Carlsen Para Defrontar So na Final do PRO Chess League de Domingo

Carlsen Para Defrontar So na Final do PRO Chess League de Domingo

Professional Rapid Online (PRO) Chess League vai assistir a uma final magnificente, com o número um do mundo Magnus Carlsen e o número dois do mundo Wesley So liderando as suas equipas.

A final, no Domingo 26 de Março às 10:00 PDT (18:00 CET), será disputada entre os Norway Gnomes e os St. Louis Arch Bishops, que ganharam ambos uma épica semi-final no Sábado.

Se assistis-te às semi-finais do PRO Chess League, tu provavelmente deves ter acordado ainda a tremer. Épica é a palavra.  

No Sábado tanto o encontro entre os St. Louis Arch Bishops vs the Montreal ChessBrahs como o encontro entre os Norway Gnomes vs the Stockholm Snowballs foram a tiebreak, depois de as partidas de rápidas acabarem em 8-8. Depois de um total de 7.5 horas de jogo, os finalistas eram finalmente conhecidos.

St. Louis vs Montreal: Tiebreak Duplo

Comecemos com esse primeiro encontro, St. Louis vs Montreal. Este foi agendado antes do encontro "Europeu", por sinal, porque alguns dos jogadores lá presentes estavam também a participar noutro evento de xadrez durante o dia. 

Num desenvolvimento irónico, este fim de semana estou a competir por Rockaden Estocolmo na Liga Sueca e ao mesmo tempo a tentar bater Estocolmo no #prochess!

Os Arch Bishops alinharam com os GM Wesley So, Varuzhan Akobian, Ben Finefold e NM Nicholas Rosenthal. Os Chessbrahs consistiram dos GM Fabiano Caruana, Eric Hansen, Alexandre Lesiège e NM Elias Oussedik.

Na primeira ronda os Chessbrahs obtiveram uma pequena vantagem ao vencer o seu encontro por 2.5-1.5. Uma partida chave neste encontro foi o de Finegold vs Hansen, com o jogador de Brancas ganhando uma vantagem que lhe poderia ter permitido vencer, mas falhando a execução.

Os problemas de tempo que tiveram lugar serão vistos como uma comédia de erros nas análises de computador. Caruana entrou no chat do Chesss.com, e previu corretamente o curso dos acontecimentos: "Mas o Eric é um mágico, ele vai salvar isto."

Os próximos dois encontros acabaram em 2-2. A ronda 2 viu resultados razoávelmente normais, mas a ronda 3 foi alucinante. Está bem, So e Caruana vencendo as sua partidas contra Hansen e Akobian era esperado, mas nos outros tabuleiros as partidas foram ganhas pelos dois jogadores menos cotados!

Finegold mais uma vez chamou a atenção quando perdeu para Oussedik depois de perder uma peça completa na abertura. Caruana: "Ben está a jogar como o cavaleiro negro dos Monty Python." 

Os Chessbrahs no entanto não estavam a aumentar a sua liderança. Rosenthal manteve vivas as esperanças dos St. Louis ao bater Lesiège numa partida verdadeiramente excelente. Muitos Grande Mestres teriam orgulho de ter jogado uma tal partida de blitz. 

St. Louis teve de vencer a sua última partida, e eles fizerem-no. So e Caruana, que tinham começado com três vitorias, dividiram o ponto. Akobian derrotou Hansen, mas Finegold perdeu para Lesiège. Mais uma vez foi Rosenthal que salvou o dia para St. Louis, usando o Stonewall Holandês:

Fazendo também um 2.5-1.5, os St. Louis Arch Bishops colocaram o marcador em 8-8, e portanto um tiebreak foi necessário. O encontro inteiro foi repetido, mas com cores inversas, e um controle de tempo blitz: 3 minutos mais incrementos de 2 segundos.

E, surpreendentemente, a pontuação foi também mais ou menos repetida. Os Chessbrahs começaram de novo com uma vitória (3-1 desta vez), e depois duas partidas acabaram em 2-2 (com Rosenthal segurando Hansen a um empate depois do rato deste ter escorregado), e uma vez mais os Arch Bishops conseguiram equilibrar o marcador com um 3-1 no fim. Para começar, So derrotou Caruana com as Pretas no tabuleiro um:

E Finegold começou finalmente a jogar bem, precisamente na altura em que era imperativo.

Um segundo tiebreak foi necessário! Por esta altura os comentadores GM Simon Williams e WIM Fiona Steil-Antoni já tinham estado muito mais tempo do que o esperado (o primeiro a precisar desesperadamente duma visita à casa de banho, a última receava que o jantar da sua mãe estaria a arrefecer). O outro encontro da semi-final esteve atrasado, mas começou durante o tiebreak porque simplesmente se estava a fazer tarde para alguns jogadores.

De qualquer modo, o segundo tiebreak foi um pouco como bater penalidades onde cada ronda decisiva poderia decidir o encontro todo. E desta vez foi St. Louis que começou com uma vitória. Akobian, que tinha mais cedo sofrido duma falta de energia e perdido uma partida devido a isso, esteve de volta com toda a força e derrotou Hansen. Finegold concluiu com outra vitória, vs Lesiège, tornando-se o jogador do encontro. Quem havia de imaginar? 

Descarregar PGN St. Louis Archbishops vs Montreal Chessbrahs

Norway Gnomes vs Stockholm Snowballs: Outro Tiebreak

Os Norway Gnomes voltaram a campo com o campeão do mundo no seu plantel. O GM Magnus Carlsen estava a jogar junto com os GM Jon Ludvig HammerAryan Tari e NM Daniel Nordquelle. Os Stockholm Snowballs jogaram com os GM Baadur Jobava, Georg Meier, Levan Pantsulaia e NM Milton Pantzar

Foi um início muito complicado para os Gnomes. Eles sofreram nada menos do que três derrotas, e somente Carlsen venceu a sua partida, vs Pantera. Meier mostrou grande persistência no seu final de partida com Tari.

A segunda ronda acabou em 2-2. Meier venceu de novo, vs Nordquelle, e Tari perdeu de novo, vs Jobava. Carlsen pontuou outra vitória, e Hammer também. Ele beneficiou de uma enorme asneira feita pelo seu adversário.

Depois da ronda 3 estava tudo de novo igualado, uma vez que os Gnomes ganharam esta por 3-1. Hammer pontuou uma vitória importante sobre Jobava, ao devorar peões e mais peões, e sem temer as ameaças contra o seu rei.

Irónicamente, na maior vitória da Noruega, Carlsen não ganhou. Ele empatou uma "boa partida," como ele declarou mais tarde no chat. E os computadores parecem concordar; esteve tudo correto o que aconteceu aqui.

Hummer depois empatou com Meier, Tari venceu a sua partida, e Nordquelle conseguiu segurar Pantsulaia a um empate! Portanto, os Gnomes pareciam dirigir-se a final sem mais problemas, uma vez que Carlsen estava tão bem e de facto ganhando a certa altura. Mas depois as coisas descarrilaram terrivelmente.

Daí, tal como na primeira semi-final, o encontro todo foi jogado de novo com um controle o tempo mais rápido. Os Gnomes ganharam 3-1, depois 2.5-1.5, mas ainda não estava decidido porque os Snowballs responderam com 2.5-1.5 na terceira ronda. Eles precisavam de uma vitória por 3-1 para empatar o encontro, mas em vez disso foram os Gnomes que venceram 3-1.

Carlsen foi o único jogador a pontuar 4-0 neste tiebreak. A sua vingança sobre Jobava foi doce:

Descarregar PGN Norway Gnomes vs Stockholm Snowballs

Não vai ser fácil para os Gnomes na final. Excepto por Carlsen, a equipa será completamente diferente, e não tão forte: o GM Kjetil LieFM Joachim Nilsen, e FM Sebastian Mihajlov.

O campeão do mundo em pessoa vai defrontar Wesley So em pelo menos uma partida. Ontem o número dois do mundo foi visto a aquecer no servidor do Chess.com em Direto para jogar blitz. Depois, tendo uma pontuação total de 26/28 antes das semis, ele elevou isso a 33.5/37. Ele irá jogar de novo com Akobian, Finegold e Rosenthal.

Tudo irá ser decidido com  @NorwayGnomes vs @Stlarchbishops nas Finais do #ProChess!!

Não percas o show em https://t.co/2zhyzrdY8x ! #epicfinale pic.twitter.com/nqhQtwY38W

Assiste à final do PRO Chess League no Domingo, 26 de Março às 10:00 PDT, 13:00 EDT, 19:00 p.m. CET. (Nota que a mudança da hora (horário de verão) na Europe ocorre na manhã do encontro do campeonato, portanto planeia de acordo!)


Lê tudo o que precisas de saber sobre o PRO Chess League:

Mais de PeterDoggers
GM Solozhenkin Suspenso Por Fazer Acusações de Fraude; Colegas GM Protestam

GM Solozhenkin Suspenso Por Fazer Acusações de Fraude; Colegas GM Protestam

Caruana Vence o Grenke Chess Classic

Caruana Vence o Grenke Chess Classic