Consegues Resolver Estes Antigos Problemas de Xadrez?
Estas partidas ganharam prémios... conseguirás resolvê-las?

Consegues Resolver Estes Antigos Problemas de Xadrez?

As partidas antigas que ganharam prémios de brilhantismo são divertidas de acompanhar, mas para algumas pessoas elas são ainda mais divertidas se as consegues resolver em problemas. Depois, quando tu obténs breves biografias dos jogadores (vencedores e perdedores...bom, este é um tempo divertido para todos.

Se não consegues resolver um problema, clica apenas no "?" e verás todos os lances acertados e anotações.

EXERCÍCIO UM

Friedrich (também conhecido como Fritz) Samisch (nascido 1896, faleceu 1975) Um grande mestre Alemão, ele derrotou jogadores fortes como Grunfeld Capablanca. Ele também bateu Reti num confronto, com quatro vitórias, uma derrota e três empates.

Eventualmente ele aposentou-se do xadrez, mas muitos anos mais tarde ele decidiu jogar em mais um torneio aos 73 anos de idade (1969). Ele jogou bastante bem, mas perdeu todas as suas partidas em pressão de tempo!

Friedrich Samisch
Friedrich Samisch via Wikipedia.

Quando eu estava a jantar com Bent Larsen, ele contou-me uma história sobre Samisch:

Samisch tinha acabado de se casar, e enquanto ele e a sua mulher estavam a arrumar a casa juntos (o enorme baú de Samisch nem sequer tinha ainda sido aberto), Fritz notou um envelope sobre a mesa. Este era um convite para participar num torneio! Ele disse à sua mulher que tinha de ir, mas que ele voltaria tão cedo quanto possível. Assim ele pegou no seu baú e foi-se embora. Dois meses mais tarde ele voltou. Ela não estava satisfeita que ele se tivesse ausentado tanto tempo, mas estava feliz que ele estivesse de volta e cozinhou uma boa refeição para ele. Enquanto eles estavam a comer ela deu-lhe uma carta que tinha chegado um par de semanas antes. E, mais uma vez, este era um convite para um torneio! Uma vez que o envelope já ali estava por algum tempo, ele disse-lhe que tinha de se apressar em ir embora e que voltaria tão cedo quanto possível. Dois meses mais tarde ele regressou a casa mas a sua mulher tinha desaparecido, e ele já não tinha uma esposa.

AI Schropp (provavelmente um especialista baixo; ninguém sabe quando ele nasceu, mas ele faleceu em 1926), jogou em dois torneios que eu consegui encontrar. Em Berlim 1919, ele ficou em 12º lugar entre 16 jogadores (Samisch ficou empatado em segundo lugar). No outro torneio (o Congresso da Federação Alemã de Xadrez 1920) ele teve um desempenho pior, ficando em 11º entre 12 jogadores, contra muitos jogadores fracos.

EXERCÍCIO DOIS

Siegbert Tarrasch (nasceu 1862, faleceu 1934). Nascido na Polônia, depois de ter terminado a escola em 1880, ele partiu para a Alemanha para estudar medicina e montou um clínica médica bem sucedida em Munique. Muitos pensaram que ele tivesse sido o melhor jogador do mundo de 1890 a 1893. De facto, Tarrasch recebeu um convite para um confronto do campeonato mundial contra Steinitz; no entanto ele recusou dizendo que ele tinha responsabilidades para com os seus pacientes. Depois disso, Emanuel Lasker conquistou o título em 1894 e assim ficou (Lasker manteve o título por 27 anos!). Embora ele fosse um dos melhores jogadores do mundo por bastante tempo, ele era também um dos melhores autores e professores de xadrez no planeta.

Savielly Tartakower (nasceu em 1887, faleceu em 1956) foi um homem espantoso. Nascido na Rússia, ele mudou-se para a Polônia, e acabou em França. Ele derrotou muitos dos melhores do mundo. No entanto, ser um dos melhores do mundo não era suficiente para ele, e ele era também um jornalista de xadrez de renome (eu tenho um par dos seus livros na minha estante). Mas o que fez destacar para mim foi o seu humor.

Capablanca (falando para Tartakower): “Tu tens falta de solidez." A resposta de Tartakower: “Essa é a minha graça salvadora.”

Outras citações:

  • “É sempre melhor sacrificar as peças do teu oponente."
  • "Um peão isolado espalha tristeza pelo tabuleiro todo."
  • “As asneiras estão todas no tabuleiro, à espera de serem feitas."
  • “Nenhuma partida foi algum vez vencida por desistência.”
  • “Uma partida de xadrez tem três fases: a abertura, na qual tu desejas estar melhor; o meio-jogo, no qual tu pensas estar melhor; e o final, onde tu sabes que vais perder.”
  • “Eu nunca derrotei um adversário sadio.”
Savielly Tartakower
Savielly Tartakower via Wikipedia.

 

No entanto, os juizes muito provavelmente atribuíram o prémio de brilhantismo para a seguinte anotação:

EXERCÍCIO TRÊS

Akiba Rubinstein (nasceu em 1880 na Polônia, faleceu na Bélgica em 1961) aprendeu a jogar xadrez aos 16 anos de idade, e tornou-se num dos melhores jogadores do mundo de 1907 a 1914. De facto, muitos pensaram que ele era o jogador mais forte, ponto final. Quando a Primeira Guerra Mundial começou, Rubinstein começou a mostrar momentos de doença mental para além das horríveis impressões da guerra (alguns dizem que ele ouvia uma mosca constantemente a zunir no seu ouvido), e depois de 1914 ele nunca mais foi tão bom como era antes.

Ejim Bogoljubow (nasceu na Rússia em 1889, faleceu na Alemanha em 1952), no seu auge, era um jogador poderoso que podia derrotar qualquer um em qualquer altura. Ele venceu dois confrontos (ambos terminaram com uma pontuação de 5,5-4,5) contra Max Euwe em 1928 e 1929 (Euwe venceu por fim um confronto em 1941). Ele jogou também em dois confrontos do campeonato mundial contra Alekhine, vencidos ambos por Alekhine.

Bogoljubov tinha a certeza de que ele era o melhor jogador do mundo, e em alguns torneios ele parecia prová-lo (por exemplo, Moscovo 1925 contra Emanuel Lasker e Capablanca), e doutras vezes ele desintegrava-se.

A sua melhor cotação: "Quando eu jogo de Brancas eu venço porque tenho as Brancas. Quando eu jogo de Pretas eu venço porque eu sou Bogoljubov.”

Ele era também um dedicado homem de família. Por exemplo, quando ele aceitou jogar em Nova Iorque 1924, ele comprou um seguro de modo que se o seu navio naufraga-se a sua família ficaria segura.

EXERCÍCIO QUATRO

Karel Hromadka (nasceu na Áustria em 1887, faleceu na República Checa em 1956). A abertura 1.d4 Cf6 2.c4 c5 3.d5 e5 4.Cc3 d6 5.e4 Be7 é chamada a Benoni Checa, embora por vezes também é chamada a Benoni de Hromadka. Ele também "possuiu" Tarrasch, com um recorde de 2-0.

EXERCÍCIO CINCO 

Oscar Hans Antze (nasceu na Alemanha em 1878, faleceu em 1962). Antze era um mestre de xadrez que tinha um doutorado em medicina. Ele teve um escritório médico em Bremen de 1900 a 1962. Ele empatou um confronto (1-1) com Bogoljubov, e bateu Saemisch.

Carl Johan Margot Carls (nasceu na Alemanha em 1880 e faleceu em 1958) foi premiado com um título de mestre internacional em 1951). Embora ele fosse um banqueiro de sucesso (o que lhe consumia a maior parte do tempo), ele fez o seu melhor para jogar xadrez sempre que possível. Ele derrotou muitos jogadores fortes, incluindo Teichmann, Spielmann, Treybal, Mieses, Saemisch, Gruenfeld, e Tarrasch.

 

EXERCÍCIO SEIS

Geza Maroczy (nasceu em Szeged, Hungria, em 1870, faleceu em Budapeste  em 1951) era um grande mestre muito forte que teve recordes positivos contra muitos jogadores de elite (Euwe, Chigorin, Marshall, Janowski e Bogoljubov para mencionar apenas alguns). Ele era um jogador posicional, tinha excelentes capacidades defensivas, e era o melhor do mundo em finais de dama.

No exercício dois, nós vimos Savielly Tartakower cair vítima para Tarrasch. Desta vez Tartakower vence brilhantemente ao atirar um ataque com um sacrifício que ganha o nome de partida imortal.

Esta é uma partida longa portanto a maioria de vocês deve simplesmente tocar o "?" e desfrutar da partida. No entanto, eu coloquei-a em modo de exercício uma vez que alguns jogadores querem ver até onde conseguem chegar.


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de IM Silman
A Mortífera Defesa Francesa

A Mortífera Defesa Francesa

Ainda Mais Pequenas Coisas Para Ajudar o Teu Jogo de Xadrez

Ainda Mais Pequenas Coisas Para Ajudar o Teu Jogo de Xadrez