Artigos
Artigos
Aprenda a Abertura Catalã!

Aprenda a Abertura Catalã!

GMKrikor
| 8 | Teoria de aberturas

E aí pessoal!

Hoje vamos falar da famosa e temida Abertura Catalã! Na verdade, essa abertura não se configura em uma posição exata, mas pode ser considerada como um sistema, que se aplica contra muitas defesas das pretas. A marca registrada da Catalã é jogar os lances d4, c4 e g3. Essa formação funciona bem contra as duas reações mais comuns das pretas: Cf6 seguido de e6 (para quem joga Nimzoíndia, Índia da dama por exemplo) ou Cf6 seguido de g6, para quem joga Índia do Rei ou Gruenfeld).

O nome dessa abertura nasceu em 1929, após os organizadores de um torneio fechado em Barcelona pedirem que a Abertura Catalã fosse inventada, e inclusive prêmios foram oferecidos para quem a jogasse. O forte jogador da época Savielly Tartakower foi o autor da citada abertura e a utilizou muitas vezes no torneio, terminando em segundo lugar, após o grande ex-campeão mundial José Raul Capablanca, com 13,5/14!

Segue abaixo o vídeo introdutório com ideias gerais, como de costume!

Como mencionado no vídeo, iremos analisar apenas a Catalã tradicional (1.d4 Cf6 2.c4 e6 3.Cf3 d5 4.g3).

E agora vamos às partidas:

Partida 1 - Nessa partida, acontece a liquidação dos peões centrais, mas as pretas conseguem combater o bispo das brancas e igualam sem maiores problemas. Mas o grande Ulf Andersson consegue converter um final de cavalos com uma minúscula vantagem, por causa da fraqueza do peão de a6.

Partida 2 - Aqui vemos a posição parecida com a defesa francesa, quando as pretas jogam de maneira automática a abertura (c6, b6, Bb7) e permitem o plano Cbd2, Dc2 e e4. Mais adiante, é importante ver Grischuk jogando o lance 16.c5!, decretando a posição passiva do bispo das pretas em b7.


Partida 3 - Nesse exemplo, as pretas jogam com ...b6, e as brancas reagem com o lance cxd5! mencionado no vídeo. E na sequência, Cc3, Bf4, Tc1, colocando pressão no ponto de c7. As pretas reagem com ...c5 e após 11.dxc5!, as pretas devem escolher entre ...bxc5 ficando com peões colgantes ou ...Cxc5, isoaldno o peão de d5, que acontece na partida.
Partida 4 - Ulf Andersson aparece de novo, dessa vez isolando o peão do seu adversário quando as pretas jogam 6...c5 rapidamente. Logo em seguida, ele joga 8.dxc5!? e começa a atacar o peão de d5 imediatamente. Após algumas trocas, chegamos em uma posição simétrica, mas com uma minúscula iniciativa para as brancas que começa a crescer após 22.Td7!
Partida 5 - Temos aqui a variante principal, quando as pretas jogam 6...dxc4 e contestam o bispo branco com 8...b5 e 9...Bb7. O grande Vladimir Kramnik encaixa uma estrutura diferente com 11.Cc3, provocando Cxf4 12.gxf4. Após 16.Tac1, é notável a fraqueza do peão de c7 e o domínio central das brancas com os peões em f4 e d4.
Partida 6 - O último exemplo mostra o plano das pretas de jogar ...Ce4 e ...f5, que não menciono no vídeo, tentando levar para um tipo de muro de pedra (stonewall). O plano das brancas de e4 é evitado, mas por outro lado a fraqueza da casa de e5 é um problema, e mais tarde, o plano de f3-e4 vai ser bem mais forte no lance 19.
Mais de GM GMKrikor
Como melhorar no xadrez?

Como melhorar no xadrez?

Conheça 5 finais espetaculares de Capablanca!

Conheça 5 finais espetaculares de Capablanca!