PRO League Qualificação: 40 Equipas Competem Por 8 Lugares
Os dois torneios de qualificação para a época de 2018 serão ambos no Sábado.

PRO League Qualificação: 40 Equipas Competem Por 8 Lugares

Mais de 100 jogadores de xadrez de topo irão ter os próximos três meses das suas vidas transformados num único dia. E esse dia é este Sábado.

O primeiro de sempre Torneio de Qualificação da Professional Rapid Online (PRO) Chess League  avançará oito equipas para completar o grupo de competidores da época de 2018. Os torneios gémeos irão ser separados por região geográfica e irão apurar as últimas oito das 32 equipas da liga.

Seis grupos irão ficar apurados até ao fim do dia, enquanto outros dois estarão a galvanizar apoio para tentar vencer um voto dos fãs para os dois lugares finais.

null

Os torneios de qualificação irão começar às 08:00 e 13:00 hora do Pacífico em 28 de Outubro. As horas de arranque foram escolhidas para acomodar tantos jogadores em tantas zonas horárias quanto possível.

As Divisões Central e Leste irão começar primeiro. Quase o dobro de equipas (26) se registaram nesta divisão, que inclui a Europa, Ásia, e África. No qualificador mais tardio, irão batalhar 14 equipas esperançosas da Divisão Atlântico e Pacífico.

O formato é simples: Cada equipa consistirá de quatro jogadores, e terá um rating médio abaixo de 2500. Os jogadores competem individualmente para uma pontuação composta final por equipa. Os torneios são 15-rodadas Suíças jogadas com um controle de tempo de 3+2. No fim, as equipas juntam o total dos seus quatro jogadores para a sua pontuação final (é permitido que colegas de equipa joguem entre si no torneio).

Após 15 rodadas, as três equipas melhor classificadas em cada torneio de qualificação estarão apuradas para a época de 2018 do PRO Chess League. Equipas que se classificarem do quarto as sexto lugares serão entradas numa votação dos fãs para o apuramento final em cada divisão.

Olhemos à composição de algumas das equipas com um rating mais elevado. 

No Torneio da Divisão Central e Leste, os Estonianos demonstraram ser bons em Matemática. Os Estonia Horses, que são aparentemente pequenos mas "fortes e resilientes contra a doença," conseguiram pôr em campo um alinhamento que tem uma média de 2499.5.

Eles são capitaneados pelo seu filho nativo o GM Jaan Ehlvest, que representa agora os EUA mas que esteve brevemente no topo cinco do mundo no início dos anos 1990. Não só entrou Ehlvest na construção da equipa, mas também o fez o comentador extraordinário o GM Sergei Shipov, que está atualmente alguns pontos de rating mais alto. Ambos os homens chegaram um dia a 2650+. Junta-lhes outros dois GM Estonianos nos altos-2400 e tu tens um raro grupo composto de quatro GM que é merecedor de estatuto de "favoritos."

null

Quem vai montar aqueles Cavalos Estonianos? O GM Sergei Shipov irá pousar o microfone no Sábado e pegar nas peças .

Com os Delhi Dinamite sendo já uma das 24 equipas garantidas para a próxima época, mais alguns contingentes Indianos estão a competir para se juntarem a eles. Equipas de Hyderabad, Mumbai, Amaravati, e Guntur todas elas já atiraram os seus 'papadum' para o ringue.

(Sim, antes que perguntes, várias equipas de todas as partes do mundo estão a cortejar o GM Viswanathan Anand. Até ao momento em que este artigo está a ser escrito, no entanto, ele ainda não está afiliado a uma equipa, mas nós sabemos que ele não gosta de ficar entediado. Também aberto a convites para jogar pela tua equipa? Um antigo campeão do mundo chamado "Aronian"! )

Os Hyderabad Hawks são a equipa número-dois por média de rating (2492.75). Eles são capitaneados pela GM Harika Dronavalli, correntemente a senhora número-11 do mundo. É permitido às equipas de terem um 'agente livre', e o seu recrutamento incluíu um "pássaro" grande --

o membro com um rating mais elevado da equipa é o estudante da Universidade de Stanford o GM Parimarjan Negi (2656). A distância de Hyderabad para Stanford, na Califórnia: 13,539 km. O Cardinal-transformado-Falcão voa largas distâncias. ('Cardinal' é a alcunha dos estudantes de Stanford; 'hawk' quer dizer falcão em Inglês...)

null

A GM Harika Dronavalli dos Hyderabad Hawk irá desejar que a "Cidade das Pérolas" lhe dê sabedoria este fim de semana.

A Suécia está também a tentar aumentar a qualidade da divisão. Com os Stockholm Snowballs já confortavelmente instalados no sofá para a próxima época, o GM Nils Grandelius lidera os Malmo Moomins este Sábado. O melhor jogador do país, que também fez de 'segundo' para o GM Magnus Carlsen no campeonato do mundo do ano passado, deve ter ficado com inveja que a constante-rival Noruega tenha alcançado a final do PRO League na primeira época da liga.

null

Os desenhadores de gráficos do Chess.com irão divertir-se a desenhar um logotipo se os "Moomins" de tipo hipopótamo da série Sueca de livros para crianças são uma indicação. Imagem: Wikipedia.

Para além disso, uma segunda equipa da cidade maior tentará criar a oportunidade para um 'derby' de Estocolmo. Os Stockholm Wasabis liderados pelo GM Grigor Grigorov tentará combinar uma incongruente fusão Escandinava-Asiática nos apuramentos.

null

O GM Nils Grandelius irá tentar trazer os Moomins das páginas para o tabuleiro de xadrez.

Quanto à França, só a Riviera tem uma representação assegurada em 2018, com os Cannes Blockbusters garantidos de perseguir a Palma de Ouro do PRO League. Os Marseille Migraines, liderados pelo GM Maxime Vachier-Lagrave, também estarão de volta.

A tentar juntar-se a eles estará também um grupo de três-GM, os Paris Musketeers, e os Nantes Kingslayers, que são liderados pelo grande mestre nascido num dos lugares mais improváveis. O GM Adrien Demuth nasceu em Réunion, uma ilha região da França a leste de Madagascar. Depois ele aprendeu a jogar xadrez em menino no Tahiti, mas irá agora representar uma cidade na Vale do Loire, numa competição da internet! Uma história verdadeiramente do século 21 se alguma vez houve uma.

null

A vida peripatética do GM Adrien Demuth não o impediu de se tornar um dos melhores jogadores Franceses. | Foto: Mike Klein, Chess.com.

No apuramento da Divisão Atlântico e Pacífico, que inclui a América do Norte e Sul e também a Austrália e partes da China, as chances das equipas avançarem são muito maiores. Em vez dum grupo de 26, só 14 equipas se registaram, mas existem alguns tabuleiros de topo muito mais altos em contenção.

O grupo de quatro com o rating mais elevado é liderado pelo GM Hikaru Nakamura, que muda de zonas costeiras este ano: o ano passado ele foi um Miami Champion, desta vez será um Seattle Slugger.

A sua equipa ocupa a posição mais alta como a única com um rating acima de 2500. A média de 2507.75 é permitida uma vez que o rating de quaisquer super-GM só "conta" como 2700 para o fim de ter a média de equipa abaixo de 2500.

null

Como Shipov, o frequente comentador/streamer o IM John Bartholomew deixará os seus lances falar por ele este Sábado pelos Minnesota Blizzard.

Esta será a segunda vez que Nakamura leva os seus talentos para o Nordeste do Pacífico -- em 2008 e 2009 ele também envergou uma camiseta dos 'Sluggers' no Chess League dos EUA. Ele irá ter a esperança de reacender alguma daquela magia dos 'Starbucks'. Em 2009 Nakamura foi o MVP (jogador mais valioso) da Liga.

A Austrália não levou nenhumas equipas à primeira época do PRO Chess League. Eles procuram corrigir isso com duas equipas registadas para Sábado. O orgulho nacional é aparente uma vez que ambas as equipas escolheram o país como o nome da sua localização -- os Australia Kangaroos (segundo cabeça-de-série) e os Australia Blitzkrieg (quarto cabeça-de-série).

null

O GM David Smerdon (esquerda) analisando após o seu empate com o GM Magnus Carlsen nas Olimpíades de 2016. | Foto: Mike Klein, Chess.com.

Seis dos melhores sete jogadores do país irão competir por uma das duas equipas, com o nome mais reconhecível para os membros do Chess.com sendo o GM David Smerdon. "Smurfo" acabou de voltar recentemente ao seu país de origem and irá capitaniar os Blitzkrieg enquanto tenta abater os Kangaroos.

Outras equipas e nomes notáveis incluem os Chengdu Pandas, capitaneados pelo GM Yu Yangyi; os San Francisco Mechanics, liderados pelo GM Daniel Naroditsky; e os Atlanta Kings, onde o GM Ben Finegold irá tentar o seu segundo título com uma equipa diferente. Ele recrutou também o GM Gadir Guseinov para os "The Big Peach." 

null

Os vitoriosos St. Louis Arch Bishops não precisarão do torneio de apuramento, mas eles terão de jogar sem os serviços do GM Ben Finegold (exatamente com meio) este ano. | Foto: Mike Klein, Chess.com.

Ambos os torneios de qualificação podem ser acompanhados com comentários no Twitch.tv/chess ou Chess.com/TV. As Divisões Central e Leste terão como anfitriões o IM David Pruess e a IM Anna Rudolf e começará este Sábado às 08:00 hora do Pacífico (GMT-7), que são 17:00 hora de Paris e 20:30 hora de Mumbai.

As Divisões Atlântico e Pacífico terão como anfitriões o IM Danny Rensch e a WGM Jennifer Shahade e começará este Sábado às 13:00 hora do Pacífico (GMT-7), que equivalem às 16:00 de Nova Iorque, 04:00 Chengdu (Domingo) e às 7:00 Sydney (Domingo).

Relatórios anteriores:


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de FM MikeKlein
Carlsen, Caruana, Aronian Ganham Todos Títulos na Sinquefield Cup Playoff Abandonado

Carlsen, Caruana, Aronian Ganham Todos Títulos na Sinquefield Cup Playoff Abandonado

Shankland Vence Campeonato dos EUA; Senhoras Vão a Playoff

Shankland Vence Campeonato dos EUA; Senhoras Vão a Playoff