Carlsen Conquista o Côte d’Ivoire Rapid & Blitz
O quarto troféu do ano para o campeão mundial. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Carlsen Conquista o Côte d’Ivoire Rapid & Blitz

Alessandro_Parodi
Alessandro_Parodi
|
0 | Cobertura de Evento de Xadrez

Magnus Carlsen não teve dificuldades em segurar uma vitória na Côte d’Ivoire Rapid & Blitz em Abidjan, uma vez que ele já tinha o torneio no bolso com duas rodadas de sobra. Mantendo uma liderança segura ao longo dos três dias de rápidas e dois dias de blitz, o campeão do mundo terminou em 26,5/36, três pontos e meio em frente de Hikaru Nakamura e Maxime Vachier-Lagrave, que terminaram em 23/36.

Carlsen adicionou agora um título de rápidas e blitz à lista de sucessos que ele alcançou em 2019. Ele venceu todos os torneios em que ele jogou este ano e sofreu apenas duas derrotas, ambas em blitz contra Vachier-Lagrave.

Para além disso, ele parece ter mudado a sua abordagem posicional das partidas que lhe é característica para um estilo mais agressivo, por vezes obtendo vantagens decisivas muito cedo na partida. "Eu não penso muito sobre torneios," disse ele, "mas apenas que se eu jogar bem eu irei vencer."

The prize giving ceremony in Abidjan. | Photo: Maria Emelianova/Chess.com
A cerimónia de entrega de prémios em Abidjan. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Um dos muitos recordes de Carlsen é de ser o primeiro campeão mundial a jogar num torneio em África. "Esta é a primeira oportunidade que eu tive de jogar em África," comentou ele. "É encantador ver o entusiasmo pelo xadrez e eu espero que em certa altura isso resultará também em ter jogadores mais fortes, porque existe definitivamente bastante talento."

Carlsen is now the first World Champion to win a tournament in Africa! | Photo: Maria Emelianova/Chess.com
Carlsen é agora o primeiro campeão mundial a vencer um torneio em África. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.
Carlsen and Ivorian Minister of Sports Paulin Danho. | Photo: Maria Emelianova/Chess.com
Carlsen e o Ministro dos Desportos da Costa do Marfim Paulin Danho. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

A competição de rápidas e blitz em Abidjan foi o primeiro segmento do Grand Chess Tour, que consiste de sete torneios em quatro continentes ao longo do ano. O próximo evento do tour será na Croácia, a começar em 24 de Junho e com um controlo de tempo clássico.

Dois vice-campeões empatados após 36 rodadas

Maxime Vachier-Lagrave played some of the best blitz games in his career. | Photo: Maria Emelianova/Chess.com
Maxime Vachier-Lagrave jogou algumas das melhores partidas de blitz da sua carreira. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Enquanto o vencedor fugia com o cheque de $37.500, a corrida para o segundo lugar tornou-se mais aquecida, com Nakamura e MVL largando qualquer aspiração razoável de conseguir apanhar o GM Norueguês. As esperanças do Francês de encurtar a distância para Carlsen, após uma segunda vitória sobre o campeão do mundo, foram desfeitas por uma derrota contra o Americano.

Carlsen manteve uma vantagem cuidadosa sobre os seus perseguidores durante as restantes sete partidas. A luta para a prata ofereceu um espectáculo aos espectadores e motivaram os dois jogadores a fechar o torneio de maneira emocionante. Cada jogador obteve algumas vitórias até que, na partida oito, o ímpeto de Vachier-Lagrave foi travado repentinamente às mãos de Sergey Karjakin, que esteve em muito melhor forma do que durante a porção de rápidas.

Os muitos apoiantes de “Naka" tiveram pouco tempo para celebrar. O campeão dos EUA ia jogar contra Carlsen, que já tinha vencido o torneio mas não tinha intenção de invocar um cessar de fogo.

O triunfo do Norueguês permitiu a MVL de ficar novamente empatado com Nakamura após uma vitória limpa sobre Ian Nepomniachtchi. Os dois competidores partilharam o segundo prémio e foram para casa com $22.500. Adicionalmente, o magnífico desempenho de Vachier-Lagrave na porção de blitz portion aproximaram-no de 2921, o seu rating mais elevado de sempre, apenas dois pontos atrás de Carlsen.

A tournament recap with Hikaru Nakamura and Maurice Ashley in the live broadcast. | Photo: Maria Emelianova/Chess.com
Uma recapitulação do torneio com Hikaru Nakamura e Maurice Ashley na transmissão em direto. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Wesley So melhor prevenir do que remediar

Para além dos três melhor classificados, cada ponto era crítico para os jogadores que fazem parte do Grand Chess Tour, cuja classificação global dos sete eventos irá determinar os quatro qualificados para as finais do GCT no Chess Classic de Londres que irá ter lugar de 1-9 de Dezembro.

Wesley So terminou em quarto lugar com um satisfatório 19,5/36. Após um excelente começo do dia, conquistando vitórias contra Vachier-Lagrave e Ding Liren, So não conseguiu manter o ritmo contra a concorrência mais audaciosa e acabou com um torneio moderadamente bem sucedido e um bom início da temporada do Grand Chess Tour.

So foi seguido por Ding Liren (18,5/36) e Wei Yi (16,5/36), este último participando como um ´wild card´ e por isso não competindo para as finais do GCT. O jogador Chinês de 19 anos, posicionado presentemente no topo da lista de rating de Sub-20, demonstrou como ele se pode incluir tão bem nas fileiras dos melhores jogadores do circuito, como se nos assegurasse de que nós iremos ver mais do seu talento criativo em super torneios futuros.

Um mate rápido na Berlim

Nepomniachtchi e Karjakin, ambos em 15,5/36, tiveram dois bons dias de blitz, mas terminaram apenas em sétimo e oitavo em consequência do desempenho em rápidas que esteve bem abaixo dos   seus padrões habituais. Contra Veselin Topalov, Karjakin tinha uma surpresa de abertura escondida na sua manga na Defesa Berlim:

Karjakin teve quase a oportunidade de provar que o seu próprio 10.Bd3?! tinha sido uma imprecisão numa repetição da mesma linha durante o derby Russo, mas Nepomniachtchi escolheu recuar a sua torre para e1.

Selfie time with Sergey Karjakin. | Photo: Maria Emelianova/Chess.com
Oportunidade de selfie com Sergey Karjakin. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Os ´wild cards´ Topalov (11,5/36) e Bassem Amin (10,5/36) fecharam as classificações do torneio. O campeão Africano e número 35 mundial não se deixou intimidar contra adversários com historiais mais impressionantes e um rating até 200 pontos mais alto. Ele jogou sem medo e demonstrou o inacreditável crescimento que o xadrez presencia atualmente no continente.

Champions of today and tomorrow. | Photo: Maria Emelianova/Chess.com
Campeões de hoje e de amanhã. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Durante a cerimónia de entrega de prémios, o Ministro dos Desportos da Costa do Marfim Paulin Danho e o comentador do GCT Maurice Ashley coroaram Carlsen como o vencedor do primeiro Côte d’Ivoire Rapid & Blitz e premiaram o IM Nigeriano Adu Oladapo com o primeiro prémio para o evento paralelo de blitz, o ECOWAS Chess Challenge.

A moment of the closing ceremony. | Photo: Maria Emelianova/Chess.com
Um momento da cerimónia de encerramento. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.
Graphics: Saint Louis Chess Club.
Gráficos: Saint Louis Chess Club.
Graphics: Saint Louis Chess Club.
Gráficos: Saint Louis Chess Club.


Descarregar PGN do Torneio

Aqui está o calendário completo para o Grand Chess Tour:

  •  Cote d’Ivoire Rapid & Blitz, 6-13 de Maio, 2019, Abidjan, Costa do Marfim
  •  Croatia GCT (Classical), 24 de Junho - 9 de Julho, 2019, Zagreb, Croácia
  •  Paris Rapid & Blitz, 26 de Julho - 2 de Agosto, 2019, Paris, França
  •  St Louis Rapid & Blitz, 8-15 de Agosto, 2019, St. Louis, Missouri EUA
  •  Sinquefield Cup (Classical), 15-30 de Agosto, 2019, St. Louis, Missouri EUA
  •  Superbet Rapid & Blitz, 4-11 de Novembro, 2019, Buchareste, Romênia
  •  Tata Steel India Rapid & Blitz, 20-27 de Novembro, 2019, Kolkata, Índia

Relatórios anteriores:


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez