Artigos
Artigos
Porque Este Gambito de Xadrez É Tão Estranho?

Porque Este Gambito de Xadrez É Tão Estranho?

Gserper
| 42 | Teoria de Aberturas

Quando eu oiço a palavra gambito, a primeira coisa que me vem à mente é o Gambito de Rei.

Sim, eu estou bem ciente de que um gambito representa um sacrifício para alcançar certos benefícios tais como a iniciativa ou mesmo um ataque, e de que há mais sobre gambitos do que apenas o Gambito de Rei. Mesmo assim, para mim a palavra gambito está sempre associada com o Gambito de Rei, provavelmente porque este foi a primeiro gambito que eu aprendi em criança.

As numerosas partidas da era romântica apenas fortaleceram esta ligação.

chess king

Olha para a próxima partida. As Brancas cometeram-se totalmente para começar um ataque direto contra o rei preto.

Foram partidas como esta que gravaram a definição de um gambito na minha mente em criança. É claro que à medida que cresci, eu aprendi sobre outros gambitos possíveis no xadrez. Ainda assim todos eles tinham algo em comum. Quando tu jogas um gambito, tu sacrificas algum material e por esse motivo evitas trocas possíveis, uma vez que estas iriam reduzir o poder da tua iniciativa ou ataque.

Naturalmente, o teu adversário tenta fazer exatamente o oposto e troca tantas peças quantas pode, tentando levar a partida para um final onde a sua vantagem material se tornaria decisiva.

É por isso que quando pela primeira vez vi partidas jogadas com o Gambito de Benko eu não consegui perceber o que se estava a passar. Neste as Pretas sacrificam um peão para obter a iniciativa na ala de dama e depois tentam trocar as damas e ir diretamente para um final!

O que se passa? Olhemos para a seguinte famosa partida que tornou popular este conceito invulgar.

O GM Bronstein explica as ideias das Pretas no seu livro Zurich International Chess Tournament 1953:

O que ganham as Pretas ao sacrificar um peão? Primeiro, ele enfraquece a ponta de lança da cadeia de peões das Brancas, o peão d5; além disso, depois dos inevitáveis a7-a6 e b5xa6, ele obtém uma boa diagonal a6-f1 para o seu bispo. As duas colunas abertas que as Pretas obtêm na ala de dama permitindo-lhe um jogo ativo contra os peões a e b das Brancas, também falam a favor do sacrifício. Nem nos devemos esquecer do Bg7 das Pretas: uma vez que as Pretas têm intenção de deixar o seu peão-e em e7 neste sistema, a esfera de atividade do bispo é automaticamente aumentada. E finalmente, existe a interessante ideia estratégica (...) de desenvolver a torre de dama sem a mover da sua casa original.

Aqui está outro comentário extremamente instrutivo de David Bronstein na próxima posição:

A vantagem das Pretas no final é fundada no facto de que o seu peão base em e7 está perto de casa e por isso é fácil de defender, enquanto o peão branco em c3 e e4 mais tarde tornam-se excelentes alvos para as torres das Pretas. Se o peão-e avança, então o peão-d5 torna-se fraco. (...) Taimanov estava correto em evitar esta troca de damas—mas ele também a devia ter evitado mais tarde.

Hoje em dia as Pretas usam normalmente uma ordem de lances diferente para jogar este conceito de abertura. O gambito de Benko moderno tem o seguinte aspeto:

Mesmo assim, as ideias descritas pelo GM Bronstein são tão válidas hoje em dia como eram há mais de 60 anos atrás. Olha para a recente partida em que as Brancas estavam a sofrer no final apesar do seu peão passado por fora!

Não deves pensar que chegar a um final é a única ideia das Pretas no Gambito de Benko. As suas peças ativas e iniciativa estratégica também podem ser muito poderosas no meio-jogo. Olha para a posição patética em que o super grande mestre Vlastimil Hort se meteu. Apesar da sua dama extra, ele mal se conseguia mover!

É por isso que temos uma situação paradoxal no gambito de Benko: Apesar da sua perda material, as Pretas estão a jogar uma partida posicional lenta à procura de um final. Do outro lado, as Brancas recusam-se a ir para um final e em vez disso estão a tentar atacar.

A variante Zaitsev que foi brevemente mencionada neste artigo é um bom exemplo:

Esta peculiar abertura merece definitivamente a tua atenção. Mesmo se tu nunca a jogaste na tua vida, a análise das situações estratégicas típicas que acontecem no gambito de Benko irão sem dúvida expandir o teu conhecimento de xadrez.


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de GM Gserper
Como se tornar um jogador de xadrez avançado

Como se tornar um jogador de xadrez avançado

O final mais importante no xadrez

O final mais importante no xadrez