x
Xadrez - Joga e Aprende

Chess.com

GRATUITO - no Google Play

GRÁTIS - na Loja do Windows Phone

VER
Qual é o Melhor Lance?

Qual é o Melhor Lance?

Todos os jogadores de xadrez encontram esta situação em cada partida. Tu estás a decidir o teu próximo lance e vês numerosas oportunidades atraentes. Todos os lances parecem igualmente fortes, portanto qual deles deves preferir? Qual é o melhor lance para jogar?  

Não existe uma resposta simples para esta questão básica. Se tu mostras a posição em questão a dois jogadores de estilos opostos, é bastante provável que eles irão escolher lances diferentes. Além disso, até o mesmo exato jogador pode fazer lances diferentes em diferente situações. A sua escolha pode ser baseada na situação do torneio, a personalidade do seu oponente, a sua própria disposição durante a partida, etc.

Aqui está o que Anatoly Karpov escreve no seu livro The Best Games:

Se eu tenho várias continuações diferentes ao meu dispôr, a minha escolha depende em larga parte em quem é o meu oponente. Por exemplo contra Tal ou Korchnoi eu prefiro posições simples que podem não ser para os seus gostos artísticos, e contra Petrosian eu escolho algo mais complicado. Mas se eu me apercebo que só existe um rota correta a tomar, então eu não tenho outra escolha senão a tomar.

null

Esta é uma explicação muito boa e lógica do processo de pensamento de Karpov, mas o problema é que por vezes é difícil de decidir qual é a rota correta. Caso em questão é a seguinte partida, que decidiu praticamente o destino do confronto do campeonato do mundo:

Esta partida foi publicada milhares de vezes e todos os anotadores (incluindo Kasparov no seu My Great Predecessors) dá a 15.g4! pelo menos um ponto de exclamação. Esta foi uma das partidas que formou a minha percepção xadrezista, provando o ponto de que é praticamente sempre uma boa ideia de sacrificar um peão de modo a abrir uma coluna contra o rei do teu oponente, especialmente se vocês fizeram roque  em lados opostos!

Essa é a razão porque num artigo anterior eu escrevi: 

Para qualquer jogador experiente de xadrez, o sacrifício de peão 15.g4 não requer muito que pensar. De facto a coluna aberta e um ataque direto muito forte contra a rei preto deve mais do que compensar a mínima desvantagem material.

Uma vez que a declaração acima soa para mim como um axioma, eu fiquei bastante surpreendido em ler o seguinte comentário de um dos nossos leitores:

15.g4 na partida Boris Spassky vs. Tigran Vartanovich Petrosian não é óbvia para "qualquer jogador experiente de xadrez." Tu podes fazê-lo, mas existem também outros lances bons ou até melhores. As Brancas já estão melhor nesta posição e existem muitos lances bons (g4 é um deles) para as Brancas. As Pretas estão na defensiva em qualquer dos casos. Portanto este é um mau exemplo em que basear as tuas conclusões. Muitos jogadores experientes jogariam e.g. 15.h3 com a ideia de g4 e venceriam também a partida.

Eu tenho de confessar, que quando eu li este comentário pela primeira vez, eu sorri da mesma maneira que eu sorriria se alguém me tentasse convencer de que a Terra é plana. De facto, dar um peão numa situação como esta é verdadeiramente o ABC do xadrez. Eu aprendi-o quando eu era um rapazito, graças à seguinte tripla de Tal:

Céus, eu até tento imitar o Mágico nas minhas próprias partidas:

Portanto, o que pode ser mais óbvio e natural do que isso? Todavia o xadrez ensina-te a escutar o teu oponente e a respeitar o outro ponto de vista. Uma vez que começas a pensar que estás sempre certo e que o tipo que joga o lado oposto não sabe nada, o xadrez irá rapidamente castigar-te por ser demasiado convencido. Portanto eu fiz a mim próprio uma pergunta simples. Este sacrifício de peão pode parecer óbvio para mim, mas porque tenho eu tanta certeza que qualquer grande mestre jogaria 15.g4 nesta posição? E se o leitor estiver correto e existem jogadores fortes que jogariam 15.h3 naquela posição? Ademais, eu recordei-me imediatamente das seguintes duas partidas:



Como tu podes ver em ambas as partidas, as Brancas executaram o rei preto em aproximadamente o mesmo número de lances. A única diferença é que um GM forte jogou um lance "óbvio," 14.g4, e outro forte GM jogou 14. Thg1 preparando o lance g4. Quem está certo? Como o resultado das partidas mostra, ambos estavam certos e o ataque das Brancas era imparável em ambos os casos!

Voltando ao comentário do leitor acima mencionado, eu penso que ele tinha razão. O lance 15. g4! é absolutamente óbvio para mim, mas isso não significa que que este deva ser óbvio para todos os jogadores! Eu fico mais que satisfeito em desistir dos meus peões para abrir colunas contra o rei do meu oponente, como na próxima partida:

Mas essa não é a única forma de jogar e existem muitos jogadores que podem preferir uma abordagem mais comedida.

Portanto qual é então o melhor lance no xadrez? Suponho que o lance que se adapta ao teu estilo, acentua as tuas qualidades e maximiza as tuas chances de vencer a partida é o melhor lance para ti, independentemente se este é objetivamente o melhor lance na posição ou não.


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez

Online Agora