Prestar Atenção: A Arte de Olhar Para o Teu Oponente
(Não duma forma assustadora, esquisita, ou arrepiante!)

Prestar Atenção: A Arte de Olhar Para o Teu Oponente

Silman
IM Silman
26/01/2018, 00:00 |
49 | Diversos

Em Abril de 2016 eu escrevi um artigo intitulado "Dançando Contigo Próprio."

Depois de olhar para bastantes partidas de amadores (no Chess.com e também em torneios)—e para aquelas de jogadores titulados—eu vejo (infelizmente) qua a maioria das pessoas continuam a dançar consigo mesmo.

Okay, os jogadores titulados não cometem erros horrorosos com muita frequência, e se eles os fazem isso é normalmente por razões diferentes das dos amadores. Não obstante, todos estão vulneráveis à doença de "dançar consigo próprios."

man with chess on head

Aqui estão os três primeiros parágrafos daquele artigo anterior:

  • Quando eu olho para as partidas jogadas por jogadores com um rating de 1500 e inferior, eu vejo muitas fraquezas, mas uma está quase sempre presente: ambos os grupos estão, mais ou menos, a dançar consigo mesmos. O que isto significa é que um jogador decide fazer isto ou aquilo, ele pode calcular um lance ou dois, e quando ele executa o seu lance ele descobre frequentemente que a resposta do seu oponente não tem nada a ver com as suas expectativas.
  • A razão para isto é que os seus cálculos/expectativas estão baseados numa fantasia, e o seu diálogo interior pode soar um pouco da seguinte maneira: "Eu vou para ali e então ele irá fazer aquilo e eu vou arrasá-lo com isto! Oh yeah! Sou bom ou quê?"
  • Certamente que isso soa bem. Mas quando o "dançador" está a fazer os seus cálculos e/ou planos, ele não está a tentar encontrar o melhor lance do seu oponente. Em vez disso, ele está a olhar para os lances inimigos que sublinham o seu próprio sonho.

Embora seja normal para jogadores de baixo-rating de colidir com planos que são demasiado avançados para que eles os reconheçam, tu ainda precisas de tentar o teu melhor para compreender o que o teu oponente possa estar a fazer. E independentemente do teu rating, tu precisas sempre de PRESTAR ATENÇÃO.

Isso significa que uma bonita ideia posicional pode ser fantástica, excepto pela peça que tu deixaste dependurada. Isso quer dizer que tu queres uma vitória rápida graças a um longo cálculo táctico, não te apercebendo de que não vistes uma pregadura e foste tu aquele que morreu depressa. Isso quer dizer que tu executaste um lance de desenvolvimento razoável, só para ter de voltar com a peça à posição anterior uma vez que de repente te apercebeste que esta não pertence ali.

Exemplo Um

Do que se trata é de não descortinar as ideias/planos do adversário uma vez que não aprendeste aquele conceito específico. Todos têm de passar por esta prova dolorosa, mas alegria está do outro lado quando te apercebes de quanto aprendeste.

A seguinte posição ocorreu durante uma partida de treino com um novo estudante. Tal como a maioria dos jogadores, ele sabe o que fazer em certas situações, mas não tem nenhuma ideia quando se trata de outras. Três dos seus problemas são deixar as suas peças desprotegidas, não reparar quando ele deixa o seu rei exposto, e não proteger o seu centro de peões. A única forma de curar estes problemas é de os encarar repetidamente (desfruta o sofrimento!) até, que nalgum dia ensolarado, tudo encaixa no sítio certo.

Exemplo Dois

Esta é a história dum bispo mal amado. Por favor, por favor, por favor, certifica-te de que as tuas peças estão protegidas!

Exemplo Três

Esta parece ser uma casa pequena, bem, pequena e sem ser demasiado importante. Mas isso não é verdade. De facto, uma casa "insignificante" pode vencer a partida inteira.



Exemplo Quatro

Aqui o que é importante é a estrutura de peões. Mas, se as Brancas não prestarem atenção então a sua vantagem irá desaparecer como uma lufada de fumo. Só um lance dá resultado. Consegues achá-lo?

EXERCÍCIO 1

Exemplo Cinco

Nos primeiros cinco lances nós temos um erro grave. Nenhum dos jogadores estava a prestar atenção e nenhum deles o viu. Qual foi o erro e qual dos lados o cometeu? Isto mostra-te que precisamos todos nós de estar vigilantes desde o primeiro lance até ao fim da partida.

As anotações são por Pal Benko.

Exemplo Seis

As Brancas acabaram de jogar 23.T1c4 ameaçando a dama das Pretas. Um segundo as Brancas estavam melhor, e no segundo depois elas estavam completamente perdidas. No entanto, nenhum dos jogadores reparou nisso! Coloca-a na coluna das oportunidades perdidas.

EXERCÍCIO 2

Exemplo Sete

A prosa é por John Grefe, que participou num torneio na Bulgária em 1974.

“Sabe-se que mesmo os maiores jogadores de xadrez têm ocasionalmente cometido asneiras, mas o tipo de erro 'fingerfehler' [falta de dedo] é comparativamente raro. Aqui este ocorreu em duas rodadas sucessivas":

“Ainda mais trágico foi o caso de Szabo, cujo erro ocorreu numa posição completamente vitoriosa e fez com que ele fosse derrubado dum empate para terceiro lugar":

Eu ilustrei um grupo largo com rating diferentes. Toda a gente comete erros horrorosos. Alguns dos seus problemas são criados por uma falta de conhecimentos. Mas a maioria dos seus problemas surgem devido a falta de atenção. Mesmo as asneiras loucas que nós vimos grande mestres cometer no exemplo sete foram causados por não prestar atenção (e uma boa dose de cansaço).

Razões porque podes não prestar atenção:

  • A pressão de tempo não te permite prestar atenção.
  • Se tu vês um(a) amigo(a) e queres conversar, tu podes fazer um lance rápido e, sem saber, jogas fora a atenção.
  • Se tu não te preocupas em conhecer os planos do teu oponente, tu não estás a prestar atenção.
  • Se tu jogas demasiado rápido quando ainda tens bastante tempo no relógio, tu estás mais uma vez a não prestar atenção.
  • O teu esposo(a) caminha para o tabuleiro e diz-te que que ele/ela esvaziou a vossa conta bancária...bom, a atenção já voou pela janela fora.
  • Tu podes ficar entusiasmado(a) sobre o que tu pensas ser um lance esmagador. Tu não te queres preocupar com o teu infeliz oponente, tu queres simplesmente que ele se curve em admiração pelo teu lance. Então tu fazes este lance "espantoso," sorris, o teu oponente dá xeque-mate ao teu rei com um lance, e tu descobres que, MAIS UMA VEZ, tu não estavas a prestar atenção.

Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de IM Silman
Frank Marshall, Parte 4: St. Petersburgo 1914 e Os Deuses Do Xadrez

Frank Marshall, Parte 4: St. Petersburgo 1914 e Os Deuses Do Xadrez

Frank Marshall, Parte 3: Capablanca Entra em Palco

Frank Marshall, Parte 3: Capablanca Entra em Palco