Termos de Xadrez
Mate do Louco

Mate do Louco

A partida acabou de começar e os dois jogadores estão prontos para uma batalha épica. Porém, dois lances depois e a guerra acabou. Acredite ou não, essa é uma possibilidade no xadrez.


O que é o Mate do Louco?

O Mate do Louco é o padrão de xeque-mate mais rápido que tem no xadrez e pode acontecer após apenas dois lances. Só é possível alcançá-lo se as Brancas cometerem erros terríveis na abertura, e é por isso que as pessoas o chamam de mate do louco. Apenas as Negras podem dar este mate em dois lances, embora as Brancas também possam vencer a partida em três lances de forma semelhante.

Esse xeque-mate acontece com a sequência de lances a seguir:

Observe que as Brancas abrem a perigosa diagonal em direção ao seu rei, que não pode ser defendida por nenhuma de suas peças. O rei branco é sufocado por suas próprias peças, e a partida termina em xeque-mate.

Nesta partida, disputada pelos amadores Walter Thomas Mayfield e William Robert Trinks no US Open em 1959, em Omaha, Nebraska, as Brancas ussam um padrão semelhante para dar mate nas Negras.

Por que é um mate tão louco?

No início de cada partida, as duas casas mais fracas são sempre f2 e f7, uma vez que os reis branco e negro são as únicas peças que protegem essas casas. Por essa razão, os mates mais rápidos quase sempre acontecem nessas casas.

Além disso, depois que as Negras movem seu peão de “e”, a diagonal d8-h4 está livre para ser usada pela dama negra. Para que o Mate do Louco aconteça, as Brancas devem estar alheias a esses dois fatos e fazer dois lances ruins logo no início.

Além disso, mover os peões de f e g não ajuda as Brancas a controlar o centro, e esses lances também enfraquecem a já frágil ala do rei. Veja como as Brancas ainda estariam em uma posição ruim, mesmo se as Negras não pudessem atacar o rei branco.

A bad position for White.
As Brancas não têm um controle do centro e terão dificuldade em desenvolver suas peças. Esta não é uma boa maneira de começar a partida.

Exemplos de ideias semelhantes jogadas por jogadores profissionais

Embora esse padrão de mate seja possível, é raro que ele ocorra em partidas reais, mesmo entre os iniciantes. Como você viu, um dos jogadores precisaria fazer dois lances terríveis logo no início da partida e manter seu rei preso para que esse mate fosse possível.

Ainda assim, isso não significa que não seja útil aprender esse padrão. Este mate ilustra uma vulnerabilidade significativa no xadrez, que é o peão de f e suas diagonais. Dê uma olhada neste exemplo de uma partida jogada em 1896, em Nova York, por Frank Melville Teed e Eugene Delmar.

Em outra partida, o mestre de xadrez austríaco Josef Emil Krejcik, jogando às cegas contra um jogador desconhecido, usou o mesmo conceito para vencer a partida em seis lances.

Teste suas habilidades

Agora que você já conhece o Mate do Louco e a vulnerabilidade que ele explora, é hora de testar seus conhecimentos. Resolva os problemas abaixo e pratique suas habilidades de ataque!

Problema 1: O clássico Mate do Louco.

Problema 2: Explore a mesma fraqueza.

Problema 3: O mais difícil de todos! Este problema requer cálculos mais profundos, então não tenha pressa! Lembre-se: jogando de Brancas, você quer tirar vantagem da mesma fraqueza explorada no Mate do Louco.

Conclusão

O Mate do Louco é um dos padrões de mate mais conhecidos no xadrez. Evitar esse mate pode salvá-lo de muitas frustrações, e aprender a explorar o fraco peão de f do oponente pode lhe dar uma vantagem - talvez até permitir que você ganhe rapidamente.