Frank Marshall, Parte 2: A Luta Pelo Campeonato Mundial
O que aconteceu quando Frank Marshall entrou para dentro do ringue?

Frank Marshall, Parte 2: A Luta Pelo Campeonato Mundial

Silman
IM Silman
23/03/2018, 00:04 |
22 | Outros

Concluímos a parte um com Frank Marshall no topo do mundo devido ao seu domínio total do torneio de Cambridge Springs de 1904. O mundo queria saber se ele era de facto assim tão bom. Marshall, um competidor destemido, saltou avidamente para a batalha.

1905

Marshall vs. Janowski, Confronto Dois 1905

Estes dois homens tiveram um confronto em 1899, com Janowski saindo vitorioso por 3-1. O seu confronto em 1905 foi, para Marshall, uma vingança. Agora muito mais forte do que ele era em 1899, Marshall venceu com 8 vitórias, 5 derrotas, e 4 empates.

Eu devo acrescentar que ambos os jogadores tiveram de avançar com $500. Isto pode parecer que jogar um confronto de 17-partidas não valia a recompensa. No entanto, $500 nessa altura seria equivalente a $13,222.96 em 2017. Sendo um torneio em que o vencedor levaria o prémio inteiro eles ganhariam o dobro disso.

frank marshall chess

Marshall via Wikipedia. 

A primeira partida foi logo acidentada, com Marshall tendo de defender um final inferior. Janowski atacou e atacou, Marshall igualou finalmente, e então Janowski cometeu uma asneira ao lance 60 e perdeu. O final é bastante instrutivo:

Marshall venceu a segunda partida com as peças pretas. Janowski reagiu com uma vitória na partida 3. Partida 4 foi um empate (Marshall estragou um final vitorioso.), e Janowski empatou a pontuação na partida 5. Por esta altura tu já podes ter percebido que colocar estes dois fulanos juntos criava uma versão xadrezista de “Rock ‘Em Sock ‘Em Robots” (robôs pugilistas).

Se lêste a primeira parte deste artigo, tu deves ter notado que eu coloquei juntas duas partidas que apresentavam peões triplicados:

Muitos jogadores nunca "gostam" de peões triplicados, mas Marshall parece criá-los (ou fazer o adversário criá-los) a partir do nada. Aqui está uma posição da partida 3 deste confronto que apresenta, de novo, peões triplicados:

Aqui está a minha partida favorita do confronto. Esta apresenta tantos altos e baixos que eu fiquei tonto! Esta foi uma batalha eletrizante que começou com Janowski jogando 6...f6, 7...g5, e 8...g4 (Parecem lances de principiante, mas são na realidade bastante bons!), Janowski cometendo uma asneira ao lance nove que ofereceu a Marshall um ataque esmagador, lances brilhantes e erros infelizes por ambos os jogadores deslizam pelo tabuleiro (é fácil de cometer erros nesta partida devido à sua complexidade), e, com ambos os jogadores sofrendo de exaustão, o ataque desaparece e um final favorável apresenta-se para Marshall. Marshall (ao invés de jogar por mais 300 lances) permitiu um empate instantâneo, Janowski desperdiça-o, e Marshall vence.

Ostend

Deixando por um momento os confrontos para trás, um torneio de 14 jogadores teve lugar (duas partidas contra todos). Maroczy foi primeiro com 19,5 pontos, Janowski e Tarrasch empataram em 2º e 3º, Schlechter foi 4º, Marco e Teichmann foram 5º e 6º, Burn, Marshall, e Leonhardt empataram todos de 7º a 9º, e Wolf, Alapin, Blackburn, Chigorin, e Taubenhaus ficaram todos atrás.

Barmen Masters

Outro torneio forte (16 jogadores), e desta vez Marshall teve um bom resultado. Janowski e Maroczy empataram em 1º e 2º, enquanto que Marshall ficou em terceiro por si só. Jogadores que ficaram a seguir: Bernstein, Schlechter, Berger, Chigorin, Wolf, Leonhardt, etc.

Nuremberg

Confronto Frank Marshall vs. Siegbert Tarrasch 

Este confronto foi um assunto sério! Siegbert Tarrasch vs. Frank Marshall jogando 17 partidas! Depois de ter batido Janowski no seu confronto, Marshall estava cheio de confiança e desafiou Tarrasch. Marshall foi esmagado, vencendo somente 1 partida, perdendo 8, e empatando 8. Parece que Marshall não foi capaz de lidar com um jogador posicional de classe mundial que tinha carradas de experiência. Outro (grande!) problema foram as aberturas de Marshall. Ele esteve frequentemente pior com ambas as cores, e se ele obtinha uma vantagem Tarrasch estabilizava calmamente a sua posição.

Marshall perdeu a partida 1 e a partida 5, (duas vitórias para Tarrasch, e 3 empates). No entanto, parecia que Marshall iria vencer finalmente na partida 6:

 

Depois de desperdiçar aquela oportunidade, a partida 7 parecia ser monótona uma vez que estava um empate total ao lance 17. A propósito, a partida 7 também tem peões triplicados. Estão a chover triplicados, mais do que tubarões!

 

Eu imaginaria que Marshall perdesse toda a esperança após esta derrota.

Mantém em mente que Marshall ainda estava a melhorar enquanto que o muito mais velho Tarrasch estava a ficar mais fraco à medida que cada ano passava. Por volta de 1910-1928 Marshall era o jogador superior, com Tarrasch vencendo uma partida e Marshall vencendo cinco.

Tarrasch faleceu em 1934.

1906

Confronto de Nova Iorque

Marshall realizou um confronto de 4-partidas contra Albert Fox. O resultado foi muito desigual (3 vitórias para Marshall, 1 empate).

 

Ostend

A forma como eles mudaram este torneio nunca mais foi duplicada. Este começou com 5 etapas de 36 jogadores. Depois daquela primeira etapa haviam 24 jogadores. Então outra etapa cortou o número de jogadores para 16, depois a etapa seguinte teve também 16 jogadores, e finalmente a última etapa teve 9 jogadores (podes considerá-los os sobreviventes!). Quando terminou, Carl Schlechter está em primeiro, Gaza Maroczy 2º, e Akiba Rubinstein 3º. Marshall ficou em 7º lugar.

Uma vez que este torneio inteiro me dá uma dor de cabeça, eu irei partilhar uma partida emocionante contra Swiderski e ficaremos por aí!

 

DSB Kongress

Outro triunfo para Marshall! 17 jogadores, e ele venceu 9 partidas e empatou 7. Ficar invicto em primeiro lugar é sempre reconfortante para a alma dum jogador. Neste caso, ele obteve alguma vingança uma vez que Tarrasch conseguiu só partilhar 9º, 10º, e 11º, enquanto que Janowski terminou em 16º!

Aparentemente houveram algumas regras muito estranhas (se tu as podes chamar de regras) sobre os limites de tempo:

“Se a partida é terminada dentro da primeira sessão (normalmente das 9:00 até às 14:00), então não haverá uma violação de tempo; se a partida continuar, então o diretor de torneio irá decidir após a conclusão da partida se algum jogador excedeu o limite de tempo. Um pequeno excedente - digamos 5 minutos - não tem implicações; um excedente considerável causa uma penalidade de 1 M (Mark, a moeda Alemã daquele altura) por minuto. Um jogador, que atrapalhe o torneio ao jogar demasiado lento (i.e., um excedente de 30 minutos), receberá também uma advertência. Três advertências resultarão em eliminação do torneio, e o jogador não será convidado de novo."

Se aquilo não é uma loucura, nada é!

Aqui está uma partida que mostra as habilidades de Marshall na perfeição.

 

Nós olharemos para o resto da partida em forma de exercício.

EXERCÍCIO 1

Marshall estava em excelente forma neste torneio, e os seus fãs estavam deleitados! Talvez ele se tornasse campeão do mundo por fim!?

O Campeonato Mundial de Xadrez!

1907

Emanuel Lasker (38 anos de idade) vs. Frank Marshall (29 anos de idade)

Vai acontecer!!!! Já não consigo esperar mais. Marshall chega a este torneio com muita confiança uma vez que ele derrotou Lasker em Paris em 1900. Apostas são feitas por todo o mundo! Homens e Mulheres desmaiam quando vislumbram estes dois deuses do xadrez.

Regras:

  • As datas previamente concordadas são de 26 de Janeiro a 8 de Abril de 1907.
  • O confronto será jogado em Nova Iorque, Filadélfia, Washington DC, Baltimore, Chicago, e Memphis.
  • Empates não contam e o vencedor é o primeiro a obter 8 vitórias. Bastante simples.

Está a começar! Está por fim a começar! Bom...

PREPAREMO-NOS PARA O DUELO!!!!

boxing ring announcer

Arrrrghhh...Os fãs Americanos gritavam pelas ruas! Porque é que Marshall foi apagado do mapa (Lasker esmagou-o com 8 vitórias, sem derrotas, 7 empates)? Bem, o seguinte pormenor pode (ou talvez não) explicar em parte porque isso aconteceu:

Na autobiografia de Marshall, ele disse só uma coisa sobre o seu confronto com Lasker: "Um jogo tedioso com o propósito de desgastar o meu oponente é contrário à minha natureza."

Mas pode ter havido algo que a maioria nunca soube. O jornal 'Philadelphia Inquirer,' de 30 de Dezembro de 1906, página 2 disse:

“O Sr. Marshall declara numa carta que ele esteve recentemente envolvido num desastre de trem [em 15 de Dezembro], o qual ocorreu em Donaldsonville, no estado da Louisiana. O seu trem que se deslocava a uma alta velocidade colidiu com um trem de mercadoria. O Sr. Marshall, embora estivesse machucado e em choque, escapou com um tornozelo torcido e um ferimento na cabeça. O Sr. Marshall, tendo em vista este acidente e o choque nervoso, tenciona cancelar vários dos seus compromissos no Sul [dos EUA] e voltar imediatamente para Nova Iorque. Não se antecipa, no entanto, que ele não possa disputar o seu confronto com o Dr. Lasker, que, em toda a probabilidade, irá começar em meados de Janeiro."

Eu penso que Marshall ainda estava a ressentir-se do acidente (fisica ou emocionalmente) e não estava ao seu melhor. No entanto, sejamos honestos: Emanuel Lasker e (eventualmente) Capablanca, estavam anos-luz à frente de todos os outros jogadores. E os sonhos de Marshall ser campeão do mundo foram exatamente isso — um sonho. Isto não quer dizer que Marshall não era um jogador muito forte, ele estava facilmente no topo 10 mundial. Mas ninguém podia tocar em Lasker nesta altura da sua carreira.

Após Lasker ter vencido a primeira partida (uma celebrada partida profunda e técnica que quase toda a gente já conhece), Lasker derrubou-o também na partida dois:

Lasker suplantou Marshall na partida três. Vê se consegues achar a bonita conclusão:

EXERCÍCIO 2

Após vencer uma partida contra Lasker em 1900, Marshall nunca mais derrotou Lasker num torneio sério ou confronto. Sem contar os empates, a sua pontuação global em torneios sérios e confrontos foi de 12 vitórias para Lasker, 1 para Marshall.


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de IM Silman
Frank Marshall, Parte 4: St. Petersburgo 1914 e Os Deuses Do Xadrez

Frank Marshall, Parte 4: St. Petersburgo 1914 e Os Deuses Do Xadrez

Frank Marshall, Parte 3: Capablanca Entra em Palco

Frank Marshall, Parte 3: Capablanca Entra em Palco