Acreditas Nos Teus Olhos Mentirosos no Xadrez?
Tens de confiar nos teus próprios olhos no xadrez.

Acreditas Nos Teus Olhos Mentirosos no Xadrez?

Gserper
GM Gserper
|
71 | Teoria de Aberturas

Na sua famosa comédia, Richard Pryor conta uma história de ser apanhado a trair a sua esposa com outra mulher. Uma vez que a sua esposa tinha entrado no quarto no pior momento possível, era inútil negar o facto da traição e ainda assim, ele tentou o mais que podia.

Como seu último argumento, ele pergunta: "Em quem é que vais acreditar, em mim ou nos teus olhos mentirosos?"

Richard Pryor
Richard Pryor. Foto by Alan Light / Wikipedia.

Enquanto isso era apenas parte duma comédia, eu tenho visto muitos jogadores de xadrez que confiam em tudo menos nos seus próprios olhos!

Algum tempo atrás, este foi o diálogo quando um dos meus estudantes me disse que ele ia mudar a sua abertura contra 1.e4:

—O que é que vais jogar?

—1.e4 f5!

—Huh? (Eu fiquei sem palavras naquele momento!)

—Yeah, esta é uma abertura fantástica. Eu estou surpreendido de não ter visto pessoas no nosso clube de xadrez a jogá-la. Muitos grande mestres jogam-na e os seus resultados são excelentes!

—Do que é que estás a falar? 1.e4 f5? Quais grande mestres, que excelentes resultados?

—Eu pesquisei na base de dados e os resultados são incríveis! Olha!

Nesta altura nós fomos ao Explorador de Aberturas do Chess.com e entrámos os lances 1.e4 f5.

O cenário foi surrealista. O Explorador de Aberturas mostrou que o lance mais popular para as Brancas era 2.d4, jogado 842 vezes, e as Brancas pontuaram 38 porcento vitórias vs. 41 porcento vitórias para as Pretas! O segundo lance mais popular era 2.Cf3 onde as Brancas pontuaram ligeiramente melhor (41 porcento vitórias vs. 35 porcento vitórias para as Pretas).

Eu perguntei ao meu estudante o que ele tencionava fazer sobre o lance mais natural, 2.exf5? Ele respondeu que aquele não é um lance muito popular, uma vez que foi jogado apenas quatro vezes em mais de 1.200 partidas, e ele não o esperava ver muito.

Eu suponho que tu já sabes o que aqui se passa. É claro, praticamente cada partida na base de dados começou com uma ordem de lances diferente. Poderia ter sido 1.d4 f5 2.e4 ou 1.Cf3 f5 2.e4, etc., mas para a base de dados não importa qual é a ordem de lances desde que esta conduza à mesma posição.

Portanto, se dois principiantes jogam uma partida como esta...

...uma partida assim será colocada juntamente com partidas de grande mestres jogadas com a Siciliana de Sveshnikov, uma vez que o Explorador de Aberturas não se importa com a ordem de lances—a única coisa que interessa é a posição que estás a pesquisar.

O Explorador de Aberturas é uma ferramenta muito poderosa para a investigação de aberturas e os meus estudantes usam-na diariamente, mas assim como com qualquer outra ferramenta, tu deves saber como a usar. Mesmo uma broca elétrica te pode matar se a utilizares da maneira errada.

electric drill

Eu elogiei o meu muito jovem estudante por pesquisar aberturas utilizando a base de dados e expliquei que não importa o que o Explorador de Aberturas mostra, tu tens de usar o teu bom senso.

Eu tive uma experiência semelhante de arrepiar os cabelos com outro estudante. Ele disse-me que estava a considerar a abertura onde as Pretas jogam a seguinte configuração contra praticamente quaisquer que sejam os lances das Brancas:

De início eu pensei que ele estava a brincar porque isto parecia tão ridículo como o contra-senso que Magnus Carlsen joga nas suas partidas de bullet:

O meu estudante assegurou-me de que estava completamente sério e que há até um livro dedicado a esta "abertura."

Depois a nossa conversa decorreu assim:

—Se tu vês um livro que declara que comer aranhas é bom para a tua saúde, irás comê-las?

—Eww...

—Exatamente! Essa deverá ser a tua resposta a recomendações de aberturas como esta.

Eu expliquei-lhe que não há nada de errado em experimentar com aberturas ou no xadrez em geral. Por isso, se por alguma razão ele realmente pensa que jogar uma "abertura" que quebra praticamente todas as regras de xadrez é uma boa ideia, então ele deve definitivamente experimentá-la. Mas jogar uma coisa baseado unicamente na recomendação de alguém, mesmo quando o teu bom senso te diz "Eww," é bastante estúpido.

Os jogadores verdadeiramente grandes são sempre pensadores independentes e confiam unicamente nos seus "olhos mentirosos." Um bom exemplo é o seguinte comentário por Aron Nimzowitsch no seu livro clássico O Meu Sistema:

Aqui está o que ele diz sobre o seu lance 6.Ce3:

Mesmo que o resto do mundo aqui jogasse 6.Cc3, eu ainda assim mantenho que o meu lance 6.Ce3 é mais correto e isso por razões baseadas no "sistema."

A lição aqui é bastante simples. Se te queres tornar num forte jogador de xadrez, confia na tua própria lógica e joga os lances que são melhores de acordo com o teu próprio julgamento. Sim, com frequência as tuas escolhas serão erradas e por vezes acontecerá que os teus olhos estão de facto a mentir-te, mas é assim que nós aprendemos.


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de GM Gserper
Quando Uma Simultânea de Xadrez Dá Para o Torto

Quando Uma Simultânea de Xadrez Dá Para o Torto

O Que É o Mortífero Ataque Shvedova?

O Que É o Mortífero Ataque Shvedova?