O Dia Em Que Mataram O sonho De Magnus Carlsen

O Dia Em Que Mataram O sonho De Magnus Carlsen

KajaMSnare
KajaMSnare
11/06/2017, 06:07 |
133 | Diversos

O relógio agora mostra 12:18 onde eu estou sentada em Oslo. 19 minutos depois de um dia devastador.

Acabei de chegar a casa depois de um dia muito ocupado no trabalho, e o meu plano inicial era de me verter um copo de vinho e findar o segundo artigo desta coluna. Faltava-lhe não mais do que concluir uma frase e clicar em "publicar." Em vez disso eu tive de carregar "apagar." ...e verter uma copo ainda maior de vinho.

Era suposto eu te contar sobre a ressurreição de Magnus Carlsen nos meios de comunicação Noruegueses. Quando eu me encontrei com ele e o entrevistei no dia de abertura do Norway Chess, como a maioria dos jornalistas Noruegueses, eu não o via desde 2016. Nós estamos habituados a receber mensalmente convites para nos encontrarmos com Magnus, mas em 2017, não houve um único.

O meu coração estava a pulsar e o meu bloco com perguntas estava numa grande confusão quando o Campeão do Mundo do Xadrez—nesta primeira Segunda-feira em Junho, e o segundo dia depois do feriado Cristão do Pentecostes—descendeu sobre nós como o Espírito Santo .

null

Magnus na TV2. | Foto: Maria Emelianova.

Ao contrário de um espírito, ele estava bem visível com um novo penteado e óculos. Na minha entrevista, eu concentrei-me em como tinham sido os passados seis meses. Ele disse-me que se sentiu completamente exausto depois do Confronto do Campeonato do Mundo. O seu pai, Henrik, acrescentou e disse que Magnus agiu diferentemente nos quatro meses depois do confronto. "Tu podes perceber quando a mente de Magnus está a divagar, e ele pensa sobre lances de xadrez. Isso aconteceu menos nos meses depois do confronto," contou-me Henrik Carlsen.

Mas exaustão não é a única razão porque Magnus Carlsen tem evitado a imprensa. A sua mente agora também vagueia para uma menina. A sua namorada. E suponho que tal como quando uma equipa desportiva está a passar por uma mudança de geração, um jogador de xadrez a entrar numa nova fase de vida irá ter a experiência de resultados negativos. Ele não tem parecido tão brilhante nos torneios que ele tem jogado em 2017 e ele ainda está para vencer um. Na lista de ratings da FIDE, ele está ao seu nível mais baixo desde Novembro de 2011! 2825 hoje quando ele tinha 2826 pouco antes do seu 21º aniversário. Depois disso, a sua pontuação só subiu—e desceu de tempos em tempos, mas nunca tão baixa com está agora.

De acordo com o meu livro favorito de xadrez, Chess or Life escrito por Atle Groenn, o professor Americano Kenneth Regan decidiu um dia calcular o rating de Deus. Ele ficou-se por 3600, o que quer dizer que a certa altura (Maio de 2014, com um rating de 2882) Magnus Carlsen estava somente a 718 pontos de ser Deus. Agora ele está simplesmente a 13 pontos de ser número-dois na lista de ratings em tempo real, e ele já não parece invencível.

null

Magnus, primeiro entre iguais?

Ele no entanto pareceu muito focado e motivado antes do Norway Chess. Ele jogou um xadrez fantástico na blitz de abertura do torneio, esmagando a oposição. A primeira partida clássica, contra o número-dois do mundo Wesley So, foi um empate sólido. A segunda partida, contra Fabiano Caruana, acabou noutro empate respeitável. Depois veio a terceira partida e o embate preferido dos meios de comunicação: Magnus Carlsen versus Hikaru Nakamura. Mas ninguém na Noruega se irá lembrar de quem Magnus jogou neste dia ou qual foi o resultado.

15 minutos depois de Carlsen ter aberto com 1.e4, a Agon Limited (organizadora dos eventos do ciclo do Campeonato do Mundo de Xadrez) fez um lance surpreendente. Eles publicaram uma comunicação de imprensa declarando que o Campeonato do Mundo de Xadrez do ano que vem não será jogado na Noruega.

Ainda há não muitas semanas atrás, as manchetes estavam por toda a parte na comunicação social que o evento estava bem a caminho de Oslo. Eram notícias eletrizantes! Nova Iorque foi espetacular, mas disputar o evento na Noruega com o campeão reinante Magnus Carlsen seria como nada já visto antes no xadrez. Talvez só os Noruegueses entendam isto, mas lembras-te do aspecto da Praça University durante as cerimónias das medalhas dos Campeonatos do Mundo de Esqui Nórdico em 2011? 100,000 espectadores reunidos com bandeiras e torcendo ruidosamente. Pesquisa na Google, foi mágico! E eu acredito seriamente que iria estar exatamente assim se Magnus Carlsen defendesse o seu título em Oslo. Estamos todos a perder, mas especialmente Magnus pessoalmente. Ele tem atraído tanta atenção positiva para o xadrez no mundo inteiro, mas em vez de ser recompensado, uma suja colisão cultural está a matar o que deve ser o seu maior sonho.

null

Os Campeonatos de Esqui Nórdico de 2011 em Oslo. | Foto: rroffemix.blogspot.com

Em Stavanger, Magnus continuou a jogar ignorante do drama acontecendo lá fora. Quando a partida contra Nakamura concluíu, nós já tínhamos entrevistado o seu manager, Espen Agdestein, o secretário geral da Federação Norueguesa de Xadrez, Geir Nesheim, a Ministra da Cultura Norueguesa, Linda Hofstad Helleland, e Ilya Merenzon da Agon. Tornou-se claro que a razão da Agon ter cancelado a processo tinha sido porque o governo Norueguês se recusou a oferecer garantias financeiras para o evento. Eles tinham inicialmente acolhido o Campeonato Mundial de Xadrez para Oslo mas não puderam aceitar a recusa da Agon de mostrar transparência no que toca a como eles selecionam a cidade anfitriã, e como cada centavo do dinheiro que o governo iria contribuir seria gasto. Suponho que também não ajuda que a situação da FIDE presentemente está confusa. Um presidente (ou é ele?) que está numa lista de sanções nos EUA não fica bem.

Magnus recebeu as notícias com graça mas admitiu que estas o entristeceram bastante. E talvez isso tenha afetado a partida seguinte contra Levon Aronian. Que derrota devastadora! Vencer o Norway Chess será extremamente difícil, e 2017 está a tornar-se num ano horrível para o jogador de xadrez Magnus Carlsen. A canção de MC Hammer "Can't Touch This" não é definitivamente a canção-tema da sua carreira neste momento.

null

Carlsen, na TV2: "Eu tinha certamente desejado que o campeonato do mundo fosse na Noruega. É uma pena que não vai ser." | Foto: Maria Emelianova.

O Torneio dos Candidatos está a menos de um ano e depois deste Magnus irá jogar o seu quarto Confronto do Campeonato do Mundo. Aposto que vai ter lugar em Londres - o que é agradável. Se ele conseguir vencer de novo - o que não parece garantido neste momento - então talvez ele possa sonhar de novo com um confronto na Noruega. Mas muito vai ter de mudar para que isso aconteça.

Presentemente as diferenças culturais são demasiado massivas. A burocracia Norueguesa e tendência para ter tudo certinho versus a abordagem estritamente de negócios da FIDE e da Agon e uma hesitação suspeita em mostrar transparência. Preso no meio: o sonho de Magnus Carlsen de ganhar o título do Campeonato Mundial de Xadrez onde tudo começou. O sonho de reunir a nação inteira em volta do xadrez—porque isso aconteceria. Nada se poderia comparar com a pressão intensa, o sucesso, o eventual levantar do troféu, e cantar o hino nacional junto com 100,000 Noruegueses, mostrando-lhe como ele os faz sentir orgulhosos.

Oh, como, como eu desejaria que desporto fosse só desporto.


Kaja Snare, de 27 anos, vive em Oslo. Ela é um jornalista desportivo para NRK e tem vindo a cobrir xadrez e trabalhando como anfitriã de programas de xadrez para a televisão Norueguesa, por três anos. Ela trabalhou na transmissão internacional durante o campeonato do mundo em Nova Iorque. Kaja esteve nos Olímpicos do Brasil a cobrir handebol, e tem viajado para cobrir os desportos de inverno, ciclismo, ténis e futebol. Quando em casa, ela é uma repórter de desportos na televisão.


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de KajaMSnare
Os Meus Segredos Sobre o Magnus Carlsen

Os Meus Segredos Sobre o Magnus Carlsen