Poder Feminino No Xadrez

Poder Feminino No Xadrez

Gserper
GM Gserper
23/04/2017, 00:00 |
99 | Outros

No momento em que este artigo está a ser escrito, a GM Hou Yifan é a líder exclusiva do super torneio em Baden Baden. O seu jogo neste torneio até agora é simplesmente inacreditável e cada partida é um exemplo didáctico de bom xadrez.

Foto: Georgios Souleidis.

Aqui está o clássico apertão posicional vs o número três do mundo:

E a seguinte partida que ela concluíu com um ataque direto. Testa as tuas competências táticas no próximo problema.

Até o campeão do mundo, Magnus Carlsen, ficou satisfeito de ter escapado com um empate considerando a posição sombria que ele tinha no meio jogo.

null

Foto: Eric van Reem.

O progresso no xadrez feminino tem sido espantoso se considerarmos a qualidade da seguinte partida jogada no campeonato do mundo feminino à menos de 80 anos atrás:

São provavelmente partidas como esta que impeliram Bobby Fischer a fazer a sua declaração famosa de que ele iria bater qualquer jogador feminino e oferecendo-lhe ao mesmo tempo a vantagem de um cavalo. 

Neste artigo já discutimos como a GM Nona Gaprindashvili mudou completamente este estereotipo. Hoje eu quero falar sobre outro momento marcante do xadrez feminino.

O torneio aberto de Roma, que mais tarde ganhou a alcunha de "O Saque de Roma," tomou lugar em Fevereiro de 1989 e era suposto ser simplesmente mais uma prova da hegemonia do xadrez Soviético. O quarteto dos muito experientes grande mestres Soviéticos (Dolmatov, Razuvaev, Chenin e Palatnik) eram os claros favoritos para vencer o torneio. Ninguém podia imaginar que uma pequena menina da Hungria iria completamente roubar o espectáculo.

Parte Um: A Menina Destemida.

Nas primeiras rondas os oponentes da menina Sofia Polgar de 14 anos provavelmente trataram-na como simplesmente uma criança engraçada. Eles estavam para ter um rude despertar! Tal como a famosa escultura em Wall Street (uma menina a olhar desafiadoramente para o touro), a Sofia não tinha medo!

null

Foto: Wikipedia. 

Tenho a certeza que se Adam Rabczewski estivesse a jogar com um adulto ele ficaria muito desconfiado sobre a razão porque é que as Brancas jogaram 29. Bd4 e permitiram um óbvio garfo. Infelizmente, na primeira ronda ele ainda não sabia quem estava a defrontar!

null

Foto: Wikipedia.

A segunda ronda foi bastante equilibrada e difícil para a Sofia, mas no fim ela conseguiu ser mais esperta que o seu oponente:

Na terceira ronda a Sofia bateu o seu primeiro grande mestre na sua abertura preferida!

Parte Dois: Rosie a Rebitadora (mulher famosa dos cartazes americanos da II Guerra Mundial)

Após a vitória sobre um grande mestre Soviético muito experiente, as pessoas aperceberam-se que esta pequena menina é de fato um jogador de xadrez muito forte e começaram a tratá-la muito a sério. Ainda assim a Sofia continuou a vencer independentemente se era um final longo...

...ou um penetrante, táctico meio jogo...


...ou uma forte defesa.

Parte Três: Super mulher!

O GM Taimanov recordou-se de que durante o seu confronto vs Fischer o mesmo pensamento traiçoeiro cruzou a sua mente em muitas ocasiões: Será que este Fischer é invulnerável, ou ele está de alguma forma enfeitiçado?" Eu tenho a certeza que para o fim do torneio em Roma muitos dos oponentes de Sofia Polgar pensaram da mesma maneira. Eu não vejo qualquer outra explicação porque é que um grande mestre muito forte, que a certa altura foi um candidato para o título mundial, não tentou mesmo vencer na toda importante última ronda:

Como consequência, Sofia Polgar findou o torneio com o resultado histórico 8,5 em 9 e um rating de desempenho perto de 2900!

Durante muito tempo não houve outra mulher que chegasse perto deste resultado incrível, até ao passado Dezembro em que a GM Valentina Gunina pontuou 9 em 10 no Classic Super Rapid de Londres com um rating de desempenho de 2831! Eu sinto que nós iremos ver mais resultados como este no futuro próximo. Existem numerosas razões para o meu pressentimento. Primeiro que tudo é a influencia do computador. Reformulando a citação famosa, nós podemos dizer que Deus criou os jogadores de xadrez e os computadores fizeram-nos iguais.

Do outro lado, a nova geração de jogadores femininos é muito ambiciosa e quando as senhoras querem mesmo alcançar os seus objetivos, regra geral elas conseguem!

Eu tenho muitos estudantes femininos e eu consigo ver em primeira mão como elas são determinadas! Não só vencem elas títulos nacionais e internacionais, elas também querem fazer a diferença. Uma delas criou um website para encorajar as meninas a jogar xadrez.

Ela identifica o problema: "As meninas são ensinadas a jogar um tipo de xadrez mais subtil e menos agressivo, primariamente para se conformarem com noções preconcebidas da mulher na sociedade. Como consequência, as meninas ficam intimidadas quando deparam com um jogo bastante agressivo dos rapazes, começando no segundo ciclo. Para as meninas terem sucesso no xadrez, elas precisam de ser ensinadas um tipo de xadrez mais ousado".

Eu estou feliz que a nova geração prefira identificar o problema e consertá-lo em vez de se esconder atrás de uma folha de figueira de correção política.

A grande mudança está vindo!

Mais de GM Gserper
No Xadrez Vale Tudo?

No Xadrez Vale Tudo?

Dar em Doido no Xadrez!

Dar em Doido no Xadrez!