Bem, hoje no campeonato dos EUA de 2017,o GM Alex Shabalov precisou somente de quatro lances para bater um diferente campeão do mundo reinante! O GM Jeffery Xiang, o vencedor do Campeonato do Mundo de Juniores do ano passado, despenhou-se em chamas.

Existe aqui um pequeno asterisco, é claro.

Técnicamente a partida durou 26 lances, mas os primeiros 22 levaram tempo negativo para Shabalov. A certa altura, a diferença de relógios era de quatro minutos para uma hora, 27 minutos. Shabalov, por sua própria admissão, realmente só jogou hoje quatro lances, e por essa altura, ele estava sólidamente a vencer.

"Estou naturalmente satisfeito mas francamente eu hoje não joguei," disse ele.

null

A única coisa a fazer e ir dar um passeio: O GM Alex Shabalov tinha quase todo o seu tempo restante ao lance 22, enquanto o seu oponente tinha menos do que cinco minutos restantes.

Ainda assim, o conhecimento das linhas fez com que a demonstração fosse impressionante, e é uma das poucas vezes em que um jogador em último lugar toma precedência da cobertura dos jogadores nos 2800. O GM Ben Finegold chamou à partida de "o  prémio de brilhantismo do torneio."

Esta completa derrota foi um uppercut de primeira-ronda de Mike Tyson comparado à imitação de Buster Douglas na exibição de GM Yaroslav Zherebukh, que desafiou as probabilidades ao bater o GM Fabiano Caruana.

null

A analogia acima não é perfeita. Primeiro, Buster Douglas estava 42-1 quando venceu Mike Tyson no Japão (cerca de 2.5 porcento). Segundo os ratings, o GM Yaroslav Zherebukh tinha uma probabilidade de nove porcento de vencer (e 30 porcento de empatar). E Também, ao contrário de Douglas, Zherebukh nunca esteve perto de ser derrubado e inconsciente.

Voltando ao Shabalov-Xiong primeiro. Curiosamente, o jogador mais jovem, Xiong, foi agora derrotado pelos dois jogadores mais veteranos, de ambas as vezes de Brancas (ele perdeu para o GM Gata Kamsky na ronda cinco).

Então o que correu mal para o prometedor júnior Americano? Duas coisas, uma macro e uma micro. Primeiro, ele entrou numa partida que estilísticamente convinha ao seu oponente, e não se apercebeu que se estava a deparar com preparação prévia. Segundo, ele simplesmente não viu a fantástica réplica ao seu lance 21.

Em casa, nem Shabalov viu, sem ter alguma assistência. Ele recordou que o computador insistiu que tomar com o bispo era melhor no lance 20, mas ele não conseguia de modo algum compreender porquê. No fim de contas, a sua torre em a8 estava dependurada.

"O computador mostrava isto," disse Shabalov, apontando para a casa b6. "E eu fui, 'Whoa!'"

null

Apesar de ser 33 anos mais velho, o GM Alex Shabalov (49) explicou ao Chess.com que ele usa computadores muito mais em preparação do que o GM Jeffery Xiang (16). Hoje, isso viu-se.

Isso ajuda a explicar as coisas para o comentador presente no local o GM Eric Hansen, que disse, "Shabalov gastou somente um minuto em Qb6! Ele vê tudo. Quando tu tens esta posição depois do lance 20 contra o campeão mundial de Juniores, tens de estar bastante entusiasmado."

Com uma torre en prise o único lance vitorioso é um curto recuo? Yeah, aí está o sangue frio do computador:

Analisámos agora o micro, mas então e o macro? Podia Xiong ter tido uma partida mais calma? "Eu não percebi que era tão forte," disse Xiong dessa linha.

"Não é assim tão forte se jogares 6. Bd3!" replicou Shabalov.

Se isso foi a parte "1a" das notícias, então só escassamente "1b" seria o atual campeão dos EUA o GM Fabiano Caruana sendo esmagado pelo único novato do torneio, o GM Yaroslav Zherebukh.

É esta descrição da sua partida demasiado severa? Não segundo um observador:

As peças de Caruana tornam-se tão impotentes que as torres de Zherebukh tiveram tempo de fazer lances de Tetris por toda a parte da ala de rei.

"Nunca vi tal desamparo da parte de um oponente com este," disse o GM Yasser Seirawan. "Não fazes isso a um jogador de 2800 a menos que sejas tu próprio um jogador de 2700."

Zherebukh é "só" 2619, embora não o venha a ser depois deste torneio. O GM Hikaru Nakamura

disse que ele pensou que Zherebukh tinha certamente um rating abaixo do seu valor.

"Eu não gostei nada da posição com que fiquei depois da abertura," disse Caruana. "Não tenho bem a certeza onde descarrilou."

Zherebukh pensou que Caruana devia ter trocado os bispos de casa escura. Caruana não gostou da sua posição depois de recuar, mas ele também mostrou numerosas linhas com sacrifícios que levavam todas a derrota se ele tivesse convidado a dama inimiga para h6.

Uma vez que ganhou uma posição melhor, Zherebukh não tirou o seu pé de cima do pescoço de Caruana. 

"Eu não lhe dei uma única chance," disse Zherebukh. "Se não vejo uma vitória forçada que acaba a partida imediatamente, eu não me arrisco."

null

Zherebukh, que nunca tinha jogado um 2800 antes do seu encontro com o GM Wesley So anteriormente no evento, admitiu ao Chess.com que a estatura do seu oponente no mundo do xadrez "possívelmente" afectou o seu jogo. Ele disse que foi somente depois do laço se ter formado que ele deixou de pensar com quem estava a jogar mas ainda sabia que não podia perder a concentração.

"A oportunidade de bater um 2800 chega uma vez na vida," disse ele ao Chess.com.

O único jogador qualificado do torneio esta correntemente empatado na liderança com So, uma posição que o jogador menos cotado chama de "maravilhosa." Mas o seu percurso para conseguir chegar a St Louis não foi o que ele tinha imaginado. Em 2016, ele estava por volta de 2640 FIDE e poderia até ter "descansado" no seu rating para se qualificar. Ele disse ao Chess.com que isso foi quando ele começou a fazer asneiras de calendário.

"Eu estava a tentar jogar em alguns torneios fracos," disse Zherebukh, explicando que ele perdeu muitos pontos para se tornar um qualificado automático por rating. "Eu estava mesmo aborrecido de não ter jogado em 2016...É simplesmente a estratégia errada, jogar [...] alguns torneios fracos."

Depois do heroísmo de Zherebukh's hoje, e apesar dos seus melhores esforços, So não conseguiu ficar sózinho na liderança.

null

Tendo sido em tempo colegas das olimpíades e de equipa, os Webster WIndmills de GM Ray Robson foram batidos pelos St. Louis Arch Bishops do GM Wesley So no PRO Chess League. Robson não permitiu que a história se repetisse hoje.

"Eu compreendo que é impossível jogar para uma vitória logo do início com qualquer das cores," disse So. "Quando ele tomou em d4 foi um erro porque eu tenho este bom contra-jogo."

So disse que duas vitórias escaparam-lhe por pouco -- uma sobre o tabuleiro, e a segunda do relógio de Robson estar só com "dois ou três segundos" várias vezes. Claro, como seu antigo colega de quarto, ele talvez saiba melhor do que ninguém como Robson por vezes se arrisca a exceder-se com o limite de tempo.

Depois de as vitórias chegarem aos molhos em 2016, So disse que estas são muito mais difíceis de obter desta vez. "As coisas têm sido muito estranhas este ano para Hikaru, Fabiano, e mim," disse ele.

GM Hikaru Nakamura não se importou de ter uma abordagem audaciosa na sua partida de hoje contra o GM Sam Shankland, mas fora de tentar infrutíferamente de chegar com o seu cavalo a c5, o equilíbrio nunca caiu muito para qualquer dos lados.

null

GM Sam Shankland. Estava ele a jogar Nakamura, ou Karjakin?

"O primeiro problema é que o Sam, penso eu, preparou isto [para] Magnus [Carlsen] para o confronto contra Sergey Karjakin," disse Nakamura. "Eu tinha mais ou menos alguma ideia de que Sam tinha preparado algumas Eslavas para esse confronto...eu não deparei com nada de especial. 

"Francamente nesta altura do torneio eu não queria saber se estava em perigo porque eu tinha de tentar pontuar, ou foi o que eu pensava."

Nakamura pareceu quase saborear com prazer este confronto com o cabeça-de-série So amanhã, uma vez que ele não seria forçado a tomar os mesmos riscos como contra os jogadores da metade mais baixa.

Os três jogadores mais cotados, e seis dos oito do topo, perderam agora pontos atravês de sete partidas.

Em outra ação, o GM Varuzhan Akobian empatou com o veterano do torneio o GM Alex Onischuk, enquanto o GM Gata Kamsky suplantou o GM Daniel Naroditsky com o seu clássico xadrez posicional.

null

null

null

null

Imagens cortesia de  Spectrum Studios.

Tu podes acompanhar a transmissão completa da próxima ronda às 11:00 hora do Pacifico, 14:00 costa Leste no Chess.com/TV ou no site oficial, uschesschamps.com.

Reportagens anteriores:

Mais de FM MikeKlein
Mundial de Xadrez Partida 12: Carlsen Oferece Empate em Melhor Posição para Ir a Tiebreak

Mundial de Xadrez Partida 12: Carlsen Oferece Empate em Melhor Posição para Ir a Tiebreak

Mundial de Xadrez Partida 10: Série de Empates Continua Apesar de Partida Louca

Mundial de Xadrez Partida 10: Série de Empates Continua Apesar de Partida Louca