Notícias
Gukesh é o jogador mais jovem a ganhar o Torneio de Candidatos; Tan vence o feminino por 1,5 ponto

Gukesh é o jogador mais jovem a ganhar o Torneio de Candidatos; Tan vence o feminino por 1,5 ponto

AnthonyLevin
| 0 | Cobertura de Evento de Xadrez

Após 14 rodadas e mais de três semanas de jogo, o GM Gukesh Dommaraju, de 17 anos, venceu o Torneio de Candidatos da FIDE 2024 e é o jogador mais jovem da história a se classificar para o Campeonato Mundial da FIDE. Ele enfrentará o GM Ding Liren pelo título mundial ainda este ano.

Em uma partida de quase seis horas, o GM Fabiano Caruana não conseguiu converter a vantagem contra o GM Ian Nepomniachtchi para chegar ao desempate. Com um empate nesta partida, o ponto dividido entre Gukesh e o GM Hikaru Nakamura foi suficiente para o jovem indiano conquistar o título.

A GM Tan Zhongyi venceu o Torneio de Candidatas da FIDE 2024 com uma vantagem de 1,5 ponto após liderar o torneio quase o tempo todo. Ela tinha uma posição ganha contra a GM Anna Muzychuk, mas um empate foi suficiente para garantir o torneio. Ela enfrentará a GM Ju Wenjun no próximo Campeonato Mundial Feminino da FIDE.

Classificação Final - Torneio de Candidatos

Classificação Final - Torneio de Candidatas


Candidatos: Gukesh faz história

A conquista de Gukesh neste mês de abril quebrou muitos recordes. Com apenas 17 anos, ele é o mais jovem a vencer o Torneio de Candidatos em mais de três anos. Ele disputará o primeiro Campeonato Mundial que não incluirá um jogador europeu, o que também será o primeiro Campeonato Mundial totalmente asiático (excluindo os campeonatos mundiais femininos).

Ele é o jogador de xadrez número um da Índia por rating e, após este torneio, ele tem um rating mais alto do que o atual campeão mundial, que está em sétimo lugar no ranking mundial, por um ponto. Seu rating performance foi de 2847 ao longo das 14 rodadas.

Vencedores mais jovens do Torneio de Candidatos

Jogador Idade Ano
Gukesh Dommaraju 17 anos, 10 meses, 24 dias 2024
Garry Kasparov 20 anos, 11 meses, 27 dias 1983/84
Magnus Carlsen 22 anos, 2 meses, 4 dias 2013
Peter Leko 22 anos, 10 meses, 13 dias 2002
Mikhail Tal 22 anos, 11 meses, 20 dias 1959
Anatoly Karpov 23 anos, 5 meses, 30 dias 1974
Viswanathan Anand 25 anos, 3 meses, 11 dias 1994/95
Fabiano Caruana 25 anos, 7 meses, 28 dias 2018

O match do Campeonato Mundial ainda não está agendado, mas sabemos que será ainda este ano. Se Gukesh vencer, ele se tornará o mais jovem campeão mundial de xadrez da história. Deve-se mencionar que o GM Ruslan Ponomariov venceu o Campeonato Mundial de Xadrez da FIDE em 2002, aos 18 anos de idade, mas em uma época em que o título mundial estava dividido; O GM Vladimir Kramnik e o jogador que ele derrotou em um match em 2000, GM Garry Kasparov, não participaram.

Gukesh nasceu em Chennai, na Índia, o mesmo lugar onde o campeão mundial Viswanathan Anand cresceu. Na verdade, ele tinha sete anos quando o GM Magnus Carlsen se tornou campeão mundial pela primeira vez em 2013 — e esse match aconteceu em sua cidade natal. Ele disse ao FM Mike Klein que se lembrava disso: "Eu tinha acabado de começar a jogar xadrez e me lembro de ter visitado o salão em uma das partidas. Foi demais. Eu tinha acabado de começar a jogar xadrez e algo tão grande aconteceu na minha cidade natal."

Onze anos depois, aquele mesmo menino se tornou um jovem que se sentará naquela mesma mesa, metaforicamente falando.

Na coletiva de imprensa, perguntaram a Gukesh quando ele percebeu que poderia vencer. Sua resposta destacou sua resiliência: "Se eu tivesse que apontar um momento em que realmente senti que este poderia ser meu momento, provavelmente foi após a sétima partida, depois de perder para Firouzja... Mesmo depois de sofrer uma derrota dolorosa, eu estava me sentindo no meu melhor. Talvez essa derrota tenha me dado muita motivação."

Mesmo depois de sofrer uma derrota dolorosa, eu estava me sentindo no meu melhor.

—Gukesh Dommaraju

O próximo desafiante. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Nakamura-Gukesh era a partida mais importante, mas estava longe de ser a mais caótica. Ele disse a Klein: "Eu estava em um estado mental onde apenas faço meu trabalho corretamente, jogo uma boa partida e vejo o que acontece." Acabou que um empate foi suficiente para a vitória no torneio, mas ele estava preparado para jogar os desempates se Caruana ou Nepomniachtchi vencesse a partida.

"Ele não esteve em desvantagem nem por um segundo nesta partida," disse o GM Robert Hess sobre o jogo de Gukesh. Enfrentando um Gambito da Dama Aceito, Nakamura tentou o ambíguo 7.a3, um lance surpreendente, mas que o adolescente indiano estava pronto para enfrentar. Nakamura mais tarde o chamou de "ligeira imprecisão."

Ele não esteve em desvantagem nem por um segundo nesta partida.

—Robert Hess

Uma partida em que só a vitória importava para Nakamura. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Carlsen juntou-se brevemente à transmissão no início da partida e primeiro criticou o 10...cxd4 de Gukesh — "um lance que eu absolutamente odeio" — mas mudou de ideia no lance seguinte. "Adoro o que Gukesh fez. Nem mesmo pensei em [11.]...b4!... Acho que nunca vi isso antes."

Adoro o que Gukesh fez.

—Magnus Carlsen

Nakamura disse em seu resumo no YouTube: "Quando Gukesh jogou esta abertura e encontrou ...b4! no lance 11, foi um excelente lance... depois disso, não tive mais nenhuma oportunidade hoje."

Nakamura, precisando vencer, sacrificou um peão por algum jogo, mas eles chegaram a uma posição onde apenas Gukesh poderia estar melhor. O último momento crítico foi quando Nakamura ofereceu a troca de damas com 24.Db5, e Gukesh poderia ter mantido as damas no tabuleiro para jogar pela vitória. Na partida, ele trocou as damas e Nakamura segurou o final com um peão a menos, embora tenha levado muitos, muitos lances a mais.

A partida, que terminou com reis sem peças, deixou um rei de pé: Gukesh.

Caruana-Nepomniachtchi era uma partida em que os dois eram obrigados a vencer, uma situação rara no xadrez. Um empate eliminaria ambos os jogadores da disputa pelo primeiro lugar, a única posição que importa neste torneio, e foi exatamente o que aconteceu.

Em uma Variante Ragozin do Gambito da Dama Recusado, Nepomniachtchi avançou seus peões da ala do rei com 6...h6 e 7...g5 para ganhar espaço, ao custo de criar fraquezas. Sua abertura foi ambiciosa e sólida, mesmo que tenha dado errado mais tarde.

Ambos precisavam vencer. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Carlsen criticou o uso de tempo de Nepomniachtchi nos lances 15...Dd7, deixando passar 15...gxf4, e 16...Bxc3: "Ian não usou muito tempo e fez dois lances impulsivos seguidos... não entendo." Nepomniachtchi disse na coletiva de imprensa: "Eu misturei todas as ideias. Quer dizer, isso acontece quando você joga uma abertura com a qual não está familiarizado." Pouco depois, Caruana começou a superar seu oponente.

Ian não usou muito tempo e fez dois lances impulsivos seguidos.

—Magnus Carlsen

O GM americano alcançou uma posição ganha, mas teve que fazer mais 10 lances em menos de 10 minutos para alcançar o controle de tempo. 39.Bh7?! foi respondido por 39...Txg5!, embora Caruana tenha dito que tinha visto esse tático; ele simplesmente achou que ainda estava ganho. Mas foi após 41.Ra1, jogado apenas dois minutos após receber os 30 minutos adicionais, que objetivamente Fabiano deixou escapar a vitória.

O que se seguiu foi um final incrivelmente complicado onde ambos os jogadores cometeram inúmeros erros. Caruana teve várias oportunidades muito difíceis de vencer a partida, mas a posição — além do nervosismo — era muito avassaladora na prática.

A partida só terminou no lance 109, quando Caruana esgotou todas as chances que lhe restavam. O GM Rafael Leitão explica a batalha titânica em detalhes abaixo.

Não foi o resultado que nenhum dos jogadores queria, mas foi especialmente doloroso para Caruana, que começou a coletiva de imprensa com "Me sinto um idiota." Mais tarde, ele acrescentou: "Foi uma partida ruim em um momento muito infeliz." E até Nepomniachtchi admitiu: "Não sei o que dizer. Um pouco de azar do Fabiano."

Não sei o que dizer. Um pouco de azar do Fabiano.

—Ian Nepomniachtchi

Nenhum dos jogadores conseguiu vencer. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Abasov-Praggnanandhaa foi a única partida decisiva da rodada, e Praggnanandhaa venceu a Defesa Índia do Rei de Negras. Foi um bom exemplo onde a troca de damas não ajudou a simplificar a posição. 33.De1? deu a vantagem para as Negras com 34...b5! e as Brancas não conseguiram controlar suas fraquezas.

Para ambos os jogadores, foi o primeiro Torneio de Candidatos de suas carreiras. Para Praggnanandhaa, é um final decente em um torneio que, em certo momento, parecia promissor. Ele termina com 50 por cento e perde uma fração de um ponto de rating.

Até Abasov sabia que passaria por momentos difíceis. Neste formato, ele é o terceiro jogador a não vencer uma única partida, depois do GM Anish Giri e do GM Veselin Topalov em 2016.

Abasov e Praggnanandhaa ainda lutaram no último dia. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

O confronto entre o GM Alireza Firouzja e o GM Vidit Gujrathi terminou em menos de 10 minutos com um empate na Berlinesa. Firouzja termina o torneio em penúltimo lugar, enquanto Vidit está uma posição acima dele. Para o talentoso Firouzja, de 20 anos, provavelmente haverá mais chances no futuro; para Vidit, que tem 29 anos, cada oportunidade é importante. Será necessário outro desempenho notável, como no Grand Swiss da FIDE de 2023, para voltar ao Candidatos.

O céu é o limite para Gukesh, de 17 anos, e a próxima parada é o match do Campeonato Mundial.

Candidatas: Tan se classifica para revanche chinesa no Campeonato Mundial

Como se deve jogar para empatar? É uma pergunta perene e há pelo menos duas escolas de pensamento sobre isso.

Jogar uma abertura sólida e permanecer em uma posição ligeiramente passiva é uma abordagem. Mas a IM Nazi Paikidze disse recentemente no Campeonato Feminino dos Estados Unidos: "Jogar por um empate quando você precisa de um empate é a pior estratégia!" Este segundo grupo diz que a melhor maneira de jogar por um empate é jogar pela vitória.

Tan tinha 98% de chance de vitória antes desta rodada. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Precisando de um empate com as peças negras contra Muzychuk, Tan optou pela segunda opção e jogou a Defesa Siciliana O'Kelly, uma linha secundária rara que pode ter pego sua oponente desprevenida. Isso funcionou maravilhosamente e depois de 16.Dd3? de Muzychuk — Tan disse que estava preparada até esse lance — a grande mestra chinesa conseguiu um peão passado avançado na coluna e e uma posição ganha.

Ela disse corretamente que sentiu que a chance escapou em algum momento após o 25.Td3 das Brancas no final de peças pesadas, onde logo permitiu um xeque perpétuo. Mas um empate era o suficiente para vencer o torneio de qualquer maneira.

"Para ser honesta, ao entrar neste torneio, eu não tinha grandes expectativas", disse Tan na coletiva de imprensa. "Neste momento, o xadrez competitivo não é minha prioridade número um, porque tenho meu próprio clube na China e tenho uma carreira de treinadora de xadrez." Ela mencionou o treinamento de seus alunos para os campeonatos juvenis chineses.

Neste momento, o xadrez competitivo não é minha prioridade número um.

—Tan Zhongyi

Mesmo apesar de suas modestas expectativas, ela venceu o torneio de forma convincente. Tan ganhou o Campeonato Mundial em um torneio eliminatório com 64 jogadoras em 2017, mas depois perdeu por 5,5 a 4,5 para Ju em um match em 2018.

Qual formato ela prefere? "Acho que um sistema eliminatório e este sistema revelam diferentes forças e diferentes habilidades, mas acho que minha performance neste torneio realmente é uma grande validação para mim mesma." Ela acrescentou: "Acho que prefiro o Grand Swiss porque acredito que, com preparação individual, eu não tenho tempo suficiente em comparação com as gerações mais jovens."

A tetracampeã Ju defende o título desde 2018. Elas jogarão o match em 2025.

Nas partidas restantes, houve dois resultados decisivos, ambos vitórias das Negras, e um empate.

A única pessoa que poderia ter impedido Tan na última rodada era a GM Lei Tingjie, mas apenas com um conjunto específico de circunstâncias. Ela precisava vencer a GM Humpy Koneru e também precisava que Tan perdesse sua partida. Nenhuma das duas coisas aconteceu.

Já seria uma batalha difícil para Lei. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Lei jogou um sacrifício de dama impressionante, 23.Dxa5!!, e o GM David Howell comentou na transmissão: "Isso é uma coisa linda — venho comentando partidas há muito tempo, mas essa está entre as partidas mais bonitas que já vi!"

... essa está entre as partidas mais bonitas que já vi!

—David Howell

Mas isso foi apenas o suficiente para a igualdade, já que as Negras devolveram sua dama alguns lances depois. Objetivamente, Lei tinha o suficiente pela qualidade no final, mas não provou a compensação no tabuleiro. Humpy seguiu em frente para vencer com uma torre inteira a mais e depois duas.

Mesmo que Tan fosse vencer o torneio de qualquer maneira, o fim do torneio de Lei pode deixar um gosto amargo em sua boca. Depois de vencer quatro de cinco partidas entre as rodadas 6 e 10, ela não conseguiu manter o ímpeto e perdeu suas duas últimas partidas. Para Humpy, por outro lado, a segunda metade do torneio foi muito melhor do que a primeira. Todas as suas três vitórias vieram após a sétima rodada.

Em outro exemplo do ressurgimento indiano, a futura GM Vaishali Rameshbabu derrotou a GM Kateryna Lagno para vencer sua quinta (!) partida consecutiva. Isso ocorreu após perder quatro seguidas e a deixa apenas com resultados decisivos nas últimas nove rodadas, ganhando 14 pontos de rating.

Um final perfeito para Vaishali. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Foi uma Ruy Lopez complicada onde as Negras convidaram sua oponente a sacrificar tematicamente uma peça em g5 com pressão duradoura. Lagno teria tido um ataque perigoso se tivesse encontrado 28.Ta3!, mas depois de permitir 28.Bh6? Bxf2!, a situação mudou repentinamente. Após 31.Dg3?, Vaishali teve um ataque decisivo.

GM Aleksandra Goryachkina vs. IM Nurgyul Salimova foi o único outro empate. A GM russa não conseguiu vencer uma partida após a rodada seis e perdeu duas partidas na segunda metade do torneio. Para Salimova, a única mestre internacional no evento, foi uma boa exposição, e ela ganhou 3,6 pontos de rating. Ela pode muito bem voltar no futuro.

Na Abertura Philidor, Goryachkina poderia ter capitalizado sua vantagem no meio-jogo com 23.Cd6!, com ideias até mesmo de prender a dama da adversária. Na continuação da partida, ela perdeu a chance e eventualmente manteve um final objetivamente igual, com um peão a menos.

Um fim amargo para a número um do torneio. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Com isso, concluímos o Torneio de Candidatos da FIDE 2024. Parabéns aos vencedores!

Como assistir?
Você pode assistir ao Torneio de Candidatos da FIDE 2024 no YouTube e na Twitch. As partidas também podem ser acompanhadas em nossa Página de Eventos.

Os Torneios de Candidatos da FIDE estão entre os eventos mais importantes da FIDE do ano. Os jogadores competem pelo direito de jogar no próximo match do Campeonato Mundial da FIDE contra os atuais campeões mundiais de xadrez, os GMs Ding Liren e Ju Wenjun.


Artigos relacionados:

AnthonyLevin
NM Anthony Levin

NM Anthony Levin caught the chess bug at the "late" age of 18 and never turned back. He earned his national master title in 2021, actually the night before his first day of work at Chess.com.

Anthony, who also earned his Master's in teaching English in 2018, taught English and chess in New York schools for five years and strives to make chess content accessible and enjoyable for people of all ages. At Chess.com, he writes news articles and manages social media for chess24.

Email:  anthony.levin@chess.com

Facebook:  https://www.facebook.com/anthony.seikei/ 

Twitter: https://twitter.com/alevinchess

Instagram: https://www.instagram.com/anthonylevinchess/

Mais de NM AnthonyLevin
Arjun Erigaisi sobe para o número 4 do mundo mesmo sem convites

Arjun Erigaisi sobe para o número 4 do mundo mesmo sem convites

Carlsen vence Nakamura no Armagedom e assume a liderança isolada, Vaishali vence a primeira partida clássica

Carlsen vence Nakamura no Armagedom e assume a liderança isolada, Vaishali vence a primeira partida clássica