x
Xadrez - Joga e Aprende

Chess.com

GRATUITO - no Google Play

GRÁTIS - na Loja do Windows Phone

VER
Como Podes Melhorar Consistentemente o Teu Jogo de Xadrez?

Como Podes Melhorar Consistentemente o Teu Jogo de Xadrez?

O membro do Chess.com Cubronzo perguntou: "Eu tenho vindo a jogar xadrez por cerca de um ano e a minha força continua a subir e a descer. O meu problema principal é a minha habilidade de antever numa posição de xadrez. Tens qualquer recomendação sobre como eu poderia calcular com mais precisão e melhorar consistentemente o meu jogo?"

JS: Esta é uma pergunta que me fazem com bastante frequência, enquanto outros querem saber como melhorar o seu QI posicional, e outros as suas táticas, e outros...bem, as pessoas querem simplesmente melhorar e querem saber como.

Infelizmente, a vasta maioria dos jogadores não consegue passar de um rating de 1500 (em torneio de xadrez sobre o tabuleiro). E isso é de facto bastante bom uma vez que a média de rating de jogadores de torneio (USCF ou FIDE) está na faixa de 1400-1500. Uma vez que a vasta maioria dos jogadores que não participam em torneios não têm chance contra um jogador nessa faixa, os jogadores de 1400-para-1500 que jogam em torneios devem sentir-se muito orgulhosos de si mesmos.

Claro, isto não responde à tua pergunta, mas eu estou chegando (lentamente!) lá. 

Tenho ensinado ou treinado muitos jogadores de xadrez, de principiantes (agora já não ensino principiantes) à faixa de 1400-1500 (eu gosto bastante de ensinar jogadores nessa faixa), até a mestre e para além. Uma coisa que eu notei (não só nos meus estudantes, mas também de outros jogadores com outros professores) é de que a maioria destes jogadores não melhora muito (talvez uma subida de 200-pontos no máximo durante um período longo de tempo).

Uma vez que eu e outros professores normalmente olhamos para as partidas dos nossos estudantes, eu comecei a pensar se essa abordagem será útil. 

Agora eu mudei o meu método de ensino. Eu olho para as partidas dos meus estudantes (e eu mostro-lhes partidas de grande mestres também), mas só em momentos chave. O resto eu ignoro. Em vez disso, eu treino-os a aprender um longo grupo de padrões, o que requere muita repetição. E, à medida que eles começam a notar estes padrões (não é suficiente conhecer um padrão, é também importante reparar nele durante a partida!) os meus estudantes tornam-se mais confiantes, e claramente mais fortes.

null

Agora vamos saltar para o teu problema. Cálculo rápido tende a ser mais talento do que algo que se aprenda. No entanto, livros como o de Kotov THINK LIKE A GRANDMASTER (PENSA COMO UM GRANDE MESTRE) podem ser úteis. MAS — e isto é extremamente importante — cálculo NÃO é o teu problema. De facto, o mesmo pode ser dito sobre as outras pessoas que me dizem não conseguir calcular. O teu problema (e o da vasta maioria dos jogadores do Chess.com com online ratings de 1500 ou mais baixos) é de que tu (e os teus oponentes!) não compreendem o xadrez, fazem asneiras por todo o lado, não tens entendimento posicional, pensas que armadilhas banais são fantásticas quando na verdade são detrimentos para o teu desenvolvimento, atacas qualquer e toda a coisa, as tuas táticas precisam de muito treino, e ...bem...cálculo não vai consertar isso.

Está bem, isso parece ser severo. Mas eu fazia exatamente o mesmo quando eu comecei! Eu fazia ameaças impetuosas e rezava para que os meus oponentes caíssem nos meus "brilhantes" truques. Eu dependurava peões e peças por todo o lado. Por outras palavras, eu não tinha noção nenhuma. E quanto a xadrez posicional...NEM PENSAR! Homens a sério não comem quiche e eles certamente que não jogam xadrez posicional, não é verdade? Felizmente que eu me apercebi de que perder constantemente não era nada divertido. E portanto (com o meu ego quebrado em bocadinhos) eu decidi aprender o que é o xadrez verdadeiramente (eu também decidi que quiche era delicioso).

Portanto, o que podes tu fazer? A primeira coisa é treinares-te para ver cada peça que está indefesa (isso quer dizer as tuas peças desprotegidas E as do teu oponente). Uma vez que tu começares a reparar em todas as peças desprotegidas, irás ver um salto enorme na tua força devido a não dependurares o teu material.

Por favor lê este artigo sobre o tópico.

Tu precisas também de apurar o teu QI táctico básico, e precisas de estudar noções posicionais. Depois de reunires todos esses elementos o cálculo não te irá preocupar. Porque é que tens de fazer tudo isto? Porque se não conheceres os fundamentos de xadrez, tu irás para sempre ficar num inferno "dependurado," e num inferno "não percebo esta posição."

Pensa nisso da seguinte maneira: Tu decides especular em ações da bolsa. Tu nunca compraste ações antes mas, uma vez que adoras fruta decides que investir na primeira quinta de sempre de 'durian' no meio de terra fértil vai ser um grande sucesso (tu não sabes o que é 'durian,' mas fruta é fruta, não é verdade?). Depois dos fazendeiros locais atearem fogo a quinta, tu perguntas o que deu errado. Tu ponderas este fracasso e decides que fruta é uma ma decisão, e decides comprar ações numa mania que todos irão adorar: jacarés dançantes.  

Hmmm...pensando melhor no assunto, a história do mercado de ações não é uma metáfora particularmente boa para os teus problemas de xadrez. dá-me um momento para recarregar!

Ora bem, aqui está a explicação clássica: Se tu não és capaz de andar então não consegues correr. Tu estás a pedir-me para te ajudar a correr, mas tu precisas de aprender a caminhar primeiro. Tu podes adquirir estas competências de duas maneiras fáceis:

  • Lê livros de xadrez. Existem mais livros sobre xadrez do que sobre todos os outros jogos juntos. 
  • Adquire um professor de xadrez (em pessoa ou online). Lê este artigo.

Tendo dito tudo isto, vamos olhar para duas das tuas partidas e deixá-las falar e, talvez possas ver o que está realmente a causar problemas ao teu xadrez:

Este desastre não tem nada a ver com cálculo (embora muitos possam pensar que sim), mas tem tudo a ver com experiência, reconhecimento de padrões, e conceitos básicos. E deixa-me recordar a todos os leitores de todos os ratings: TODOS PASSAM POR ESTE TIPO DE CASTIGO NO INÍCIO.

Felizmente, à medida que o tempo (e depois de muitas partidas) passa, tu irás parar de atirar o teu rei aos lobos e mantê-lo a salvo. Ou, se o teu rei estiver em algum perigo, tu saberás melhor (por experiência...sem ser necessário calcular na maioria das situações) do que comer um peão inútil quando o tubarão Jaws vem na tua direcção. 


Portanto o que deveriam ter feito as Pretas (em vez do suicida 17...Qxc2??)? Olhemos então. Recorda-te: a aflição ao longo da diagonal h2-b8 precisa de ser atendida, e se as Brancas jogarem d4 as Pretas irão imediatamente sentir que um asteróide de 10 kms de comprimento aterrou na sua cabeça. Para além disso, as Pretas precisam de desenvolver o seu exército...ter uma peça de vantagem não é assim tão bom se aquela peça não estiver a fazer nada!

É tudo o que é necessário. Em vez de lançar descuidadamente as tuas peças por todo o lado sem rima nem razão, pensa no que a tua posição precisa e age de acordo. Não te esqueças que se o teu rei está a ser atacado no centro do tabuleiro, troca damas e o ataque (em muitos casos) irá desaparecer. Adicionalmente, tenta sempre perceber o que o teu oponente vai fazer antes de fazeres o teu lance. Se não o fizeres, pode ser que caminhas diretamente para um vulcão ativo. 

Na nossa próxima partida as Pretas têm dois peões de vantagem e, uma vez que as Pretas têm muito tempo, elas devem vencer. Em geral, se estás em vantagem material cerra a tua posição, não dês nada de graça, e irás vencer. No entanto, neste caso ambos os lados agarraram nos bastões respetivos e bateram na cabeça um no outro vezes repetidas. Repara como os jogadores jogam frequentemente com somente algumas peças em vez de mobilizar o seu exército inteiro. Nota também que quase cada lance é uma ameaça (tanto assim que me faz lembrar dos Robos Rock’em Sock’em).


Obrigado pela pergunta. Esta é na verdade muito importante. No entanto, vou concluir com este pensamento: Nem todas as pessoas querem estudar xadrez (ou qualquer outra coisa) depois de um dia cansativo no trabalho. Para essas pessoas o xadrez é um meio de relaxar. Se esse é o caso, porque te dar ao trabalho de tentar melhorar se te divertes a arremessar as peças para um lado e para outro contra outros jogadores semelhantes? É divertido, é fácil, e é viciante.

Seja qual fôr o caminho que escolheres o xadrez irá enriquecer a tua vida.

dpnorman disse: “Portanto os teus conselhos principais são de arranjar um treinador, praticar as táticas, ler livros de xadrez e aprender com os teus erros."

JS: Primeiro que tudo, recorda-te que esta resposta/artigo foi dirigida a uma pessoa específica que está num grupo de rating específico. No entanto, esses conselhos serão úteis para muitas pessoas.

Agora, em relação ao comentário de dpnorman: Essas práticas são importantes, mas NÃO representam tudo o que quero convir. Eu quero dizer que o cálculo não te irá ajudar se não fores capaz de compreender o resultado final. Portanto, tu calculas vários lances que resultam numa situação posicional, e depois o quê? Se tu não compreendes o que aquela calculada estrutura de peões te está a dizer então como podes avaliar se vale a pena fazê-la? Se tu calculas alguns lances e acabas com um cavalo vs o bispo inimigo, como podes saber se a posição é boa ou má se não conheceres os segredos das peças menores?

Cálculo é fantástico quando tu conheces os conceitos e padrões básicos (tácticos e posicionais). Então a primeira coisa que tens de fazer é aprender essas coisas. Uma vez que o fizeres, os resultados dos teus cálculos podem na verdade ter significado para ti. Para além disso, em muitas circunstâncias calcular não é necessário, tu simplesmente sabes o que fazer porque conheces uma determinada configuração.

Vou repetir o que disse no artigo: "Se não és capaz de andar não podes correr. Tu estás a pedir-me para te ajudar a correr, mas primeiro tens de aprender a caminhar."

Por outras palavras, precisas de adquirir competências (padrões) primeiro, e depois os cálculos podem acompanhar.

Online Agora