Carlsen Vence Campeonato Mundial de Xadrez 2018 em Playoff
Carlsen venceu hoje todas as três partidas de rápidas para vencer o campeonato mundial de 2018 e reter o seu título. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Carlsen Vence Campeonato Mundial de Xadrez 2018 em Playoff

Magnus Carlsen reteve convincemente o seu título de campeão mundial de xadrez ao derrotar Fabiano Caruana 3-0 no confronto de rápidas no desempate de hoje em Londres. Todas as 12 partidas de clássicas terminaram em empates. Carlsen ganhou 550.000 euros ($625.100); Caruana recebeu 450.000 euros ($511.400).

"Eu senti que hoje tinha tido um desempenho realmente bom. Tudo pareceu decorrer perfeitamente," disse Carlsen.

A primeira reacção de Carlsen após ter vencido o tiebreak de hoje realçou o que tinha sido crítico para a sua vitória: ter um dia bom quando tudo é decidido numa tarde apenas.

Caruana, que tinha jogado um xadrez tão fantástico—definitivamente não pior do que o do seu oponente na porção clássica—não pôde dizer o mesmo.

"Este não foi um dia bom para mim e Magnus jogou muito bem," disse Caruana. "Eu tive infelizmente um começo muito mau, especialmente na segunda partida."

Tiebreak 2018 World Chess Championship Carlsen Caruana

O tipo de foto que diz mais do que mil palavras. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

A decisão de Carlsen na Segunda-feira de oferecer um empate numa posição melhor tinha sido duramente criticada por muitos fãs de xadrez, incluindo antigos campeões Garry Kasparov e Vladimir Kramnik. Hoje, ele deu-lhes uma resposta apropriada.

Ao vencer todas as três partidas de rápidas, Carlsen silenciou os seus críticos e provou que a sua decisão foi tanto prática como fundada na sua confiança de vencer o tiebreak. Carlsen escolheu o curso que ele sentiu lhe daria a melhor chance de reter o seu título, e hoje ele justificou aquela opção.

Carlsen revelou na conferência de imprensa que ele já tinha decidido antes da partida 12, raciocinando: "Se eu tivesse uma posição ligeiramente favorável...Então eu iria de facto oferecer um empate. Eu compreendo que isso não é o modo de pensar que todos querem mas eu senti que isso era o que me dava a melhor chance de vencer o confronto."

Tiebreak 2018 World Chess Championship Carlsen Caruana

Carlsen foi o primeiro a chegar para o tiebreak. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

E ele não se arrependeu disso: "Baseado na informação que eu tinha naquela altura eu penso que tomei uma decisão muito boa," disse Carlsen. "Houveram algumas coisas que eu não vi durante a partida, que me fizeram de certo modo subestimar a minha posição naquela altura, mas eu ainda achei que com a decisão que tinha em mente e tudo o mais que eu penso ter tomado a decisão certa. A isso não baseado apenas no dia de hoje."

Juntando a isso, ele não pode resistir dirigir-se aos seus grandes predecessores: "Quanto à opinião de Garry e Vlad, então eles têm direito à sua opinião estúpida!" disse Carlsen.

Mais tarde na conferência de imprensa, ele acrescentou: "Eu suponho que se eu hoje tivesse perdido uma parte de mim teria lamentado a minha abordagem na 12ª partida."

Tiebreak 2018 World Chess Championship Carlsen Caruana

A cena na sala de jogo durante os primeiros três minutos da partida um. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

O tiebreak de rápidas na Quarta-feira foi um acontecimento altamente antecipado que tinha sido anunciado por muitos dos principais meios de comunicação, incluindo a BBC, SkyNews e CBS. No local, mais uma vez, algumas dúzias de fotógrafos e de operadores de câmera estavam presentes. Muitos deles chegaram com as notícias decepcionantes de que apenas um número limitado de pessoas tinha autorização de entrar na sala de jogo, por três minutos, e apenas para uma partida de rápidas.

Alguns dos repórteres que tinham estado presentes para o confronto inteiro não tiveram subitamente autorização de entrar. E, como nós temos também visto em confrontos recentes do campeonato mundial, durante as partidas ninguém—excepto os comentaristas oficiais—teve autorização de gravar os momentos mais dramáticos com uma máquina fotográfica.

E o drama chegou cedo.

Tiebreak 2018 World Chess Championship Carlsen Caruana

Carlsen vs Caruana, pouco depois do começo. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Carlsen abriu o confronto com 1.c4, tal como ele tinha feito nas partidas quatro e nove. Bem, quem fez o primeiro lance hoje foi de facto Lucy Hawking, a filha do famoso cientista e visionário Stephen Hawking (Hawking, que faleceu no passado Março, era um fã de xadrez quântico). Numa entrevista que foi dada mais tarde, ela disse que o seu pai lhe tinha ensinado o jogo e que eles jogaram muitas partidas de xadrez juntos.

Com 3. g3 Carlsen tentou uma ordem de lances diferente. Ele sacrificou um peão, trocou damas e alcançou um final ligeiramente melhor, que rapidamente se transformou num final vitorioso uma vez que Caruana escolheu uma defesa ativa que era taticamente defeituosa.

No entanto, em vez de a terminar diretamente, Carlsen cometeu algumas imprecisões e um final de torres foi alcançado com algumas chances de empate para Caruana. O jogador Americano defendeu fortemente e de facto alcançou uma posição empatada, apenas para desperdiçar tudo com apenas minutos restantes no relógio, não vendo um xeque crucial por Carlsen.

Sam Shankland

Carlsen, que tinha mostrado uma bombada de punho logo após a sua vitória, diria mais tarde que esta partida foi o ponto de viragem: "Eu acho que aquela partida foi muito crítica para o confronto. Esta foi muito tensa e quebrou finalmente o impasse para mim. E depois na segunda partida, eu não tinha muito a certeza sobre a minha posição, mas depois de ter vencido a primeira eu senti-me muito calmo. Por isso para mim a primeira partida foi a chave."

Tiebreak 2018 World Chess Championship Carlsen Caruana first pump

A bombada de punho de Carlsen após a primeira partida, quando uma partida decisiva foi finalmente jogada em Londres. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Com apenas 10 minutos entre partidas, Caruana não teve muito tempo para recuperar. Ele precisava de tentar e vencer imediatamente com as peças brancas.

Novamente noutra 7. Cd5 Sveshnikov, os jogadores seguiram a partida 12 por 11 lances, quando Carlsen se desviou e colocou a sua dama em b8. O jogador Norueguês não seguiu no entanto isso de forma suficientemente forte, e os especialistas na sala de imprensa deram a Caruana boas chances de igualar a pontuação por volta do lance 18.  

O lance 21. c5, no entanto, foi demasiado precipitado. Onde avançar com o peão-c tinha sido tão forte na oitava partida do confronto, aqui Caruana devia ter esperado. O peão tornou-se fraco, a sua ala de rei estava cheia de buracos, e pouco depois tudo se desmoronou. Caruana teve de abandonar antes do lance 30.

Balgabaev, Sutovsky, Dvorkovich, Bologan

Os oficiais da FIDE (da esquerda para a direita) Berik Balgabaev, Emil Sutovsky, Arkady Dvorkovich e Viktor Bologan observando as partidas. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

De repente Caruana tinha obrigatoriamente de vencer duas partidas, a primeira com as peças pretas. Isso foi pedir demasiado contra Carlsen, que tinha achado a sua melhor forma no momento quando isso mais contava. 

Jogando 1. e4, Carlsen conduziu a Siciliana de Caruana (uma escolha lógica considerando a situação) para um tipo de posição de Maroczy Bind, com as Pretas tendo um bispo de rei ativo comparado com um padrão normal.

Carlsen trocou aquele bispo e continuou a jogar lances saudáveis, mas Caruana conseguiu manter algum tipo de jogo na posição. No entanto, após uma súbita, fase tática um final igual com DB-vs-DN apareceu. Carlsen continuou a jogar bem, e Caruana teve de se arriscar para manter chances.

Tornou-se em breve evidente que as Brancas estavam a vencer, e assim, tal como no seu playoff com Sergey Karjakin dois anos antes, Carlsen acabou por vencer uma partida na qual ele precisava apenas de um empate.

Tiebreak 2018 World Chess Championship Carlsen Caruana game 3

Caruana desiste na terceira partida, e abandona a batalha de três semanas. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

"É claro que eu estou muito decepcionado," disse Caruana. "Eu considerei sempre que o objetivo principal não era de jogar num confronto do campeonato mundial mas de me tornar de facto um campeão mundial."

O pretendente pensou que com alguns altos e baixos de ambos, a parte clássica tinha sido razoavelmente equilibrada: "Eu tenho alguns arrependimentos sobre a porção clássica mas eu realmente não acho que tenho razão para estar aborrecido com esta," disse Caruana. "Eu perdi talvez duas boas oportunidades e Magnus também teve duas—uma posição completamente vitoriosa. Portanto eu não posso na verdade dizer que eu perdi mais chances no total."

Do que precisas para vencer um tiebreak é de achar a tua melhor forma, e Caruana não o conseguiu fazer. "Tudo seria decidido no dia de hoje," disse ele. "Eu tinha esperança de jogar hoje o meu melhor xadrez mas eu não consegui chegar perto disso."

Caruana Tiebreak 2018 World Chess Championship closing ceremony

Caruana fazendo um curto discurso na cerimónia de encerramento. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Carlsen ainda estava não estava satisfeito com o seu desempenho, mas notou uma tendência positiva. "Eu sinto que, falando francamente, nos passados dois anos o meu jogo não tem sido muito bom," disse Carlsen. "Nesse sentido, este confronto, a porção clássica, foi um passo na direção certa. Eu penso que joguei relativamente bem. Fabiano é simplesmente um jogador muito forte. Eu acho que tenho claramente coisas a aperfeiçoar. Eu não tenho grandes arrependimentos."

Como é que este campeonato se compara com os prévios? Carlsen: "É para mim muito especial de vencer desta vez. Eu sinto que Fabiano foi o jogador mais forte com que joguei até agora num confronto do campeonato mundial. Em xadrez clássico ele tem nesta altura tanto direito como eu de se considerar o melhor do mundo. Eu estou muito feliz de ter superado este enorme desafio. Eu continuarei a trabalhar para ser melhor."

Tiebreak 2018 World Chess Championship Magnus Carlsen

Carlsen era todo sorrisos na conferência de imprensa final. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Quando lhe foi perguntado se ele sentiu uma pressão adicional de ser o primeiro Americano a ter uma oportunidade séria de conquistar o título desde Bobby Fischer, Caruana respondeu: "Neste momento ainda está tudo tão fresco, mas eu espero que eu possa olhar de volta para o confronto e aprender muito com este. Também é um privilégio jogar com Magnus."

O pretendente estava em boas mãos para ser confortado após a derrota: ambos os seus pais Santina e Lou Caruana apareceram hoje na sala de jogo depois de estarem em Londres por dois dias. Eles queriam interferir com o desempenho do seu filho tão pouco quanto possível, e falaram com ele apenas através do membro de equipa o GM Cristian Chirila.

O pai Lou, que fica frequentemente demasiado nervoso para assistir às partidas ao vivo, fez hoje uma excepção. Ele disse que foi quando o seu filho ainda era muito novo que ele primeiro pensou que este poderia competir para o título mundial.

“Talvez à idade de 10 anos," disse ele. "Isto era mais um sonho do que uma certeza," disse Santina. Ela acrescentou: “Bruce Pandolfini [o famoso treinador de xadrez Americano —PD] disse que ele viu algo que não tinha visto em 25 anos. Mover os seus olhos como Fabiano fez. Os seus olhos pelo tabuleiro. A última vez que ele tinha visto isso foi Bobby Fischer.”

Fabiano Caruana Santina mother

Caruana na conferência de imprensa, com a sua mãe Santina por perto. | Foto: Mike Klein/Chess.com.

Ambos Lou e Santina tinham notado mudanças positivas no seu filho desde que ele venceu o Torneio dos Candidatos em Março. "Capacidade de chefia, crescimento," disse Santina. "Porque ele estava a liderar a sua equipa para os seus campos de treino sem nós fazermos nada. Ele preparou e estava praticamente a tomar todas as decisões."

Carlsen foi gracioso para com o seu rival na ceremónia de encerramento. "Obrigado ao meu adversário por uma grande batalha," disse Carlsen. "Ele mostrou ser uma jogador extremamente forte, versátil e muito, muito duro de vencer. Obviamente eu estou muito feliz com a maneira como o confronto terminou mas eu não penso que foi a última vez que vimos Fabiano neste contexto em particular."

Ele pareceu também sentir a necessidade de explicar a sua decisão na partida 12 mais uma vez durante o discurso de vencedor:

"O confronto durou até ao fim devido à defesa muito obstinada de ambos os jogadores em posições difíceis," disse Carlsen. "Isso demonstra só como é difícil de vencer partidas a este nível. Não foi por falta de tentar, excepto é claro naquela 12ª partida, quando isso foi exactamente por falta de tentar!"

2018 World Chess Championship Carlsen Closing ceremony

Carlsen deu um discurso bastante longo no encerramento. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

"Naquela altura eu tomei uma decisão desportiva com que me sentia muito confortável nesse momento, e eu teria acreditado que era a decisão acertada, independentemente do resultado naquela última partida," disse Carlsen. "Eu tenho agora sido um profissional de xadrez por muitos anos e a minha carreira xadrezista data ainda anteriormente a isso. Uma das coisas que eu nunca fiz bem é escutar os conselhos das outras pessoas. Eu tenho sempre seguido o meu próprio caminho e isso foi também o que eu fiz desta vez. Eu fiz aquilo que eu pensei ser a melhor decisão tanto prática como desportiva e isso trouxe-me hoje este troféu."

Arkady Dvorkovich 2018 World Chess Championship Carlsen Caruana Closing Ceremony

O presidente da FIDE Arkady Dvorkovich no início da cerimónia. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Na cerimónia de encerramento, Ilya Merenzon do World Chess agradeceu aos jogadores por "fazerem o xadrez grande de novo."A referência ao presidente Americano Donald Trump recebeu um riso moderado da audiência, e apenas minutos depois o presidente da FIDE Arkady Dvorkovich rebateu: "O xadrez tem sido sempre um grande jogo e é um grande jogo; não é preciso de o fazer um grande jogo!"

O confronto do campeonato mundial de 2018 mostrou que o jogo de muitos séculos tem também um grande futuro. A experiência online especialmente para os fãs de xadrez tem sido melhor do que sempre, com uma variedade de programas em direto em diferentes idiomas produzido por variados websites de xadrez.

O próprio programa do Chess.com—com os comentadores GM Robert Hess e IM Danny Rensch e convidados tais como Hikaru Nakamura, Levon Aronian, Maxime Vachier-Lagrave, Wesley So, Hou Yifan e Bruce Pandolfini—quebrou todos os recordes no dia final na medida que atingiu quase 80.000 espectadores simultâneos. Combinado com os nossos programas em Espanhol, Russo e outras línguas, o Chess.com ultrapassou em todo 100.000 espectadores simultâneos no Twitch.

Ilya Merenzon 2018 World Chess Championship Carlsen Caruana Closing Ceremony

Ilya Merenzon do World Chess com Caruana. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

2018 World Chess Championship Carlsen Medal Closing Ceremony

Dvorkovich entregando a medalha de ouro a Carlsen... | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

2018 World Chess Championship Carlsen Trophy Closing Ceremony

...e o troféu de campeão. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

2018 World Chess Championship Carlsen Trophy Closing Ceremony

Carlsen mostrando a sua felicidade com uma vitória duramente conquistada. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

2018 World Chess Championship Carlsen Caruana Closing Ceremony

Uma foto final de grupo com os oficiais, organizadores e jogadores. | Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Mike Klein contribuiu para este relatório..

Relatórios anteriores:


Gostarias de receber mais conteúdo de xadrez em Português? Segue estes canais!

null  /chesscom.pt null  /chesscom_pt null  /chesscomPT null  /chesscom_xadrez
Mais de PeterDoggers
Carlsen, Lagno Vencem Campeonatos Mundiais de Blitz

Carlsen, Lagno Vencem Campeonatos Mundiais de Blitz

Daniil Dubov, Ju Wenjun Vencem Campeonatos Mundiais de Rápidas

Daniil Dubov, Ju Wenjun Vencem Campeonatos Mundiais de Rápidas