Apresentação

Benfica
Benfica
Jan 25, 2009, 9:25 AM |
1

Já vem com 20 dias de atraso este post. Pelo meio já houve algumas coisas engraçadas que postarei mais para a frente. O balanço de Janeiro tem que ficar feito em Janeiro mas também não foi um mês muito rico devido a eu estar em período de exames.

 

Vamos ao que interessa:

Sou o Eduardo Santos, tenho 20 anos, moro em Leça da Palmeira e estudo Engenharia Eletroctécnica e de Computadores na FEUP.

 

Descobri o jogo de xadrez com uma versão antiguinha do ChessMaster em que as peças quando eram capturadas por outras peças faziam umas animações engraçadas. Aprendi os movimentos com esse programa que nos dava as casas verdes (onde podiamos jogar uma peça) e as casas vermelhas (onde o lance era ilegal) e daí fui tirando o sentido de cada peça.

Mais tarde, em 1998 com 9 anos, nas férias de Verão, através do programa de Ocupação dos Tempos Livres da Câmara Municipal de Matosinhos, meti-me (depois da minha mãe me persuadir) no clube onde comecei a jogar e onde ainda hoje jogo xadrez. À 11 anos que o Vitorino Ferreira (o presidente do Grupo Desportivo Dias Ferreira) que me atura. Entrei na sede do clube pela primeira vez apenas com a noção dos movimentos das peças e joguei com o Eduardo Oliveira saindo com alguma noção de conceitos que ele me foi dando. Comecei a competição no torneio de S. Bartolomeu Foz do Douro (que infelizmente só teve 3 edições e que eu sempre gostei bastante de jogar) e depois foram 2 torneios seguidos na antiga FEUP (agora Faculdade de Direito). No meu ano de Sub-12 atingi o meu esplendor ganhando muitos troféus da categoria e fui feliz num apuramento para o meu primeiro Nacional de Jovens.

Este Nacional revelou que eu de facto estava num nível interessante. Na última jornada estava a jogar na terceira mesa, por exemplo.

Infelizmente, eu parei de jogar com a regularidade que jogava desculpando-me com os jogos de basquetebol que eu tinha e aos quais eu sempre dei prioridade em relação ao xadrez. (O basquetebol para mim sempre foi o meu desporto de eleição, mas não o devia de ser naquela altura com aquela equipa, aqueles jogadores, aqueles treinadores, aquele clube). Nessa altura não treinava, e praticamente só jogava o Distrital de Jovens e o torneio de Valpaços (um torneio de excelência em termos de convívio clubístico em tempos). Fiz a minha escolha e paguei cara a factura. A maior parte deu um salto exponencial e eu nunca mais os consegui apanhar até que me resignei a ser definitivamente um xadrezista medíocre.

Entretanto, activei-me um pouco outra vez fruto de ter deixado o basquetebol e de ter ganho elo FIDE e, passados uns tempos, comecei a dar aulas de xadrez no Projecto Xeque-Mate.

Participei em algumas dinamizações do Xeque-Mate e dei aulas na Mathnasium em Leça da Palmeira. Fiz o Curso de Monitor de Xadrez.

Após um ano e meio acabou-se o Projecto para todos os xadrezistas.

Entretanto, tornei-me "professor de xadrez substituto". Laughing

Recentemente, tirei o Curso de Árbitros de Xadrez, em Beja e acabei o Curso de Treinadores de Xadrez - Nível 1 com 17 valores.

Em termos de torneios visitei Portugal um pouco por todo o lado, sendo que já cheguei a visitar Espanha também.

Actualmente estou com 1639 de elo FIDE (o meu mínimo até agora). O meu pico de elo FIDE são uns míseros 1714 atingidos na lista de Julho de 2007.

 

Até à próxima,

Eduardo Santos

P.S. Fiquei muito contente de ver que tinha 24 vistas no meu único artigo porque não fiz qualquer publicidade ao blog. Não disse rigorasamente a ninguém que criei este espaço (a não ser o meu irmão - que também joga xadrez).

Prometo que vou actualizar o que falta.