As 10 Maneiras Mais Tontas de Perder Uma Partida de Xadrez
Não penses que só podes perder por xeque-mate.

As 10 Maneiras Mais Tontas de Perder Uma Partida de Xadrez

Se alguma vez te sentiste um pouco tonto ao permitir que o teu rival capturasse a tua dama ou te ter dado mate em um lance, trago boas notícias. Tudo pode ser muito pior. Deixa de te sentir culpado quando algo assim te sucede. O mundo do xadrez está cheio de histórias loucas e existem maneiras de perder muito mais surpreendente que aquelas que implicam uma má jogada no tabuleiro. Se não acreditas em mim, segue lendo. Ah! E se acreditas em mim, também.

A seguir podes ler os 10 motivos mais tontos, estranhos e surpreendentes pelos quais podes perder uma partida de xadrez.

1. Porque o telefone toca.

Teléfono móvil

Não te deixes surpreender pelo telemóvel.

Nos nossos dias poucas pessoas saem de casa sem levar consigo o telefone. Sim, já o sabemos, o telemóvel se converteu em muito mais do que um simples telefone. Na nossa câmera de fotos, no nosso GPS, nosso navegador da internet e a conexão que nos permite estar unidos a uma parte importante do nosso mundo.

Mas cuidado! Também é um feroz inimigo dos torneios de xadrez. Desde já há bastante tempo que não está permitido tê-lo consigo enquanto jogas uma partida de torneio. No entanto não deixamos de ver exemplos de jogadores despistados cujos telefones tocam no meio duma partida. E, que significa isso? Perda imediata da partida! Não tentes explicar ao árbitro que tens uma dama a mais ou que o telefone apareceu magicamente no teu bolso. Perdeste. Sim, lês corretamente: um zero! 

Esta medida não é algo recente, já é aplicada há anos. Um dos primeiros a sofrer uma derrota por culpa do seu telefone foi o ex-campeão do mundo Ruslán Ponomariov, durante o Campeonato da Europa de 2003, quando essa norma tinha acabado de entrar em vigor. O curioso é que era o seu aniversário e o presidente da FIDE estava a telefonar-lhe para o felicitar. Paradoxos do destino...

2. Por escrever anotações na planilha.

Já sabes que nas partidas lentas a organização do torneio fornece planilhas aos jogadores para anotarem as jogadas. E isso é o que tens de escrever nelas! Tu deves fazer a anotação das jogadas e é permitido que faças o mesmo dos tempos. Mas tu não podes fazer o que queiras com a tua planilha. Para começar porque é um elemento que pertence à organização do torneio.

O GM Wesley So perdeu uma partida frente ao GM Var Akobian precisamente por realizar anotações na planilha. E não eram jogadas, lógicamente. Aparentemente, o jogador Americano de origem Filipina tinha o costume de se ajudar com frases motivadoras que podiam dar-lhe energia. E isso custou-lhe o ponto. Podes ver a notícia completa, em Inglês, aqui.

Planilla So

O Chess.com obteve esta planilha do GM Wesley So, pertencente ao ACP Golden Classic de Bergamo do ano 2014, Itália.

O certo é que a má caligrafia com que alguns escrevem as suas jogadas deveria ser também motivo para perder a partida.  Por outro lado, também existem os mais criativos, como o GM Espanhol Juan Manuel Bellón, que decora cada planilha que utiliza nos torneios. É conhecida a sua criatividade no tabuleiro, mas como vemos na imagem seguinte, também é bastante criativo fora do mesmo.

Planilla de Bellón

"As minhas famosas planilhas de xadrez razão porque alguns me qualificaram de louco! Bendita loucura!" comentou várias vezes o campeão de Espanha.

3. Por não apertar a mão do oponente.

A competição xadrezista inclui uma série de rituais, costumes e obrigações. Manter-se em silêncio durante a partida, não incomodar o oponente e apertar a sua mão no início são alguns dos atos associados às partidas de torneio. O que alguns não sabem é que apertar a mão desportivamente no início da partida, é algo mais do que um simples costume. Não deverias recusar-te a menos que queiras que te aconteça o que sucedeu ao GM Ivan Cheparinov frente ao GM NIgel Short.

Aparentemente o GM Búlgaro tinha lido uma entrevista a Short, onde haviam umas declarações que o tinham ofendido. A sua maneira de protestar consistiu em ignorar a mão que o jogador Inglês ofereceu, por duas vezes.

A história não acaba aqui. O árbitro deu a partida por perdida a Cheparinov, mas o comité da competição permitiu que se jogasse a partida se o Búlgaro pedisse desculpa e apertasse a mão de Short no início, algo que acabou sucedendo, como podemos ver no seguinte vídeo.

4. Por não conhecer o ritmo de jogo do torneio.

Talvez penses que isso não é possível, que todos sabem perfeitamente qual é o controlo de tempo do campeonato que jogam. E se te digo que Magnus Carlsen ele mesmo perdeu por não o conhecer? Não! Não estou a gozar. E isso sucedeu em não outro que no torneio que se organiza no seu próprio país.

Na primeira rodada do Norway Chess de 2015 o campeão do mundo tinha chegado atrasado e não tinha escutado as indicações do árbitro, que lembrou que após o primeiro controlo de tempo da jogada 40, os relógios acrescentariam uma hora mais e 30 segundos de incremento por lance. No entanto, Magnus Carlsen pensava que após a jogada 60 também se adicionaria tempo extra.

Carlsen - Topalov

Um resultado que o campeão do mundo não poderá esquecer.

Assim com a partida totalmente ganha e perante a surpresa do seu oponente, o GM Veselin Topalov, o jovem Norueguês perdeu por tempo ao chegar à jogada 60.

5. Por jogar embriagado.

Alcohol

O xadrez e o álcool não são bons amigos.

Desgraçadamente existe mais do que um exemplo disso. Mas um dos mais conhecidos foi produzido na terceira rodada do Open de Kolkata do ano de 2009, onde um fortíssimo grande mestre, ex-campeão da Europa, se sentou a jogar com evidentes mostras de embriaguez. Durante a partida adormeceu várias vezes, até que numa dessas ocasiões acabou por perder por tempo.

Pessoalmente recordo-me de um caso que me ocorreu numa partida de torneio. Sei o que estás a pensar, por isso te declaro desde já que não era eu que estava bêbado   No entanto, o meu oponente, um forte grande mestre, dava evidente mostras de ter bebido demasiado. O certo é que era desagradável jogar contra ele, vendo-o a gesticular, com dificuldade em se manter sentado na cadeira, e expulsando arrotos alcoólicos que me chegavam ao nariz de vez em quando.

A certa altura eu dei-lhe xeque e o meu oponente agarrou a dama em erro, em lugar do rei. Então, quando ele percebeu a sua confusão, soltou-a e agarrou o rei. Nessa altura eu disse-lhe: "Não, não, tocas-te na dama." O grande mestre olhou com estupor para o tabuleiro, dando-se conta que tinha um lance legal com a sua dama. Tinha de a pôr diante do seu rei, para parar o xeque, e depois esta seria capturada. "Vais-me ganhar assim?" perguntou. A minha resposta não o satisfez nada: "Prefiro ganhar-te assim do que me ganhes assim a mim..."

6. Por estar de calções.

"Decerto que o Luisón já está a brincar," podes estar a pensar. No entanto esta história deu volta ao mundo. O GM Kovalyov deixou a Copa do Mundo de 2017, depois de lhe terem pedido que trocasse de roupa. A organização entendia que os seus calções não cumpriam as normas de etiqueta que exigiam as regras do torneio.

Kovaylov

Anton Kovalyov abandona a sala de jogo após discutir com Zurab Azmaiparashvili. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Antes de ter começado a terceira rodada o jogador discutiu com o organizador principal, o GM Zurab Azmaiparashvili. O jogador insistia perguntando porque é que não podia jogar com aquela roupa, ao que o organizador respondeu com pouca simpatia e com uma grande dose de racismo. "Porque pareces um cigano!"

Assim Kovalyov perdeu aquela partida após abandonar a sala de jogo e o torneio.

7. Por fazer um clique no lugar errado.

Como já imaginarás estou a referir-me ao xadrez online. De facto vou comentar-te um caso muito recente, pertencente ao torneio de xadrez online mais forte do mundo, o Speed Chess Championship. Pois bem, numa das partidas do confronto Hikaru Nakamura - Hou Yifan, a jogadora Chinesa fez um clique por erro na opção de abandonar em lugar de oferecer empate. O mais grave é que nesse momento ela tinha rei e peão e Nakamura apenas o seu rei!

Ficamos todos desconcertados, não entendíamos nada, mas se observas os gestos de Hou Yifan nesse momento, verás que ninguém ficou tão surpreendido como ela.

8. Por pensar que estás perdido... quando estás a vencer!

Existem muitos casos de abandonos em posições vitoriosas. Abandonas e o teu oponente diz-te... "Mas porquê se tinhas esta jogada!" E ficas para morrer. Outras vezes é alguém que observava a partida que te diz ou quando chegas a casa e verificas a partida com o computador e descobres que não eras tu que deveria ter abandonado...

Um caso muito recente foi produzido numa das partidas do Torneo de León, em que se defrontavam o GM Paco Vallejo e o GM Jaime Santos.

Decerto que chegaste à conclusão de que Hikaru Nakamura e eu somos almas gémeas  Voltando ao confronto mencionado em que ele enfrentava Hou Yifan, quero mencionar-te um momento engraçado. A jogadora Chinesa abandonou, desta vez por descuido, mas porque não viu que ao promover defendia um mate em h3. Foi curioso ver as caras que vamos ver em direto, Nakamura e eu dando-nos conta do que acaba de ocorrer...

9. Para ir a um concerto de Madonna.

Madonna

A artista Americana foi a "culpada" desta derrota. | Foto Wikipedia

Adoro esta história que me conta o meu amigo Peter Doggers. Em certo torneio um tipo ofereceu um empate ao seu oponente antes da partida, que foi rejeitado. A partida teve um decurso um tanto "peculiar":

O protagonista, que atualmente é o chefe de imprensa do Torneio de Wijk aan Zee, confessou depois da partida que tinha ingressos para o concerto de Madonna... e não tencionava perdê-lo! Como assinala Peter, esta linha deveria conhecer-se a partir de agora como o Gambito Madonna  

10. Por fazer a jogada mais tonta.

Até agora temos exposto motivos que não têm demasiado a ver com o que ocorre dentro do tabuleiro. Mas é claro, fazer uma jogada muito muito má segue sendo a razão mais frequente por obtermos uma derrota estúpida.

No entanto até os melhores jogadores protagonizam erros absurdos que surpreendem qualquer um. Nao me acreditas? Pois está chegado o momento de que vejas os seguinte exemplos, que também podes observar no vídeo, onde resgato alguns erros tontos dos melhores jogadores do mundo.

A. Seguindo a "teoria".

A seguir vou mostrar-te a derrota mais curta de carreira do ex-campeão do mundo Vishy Anand. Existia um precedente importante do erro terrível que cometeu, mas que no entanto não tinha sido castigado. A partida Miles-Christiansen tinha aparecido no Informador 44, onde o triste Bf5 aparecia como Novidade. Parece incrível que nenhum dos jogadores, nem tão pouco posteriormente Anand, se deu conta do erro.


B. Improvisando uma novidade teórica.

As sensações que experimentamos durante uma partida lenta de torneio são muito especiais. Às vezes reparamos em pormenores que não tínhamos visto, apesar de ter olhado para uma determinada posição mil vezes antes. E então perguntado-nos "porque não jogar este lance aqui?"

Isso deve ter ocorrido a Karpov na seguinte partida, onde improvisou uma novidade teórica que foi drásticamente refutada.

C. Complicando a sua própria vida.

O confronto para o campeonato do mundo de xadrez entre Bobby Fischer e Boris Spassky teve muitos momentos dramáticos. Na primeira partida o jogador Americano capturou um peão que quase qualquer principiante teria rejeitado. Não sabia Fischer que esses peões indefesos de a ou h não devem ser capturados? Por certo que o sabia, no entanto ninguém sabe o que se passou pela sua mente...

D. Não ver um mate em um.

Pode um campeão do mundo não ver um mate em um? Que tipo de cegueira tem de ter para permitir ao oponente de chegar com a sua dama junto ao teu rei realizando um mate elementar? Pois como estamos vendo, até os melhores jogadores do mundo têm um dia mau. Nesta ocasião foi a vez de Vladimir Kramnik. O seu oponente nem sequer sorriu. Claro que era uma máquina 

E. Qualquer tempo passado não foi melhor.

Também os grande mestres do passado cometiam erros graves. Vimos anteriormente como Fischer, na primeira partida dum Campeonato do Mundo, fazia uma jogada de principiante. Observa o que ocorreu fazem muitos anos, concretamente no mundial de xadrez do ano de 1892.

E tu... Qual foi o motivo mais tonto por teres perdido uma partida? Deixa um comentário e conta-nos 


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de FM LuisFSiles
As 10 Melhores Partidas de Xadrez de 2017

As 10 Melhores Partidas de Xadrez de 2017