Efim Geller, Assassino No Tabuleiro de Xadrez
Boom lá vai o tabuleiro

Efim Geller, Assassino No Tabuleiro de Xadrez

Silman
IM Silman
15/12/2017, 00:00 |
37 | Outros

Vários anos atrás eu estava num café em Pasadena, Califórnia, e comecei a conversar com alguns jovens (nos vintes anos) do Taiwan. Depois de termos falado sobre o Taiwan, a nossa conversa encaminhou-se para os vários tipos de música pop. Eu expliquei que a maior parte da música pop me faz engasgar instantaneamente. Depois eu comecei a elogiar as maravilhas dos ZZ Top, The Rolling Stones, The Doors, Pink Floyd, e Led Zeppelin.

Eles olharam todos para mim com olhares vazios e finalmente um disse, "Nunca ouvi falar de nenhum deles."

Ultimamente tenho tido a mesma experiência quando eu falo com jovens (dos 10 aos 20 anos) jogadores de xadrez: Já leste os livros de Eugene Znosko-Borovsky? — “O que é um Borovsky?" Já estudaste as partidas de Leonid Stein? — “Quem?” E que tal Isaac Boleslavsky? — “Um bole de quê?"

Suponho que este tipo de coisa é normal quando se é tão velho como eu sou. Mas, na minha mente, se tu não conheces todos os grandes do passado, então tu não entendes o coração e a alma do que é o xadrez. Tantas partidas maravilhosas. Tantas histórias; algumas engraçadas, algumas doidas, algumas muito, muito tristes.

Devido a este "desconhecimento" jovem, eu irei conversar sobre vários jogadores esquecidos que fizeram muito pelo xadrez. O meu primeiro "velho mas bom" (na verdade não assim tão velho!) é Efim Geller (1925-1998). Esta força Soviética, prático na sua forma de jogar, com um cigarro sempre dependurado dos seus lábios, era temido por todos.

Tu poderás dizer, "O que é que isso quer dizer? Certamente que os jogadores de topo como Botvinnik, Smyslov, e outros o teriam chutado para a rua."

efim geller

Efim Geller via Wikipedia. 

Bem, não tão rápido! O facto é que ele competiu de igual para igual contra Mikhail Tal (6 vitórias, 6 derrotas, 23 empates) e Paul Keres (7 vitórias para Geller, 8 derrotas, 21 empates), e teve pontuações positivas contra Mikhail Botvinnik (4 vitórias para Geller, 1 derrota, 7 empates), David Bronstein (5 vitórias para Geller, 4 derrotas, 12 empates), Robert Fischer (5 vitórias para Geller, 3 derrotas, 2 empates), Lajos Portisch (4 vitórias para Geller, two derrotas, 12 empates), Vasily Smyslov (11 vitórias para Geller, 8 derrotas, 37 empates), e Tigran Petrosian (5 vitórias para Geller, 3 derrotas, 12 empates).

Podes perguntar porque é que um tão obviamente super-forte mestre do ataque nunca foi campeão do mundo. Má sorte talvez, uma vez que em dois ciclos dos 'Candidatos' ele teve de enfrentar Boris Spassky, que estava no seu auge. Ele perdeu um confronto para Spassky nos Candidatos de 1965 por 5,5-2,5, e de novo no ciclo de 1968 pela mesma pontuação. O destino pode ser um protagonista muito irritante.

GELLER E A DEFESA ÍNDIA DE REI

Geller foi um dos primeiros jogadores a reconhecer o potencial dinâmico da Defesa Índia de Rei. Kotov, um jogador atacante bem conhecido, foi corrido do tabuleiro.

Os mesmos dois jogadores competiram de novo em 1951 com Geller vencendo outra DIR. Uma terceira DIR entre estes jogadores ocorreu em 1952, que terminou em empate, e depois mais tarde em 1952 uma quarta DIR mais uma vez resultou numa execução com as Brancas desistindo em 23 lances:

TEMENDO O PUNHO DE GELLER

Esta maravilhosa partida começou com a popular (naquela altura) linha de ataque anti-Grunfeld. Ao lance 20, Geller já tinha construído uma posição vitoriosa, e então os fogos de artificio começaram no tabuleiro!



TEMPO DE EXERCÍCIOS

OK, agora é a tua oportunidade de jogar como Geller, ao resolver quatro exercícios.

PRIMEIRO, UM SERVIÇO PÚBLICO: Sempre que eu ofereço exercícios, um bom número de pessoas não se apercebe que podem carregar no ponto de interrogação no canto inferior esquerdo do tabuleiro e ver várias anotações  Outro tipo de confusão nos exercícios são os lances alternativos. Sim, existem muitas situações em que há mais do que um lance muito bom (ou até múltiplas maneiras de dar mate!). Quando isso ocorre eles pensam que eu não os vi. Não, esse não foi o caso. O problemas é que o programa só permite um "melhor" lance. Felizmente, que eu terei normalmente mencionado os lances de que estavas a gritar nas anotações!

Está bem, diverte-te! E não ESQUEÇAS de ler as anotações instrutivas.

EXERCÍCIO UM



EXERCÍCIO DOIS

EXERCÍCIO TRES

EXERCÍCIO QUATRO


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de IM Silman
Frank Marshall, Parte 4: St. Petersburgo 1914 e Os Deuses Do Xadrez

Frank Marshall, Parte 4: St. Petersburgo 1914 e Os Deuses Do Xadrez

Frank Marshall, Parte 3: Capablanca Entra em Palco

Frank Marshall, Parte 3: Capablanca Entra em Palco