Aronian-MVL, Ding-So Vão Jogar um Tiebreak

Aronian-MVL, Ding-So Vão Jogar um Tiebreak

O segundo dia de semi-finais da Taça do Mundo da FIDE foi idêntico ao primeiro. Enquanto Maxime Vachier-LagraveLevon Aronian jogaram um empate rápido numa Ruy Lopez, Ding LirenWesley So estiveram envolvidos numa longa, luta de Catalã que terminou ao lance 58 só de reis.

Chefe Delegado dos Árbitros Ashot Vardepetyan executa o sorteio de cores para o tiebreak após Ding-So ter terminado em empate. | Foto: Chess.com/Maria Emelianova.

Com dois empates em ambos os confrontos, haverão amanhã dois todo-decisivos tiebreak. Após uma série de partidas de rápidas e possivelmente de blitz (Armageddon?), nós saberemos quem serão os jogadores que irão ficar qualificados para o Torneio dos Candidatos de 2018 a partir desta Taça do Mundo.

Kramnik irá estar a torcer por So, porque isso faria muito mais fácil para o antigo campeão do mundo de se qualificar através de rating. Entretanto, se MVL não vencer ele ainda tem a chance de se qualificar através do Grand Prix em Novembro. Para Aronian e Ding, vencer amanhã é a única maneira de ter a certeza de participar.

2017 Taça do Mundo | Resultados Semi-finais

Fed Player Fed Player Classical Rapid Blitz Score
Aronian (2802) Vachier-Lagrave (2804) ½-½, ½-½ 1-1
So (2792) Ding Liren (2771) ½-½, ½-½ 1-1

Se tu olhas para as duas partidas deles de ontem e de hoje, tu ficas com a impressão de que ambos Maxime Vachier-Lagrave e Levon Aronian ficaram satisfeitos de decidir este confronto num tiebreak. No entanto, eles atualmente jogaram xadrez. Em ambos os casos, assim que algo "aconteceu" na abertura, o jogador de Brancas decidiu aceitar o empate.

A partida de hoje foi ainda mais curta do que a de ontem. Somente 20 minutos dentro da partida, e só sete meios lances depois de deixar a "teoria," os jogadores concordaram com um empate.

null

Aronian e MVL de boa disposição logo após a sua partida. | Foto: Chess.com/Maria Emelianova.

Deve ser dito que, ao contrário de ontem, a preparação de Aronian foi muito bem sucedida. A Anti-Marshall de MVL com 6.d3, 8.a3 e 9.Cc3 foi completamente neutralizada com uma série de lances que foram muito ao ponto. É surpreendente que nenhum jogador de topo os tivesse jogado antes.

Ainda mais impressionante foi o uso de tempo de Aronian—ou melhor dito, a sua falta de o usar. Ele pôde jogar cada lance, do princípio ao fim, sem pensar e acabou com sete minutos mais no relógio do que quando começou, graças ao incremento de 30-segundos por lance.

null

Aronian mostrou hoje uma excelente preparação. | Foto: Chess.com/Maria Emelianova.

"Eu devo ter confundido alguma coisa na minha preparação," disse Vachier-Lagrave ao Chess.com numa entrevista para o nosso canal Francês. "Ele jogou com muita precisão e de repente estava tudo igual."

Para o tiebreak, Vachier-Lagrave deverá ser considerado um ligeiro favorito. Antes deste torneio a pontuação mútua entre Aronian e MVL estava ligeiramente a favor do Francês em xadrez clássico. MVL tinha vencido cinco partidas contra as quatro de Aronian, com 10 empates (agora 12).

No entanto, em rápidas e blitz a diferença é maior, com sete vitórias para o Francês contra quatro para o Arménio, e 12 empates. Este ano, a sua partida de blitz no dia de abertura do Norway Chess terminou num empate. Um mês mais tarde em Leuven, Aronian venceu a partida de rápidas mas MVL bateu-o por 2-0 na blitz.

Neste torneio, Aronian jogou um tiebreak contra Hou Yifan (2-0 nas partidas de 25-minutos) e Maxim Matlakov (dois empates nas partidas de 25-minutos, depois uma vitória cada nas partidas de 10+10 e então 1,5-0,5 nas partidas de 5+3). MVL bateu Lenderman 1,5-0,5 nas partidas de 25-minutos, Grischuk 1,5-0,5 nas partidas de 10+10 e Svidler 1,5-0,5 nas partidas de 25-minutos.

null

Calharam brancas a Vachier-Lagrave para a primeira partida de rápidas de amanhã. | Foto: Chess.com/Maria Emelianova.

Olhemos para o outro confronto, onde as coisas reflectiram também aquilo que aconteceu ontem. Não só lutaram os jogadores muito mais tempo do que no outro tabuleiro, mas mais uma vez um deles esteve perto da vitória.

A vantagem de Ding Liren não foi tão claramente uma vitória como a de So tinha sido ontem, mas ainda assim bastante grande. "Eu obtive a posição de sonho da Catalã," disse o GM Chinês, "e ele defendeu muito bem."

Apesar da sua configuração modesta com 6.b3 naquela Catalã, Ding ainda conseguiu manter uma vantagem graças a alguns lances fortes (10.Ce1!, 15.Tfc1!). O momento crítico chegou ao lance 37.

Quando Nastja Karlovich da FIDE o confrontou com a linha 37.Th8 Tc7 38.Tdd8 Txc5, Ding tinha-a visto obviamente, mas "não há mate." Isso pode ser verdade, mas como assinala Dejan Bojkov, ele podia ter obtido um final de torre prometedor onde ele podia ter jogado para dois resultados por bastante tempo...

Dejan Bojkov's Game of the Day

null

Ding ainda a empurrar para um final de torre, mas ali o pior já tinha passado para So. | Foto: Chess.com/Maria Emelianova.

No tiebreak de amanhã, So é provavelmente o favorito, mas só por uma pequena margem. Em partidas clássicas os dois estão iguais com uma vitória cada, e 11 empates. So bateu Ding uma vez numa partida rápida, que decidiu o seu confronto de 2011 na primeira rodada da Taça do Mundo de  Khanty-Mansiysk. Eles jogaram também um confronto de quatro-partidas o ano passado em Xangai; foi nesta que Ding pontuou a sua vitória clássica que decidiu aquele confronto.

Em Tbilisi, So só teve dois tiebreak até agora. Ele bateu Bluebaum por 2-0 nas partidas de 10+10, e Jobava 1,5-0,5 nas partidas de 25-minutos. Ding também só jogou dois tiebreak, batendo ambos Martyn Kravtsiv e Santosh Vidit Gujrathi 1,5-0,5 nas partidas de 25-minutos. 

null

So jogará de Brancas na primeira partida de rápidas. | Fto: Chess.com/Maria Emelianova.

Nem Ding nem So perderam uma partida até agora, mas o jogador Chinês reconheceu que ontem esteve perto. "O computador mostra imediatamente que é vitorioso para as brancas mas a variante vitoriosa é um pouco difícil de calcular."

2017 FIDE World Cup Bracket Quarterfinals

(Clica para uma versão maior.) 

Partidas de TWIC.

A Taça do Mundo tem lugar de 3-27 de Setembro em Tbilisi, Georgia. Cada rodada consiste de duas partidas de clássicas (quatro na final), e possivelmente um tiebreak de rápidas e blitz ao terceiro dia. O fundo total de prémios é de $1,6 milhões com um primeiro prémio de $120.000. Para além disso, os primeiros dois classificados ficarão apurados para o Torneio dos Candidatos de 2018.

O Chess.com transmite as partidas no Chess.com/Live. Em adição, podes ver o comentário em direto no Chess.com/TV oferecido pelos Chessbrahs, que inclui alguns dos melhores comentadores no planeta: GM Eric Hansen, GM Robin van Kamen, GM Yasser Seirawan e o IM Aman Hambleton.


Relatórios anteriores:


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de PeterDoggers
ACABADO DE SAIR: Dvorkovich Eleito Presidente da FIDE

ACABADO DE SAIR: Dvorkovich Eleito Presidente da FIDE

Carlsen Termina 2º Atrás de Mamedyarov em Biel

Carlsen Termina 2º Atrás de Mamedyarov em Biel