Por que as Testemunhas de Jeová não usam imagens em sua adoração?

EETech
EETech
Feb 16, 2012, 12:51 PM |
0

No mundo todo, hindus, budistas, católicos e membros da Igreja Ortodoxa encaram o uso de ídolos, imagens ou ícones como parte vital de sua adoração. Em partes da África, as pessoas veneram esculturas de madeira ou de pedra que, segundo se acredita, são habitadas por um deus ou pelo espírito de um deus.

Em contraste com isso, as Testemunhas de Jeová não usam nenhuma forma de ídolo ou ícone em sua adoração. Se você visitar os lugares onde elas se reúnem, conhecidos como Salões do Reino, não encontrará nem ícones de “santos” nem estátuas de Jesus ou de Maria.* Por que não? Veja o que a Bíblia diz sobre esse assunto.

O que Deus exigia dos israelitas?

Depois de libertar os israelitas do Egito, Jeová Deus lhes deu orientações claras sobre como ele queria ser adorado. O segundo dos chamados Dez Mandamentos diz: “Não deves fazer para ti imagem esculpida, nem semelhança de algo que há nos céus em cima, ou do que há na terra embaixo, ou do que há nas águas abaixo da terra. Não te deves curvar diante delas, nem ser induzido a servi-las, porque eu, Jeová, teu Deus, sou um Deus que exige devoção exclusiva.” — Êxodo 20:4, 5.

Ao mesmo tempo em que Jeová dava esse mandamento a Moisés, os israelitas faziam um bezerro de ouro, provavelmente em imitação à adoração de animais do Egito. Eles não chamaram a imagem pelo nome de um deus egípcio. Em vez disso, a associaram com a adoração de Jeová. (Êxodo 32:5, 6) Como Deus reagiu? Ele ficou muito furioso com os que veneravam o ídolo, e Moisés o destruiu. — Êxodo 32:9, 10, 19, 20.

Mulher com ídolos

“Eu sou Jeová. Este é meu nome; e a minha própria glória não darei a outrem, nem o meu louvor a imagens entalhadas.” — Isaías 42:8

Mais tarde, Jeová Deus acrescentou detalhes ao segundo mandamento. Por meio de Moisés, ele lembrou aos israelitas que eles não deviam fazer para si “uma imagem esculpida, a figura de qualquer símbolo, a representação dum macho ou duma fêmea, a representação de qualquer animal que há na terra, a representação de qualquer ave de asas que voa nos céus, a representação de algo que se move no solo, a representação de qualquer peixe que há nas águas abaixo da terra”. (Deuteronômio 4:15-18) Fica claro que os israelitas não deviam usar nenhum tipo de ídolo na adoração a Deus.

Mesmo assim, Israel mais tarde se envolveu na idolatria. A fim de corrigi-los, Jeová enviou profetas para alertá-los da punição que estavam para sofrer por causa de sua adoração idólatra. (Jeremias 19:3-5; Amós 2:8) Como nação, Israel desconsiderou os avisos de Deus. Portanto, em 607 AEC, Jeová permitiu que os babilônios destruíssem Jerusalém e levassem a nação para o cativeiro. — 2 Crônicas 36:20, 21; Jeremias 25:11, 12.

Em que os cristãos do primeiro século acreditavam?

Quando não-judeus se converteram ao cristianismo no primeiro século, eles não continuaram usando ídolos para adorar a Deus. Note o que Demétrio, um prateiro que fabricava ídolos em Éfeso, disse sobre a pregação do apóstolo Paulo: “Homens, bem sabeis que a nossa prosperidade vem deste negócio. Também, observais e ouvis como não somente em Éfeso, mas em quase todo o distrito da Ásia, este Paulo tem persuadido uma multidão considerável, voltando-os para outra opinião, dizendo que não são deuses os feitos por mãos.” — Atos 19:25, 26.

As próprias palavras de Paulo confirmam a acusação feita por Demétrio. Quando falou aos gregos em Atenas, Paulo disse: “Não devemos imaginar que o Ser Divino seja semelhante a ouro, ou prata, ou pedra, semelhante a algo esculpido pela arte e inventividade do homem. É verdade que Deus não tem tomado em conta os tempos de tal ignorância, no entanto, agora ele está dizendo à humanidade que todos, em toda a parte, se arrependam.” (Atos 17:29, 30) Sobre o mesmo assunto, Paulo escreveu aos irmãos de Tessalônica e os elogiou com as seguintes palavras: “Vós . . . vos voltastes para Deus, desviando-vos dos vossos ídolos.” —1 Tessalonicenses 1:9.

Não apenas Paulo, mas também o apóstolo João alertou os cristãos contra usar imagens na adoração. No fim do primeiro século, João lhes disse com firmeza: “Guardai-vos dos ídolos.” —1 João 5:21.

As Testemunhas de Jeová obedecem as orientações claras de Deus sobre não usar qualquer tipo de imagem ao adorá-lo. Elas crêem no que Deus diz: “Eu sou Jeová. Este é meu nome; e a minha própria glória não darei a outrem, nem o meu louvor a imagens entalhadas.” — Isaías 42:8.


*  Há em alguns Salões do Reino pinturas de personagens bíblicos. No entanto, essas pinturas são usadas como decoração e não são veneradas como ícones religiosos. As Testemunhas de Jeová não oram a essas pinturas nem se ajoelham diante delas.