Os Melhores Jogadores de Xadrez do Mundo

GM Veselin Topalov

Veselin Topalov
Foto: Maria Emelianova/Chess.com.
Nome completo
Veselin Topalov
Nascido em
Mar 15, 1975 (idade 48)‎
Local de nascimento
Ruse, Bulgária
Federação
Bulgária
Perfis

Rating

Biografia

O GM Veselin Topalov é um super grande mestre búlgaro e foi campeão mundial da FIDE em 2005. Foi o número um do mundo de abril de 2006 a janeiro de 2007 e novamente entre outubro de 2008 e janeiro de 2010. De acordo com o site 2700chess.com, ele atingiu seu rating máximo de 2826 em 24 de agosto de 2015 - o quinto maior rating de todos os tempos.

Topalov disputou dois Campeonatos Mundiais, contra o GM Vladimir Kramnik em 2006 e contra o GM Viswanathan Anand em 2010. Ele sempre esteve entre os melhores jogadores do mundo por mais de duas décadas e participou de nove Olimpíadas.


Estilo

Topalov tem um estilo universal e dinâmico. Ele é mais agressivo do que a maioria dos campeões mundiais, embora igualmente completo. Suas melhores partidas mostram sua preferência por posições complexas, nas quais seu cálculo preciso e jogo enérgico são especialmente relevantes. Sendo jogador da Defesa Siciliana de Negras ao longo de sua carreira, suas vitórias com as Brancas contra esta mesma defesa também são espetaculares.

Na partida abaixo, Topalov conduz um instrutivo ataque na ala do rei contra o GM Lázaro Bruzón Batista. Depois que as Brancas capturam o peão de c5 no lance 29, Topalov imediatamente pune essa captura de peão com um ataque decisivo começando com 29...Cxf4. Vale a pena notar tanto a posição do cavalo branco em a3 quanto da dama em c5, ambas as peças incapazes de ajudar na defesa do rei.

Início da carreira no xadrez

Topalov aprendeu a jogar xadrez aos oito anos e rapidamente provou ser um verdadeiro prodígio. Em 1989, ele ganhou o Campeonato Mundial Sub-14 e tornou-se mestre internacional. Em 1992, aos 16 anos, conquistou o título de grande mestre.

Dois anos depois, ele jogaria sua primeira Olimpíada, na qual derrotaria o então campeão mundial, GM Garry Kasparov, no primeiro tabuleiro. Nessa partida, Topalov e Kasparov se enfrentaram em uma Siciliana muito complexa. Depois de um meio-jogo extremamente tático, Kasparov comete um erro no lance 23. No lance 25, as torres de Topalov alcançam a sétima fileira e a partida foi decidida rapidamente.

De grande mestre a jogador de classe mundial

De 1994 a 2004, Topalov se tornou um dos melhores jogadores do mundo. Em 1996, ele ganhou vários torneios, incluindo quando dividiu o primeiro lugar com Kasparov no Memorial Max Euwe, à frente dos GMs Nigel Short, Anand, Kramnik, Joel Lautier, Yasser Seirawan, Boris Gelfand, Jeroen Piket e Jan Timman. (Topalov derrotou Kasparov na partida entre eles.) Topalov fez 5/10 no Torneio Las Palmas de 1996 - um dos torneios mais fortes já realizados, com a participação dos GMs Anatoly Karpov, Kasparov, Kramnik, Anand e outros.

A partida entre Topalov e Kasparov no Torneio Wijk aan Zee de 1999 é verdadeiramente histórica. Esta partida é considerada uma das melhores da história, e sua importância é tal que foi votada como a partida de xadrez número um de todos os tempos pela equipe do Chess.com. Também em 1999, Topalov iniciou uma série de participações no Campeonato Mundial da FIDE, disputado em formato eliminatório.

Veselin Topalov 2007
O jovem Topalov. Foto: Karpidis/Wikimedia, CC.

No torneio de 1999, o búlgaro começou como o nono classificado, mas foi eliminado pelo cabeça-de-chave, Kramnik, na quarta rodada. No Campeonato Mundial da FIDE de 2000, ele começou como o sétimo classificado e chegou às quartas de final (os oito melhores), antes de perder para GM Michael Adams. No Campeonato Mundial da FIDE de 2002, Topalov era o oitavo colocado no ranking inicial, mas desta vez acabou sendo derrotado na quarta rodada pelo número nove do torneio, GM Alexei Shirov.

Ainda em 2002, Topalov foi derrotado na final do Torneio de Candidatos pelo GM Peter Leko, ficando assim na iminência de enfrentar o então campeão mundial Kramnik em um duelo pelo título. Já no Campeonato Mundial da FIDE de 2004, o búlgaro começou como favorito, embora não tenha passado da semifinal, onde foi derrotado pelo eventual vencedor, GM Rustam Kasimdzhanov.

2005 e o Campeonato Mundial

O ano de 2005 foi fantástico para Topalov. Ele começou com um terceiro lugar no Torneio Corus, realizado em Wijk aan Zee, e posteriormente dividiu o primeiro lugar com Kasparov no Torneio de Linares (à frente dos GMs Anand, Leko, Adams, Kasimdzhanov e Francisco Vallejo Pons). Na última rodada do Torneio de Linares, Topalov derrotou Kasparov. Após o torneio, Kasparov anunciou sua aposentadoria oficial do xadrez.

A seguinte partida é uma de suas melhores de 2005, uma miniatura em que o búlgaro venceu Kramnik em apenas 20 lances. Jogando de Brancas em uma Siciliana Najdorf, Kramnik decide capturar um peão envenenado no lance 12. Topalov aproveita então para lançar um contra-ataque decisivo e, no lance 15, os cavalos do búlgaro dominam todo o centro do tabuleiro, enquanto a dama de Kramnik está presa em uma posição bastante incômoda. Depois de 19...d5, Kramnik perde uma peça à força e abandona no lance 20! Quando foi a última vez que você viu Kramnik perder em 20 lances jogando de Brancas?

Mais tarde, Topalov participou do Campeonato Mundial da FIDE de 2005, no qual começou como o jogador com rating mais alto (ao lado de Anand, que tinha o mesmo rating, 2788). A FIDE decidiu trocar o formato eliminatório que havia utilizado entre 1998 e 2004 por outro praticamente idêntico ao atual Torneio de Candidatos: oito jogadores, com um sistema round robin duplo.

Topalov teve um desempenho fantástico, fazendo 10 pontos em 14 possíveis, com uma vantagem de um ponto e meio sobre o segundo e terceiro colocados, Anand e GM Peter Svidler. Sua espetacular performance de 2890 no evento lhe rendeu seu maior sonho como enxadrista profissional e ele se tornou campeão mundial de xadrez.

Match do Campeonato Mundial de 2006 contra Kramnik

Topalov começou seu reinado como campeão mundial da FIDE com o pé direito. Ele dividiu o primeiro lugar com Anand no Torneio Corus, em Wijk aan Zee, em 2006, terminando à frente dos GMs Adams, Vassily Ivanchuk, Gelfand, Sergey Karjakin, Sergei Tiviakov, Leko, Levon Aronian, Shakhriyar Mamedyarov, Gata Kamsky e vários outros grandes mestres.

Na seguinte partida, disputada naquele torneio, vemos Topalov no seu melhor xadrez contra Aronian. Em uma variante bem conhecida da Defesa Índia da Dama com 4...Ba6, Topalov decide sacrificar uma qualidade no lance 17, e o desequilíbrio material resultante leva a uma posição bastante complexa. No lance 36, Topalov sacrifica uma segunda qualidade, e a posição resultante após o lance 38 é verdadeiramente memorável. Os peões de d6 e c7 passados, apoiados pelo par de bispos, tornam-se imparáveis.

Em abril de 2006, Topalov era o jogador com o maior rating do mundo, mas seu match contra Kramnik estava se aproximando. Embora seu título de campeão mundial da FIDE fosse completamente legítimo, tanto Kramnik (o campeão mundial clássico) quanto a FIDE solicitaram um match para unificar os dois títulos, algo que não acontecia desde que Kasparov se separou da FIDE em 1993. Portanto, o vencedor do duelo entre Kramnik e Topalov seria proclamado o novo campeão mundial indiscutível.

Veselin Topalov 2012
Veselin Topalov. Foto: Stefan64/Wikimedia, CC.

O match do Campeonato Mundial Kramnik-Topalov gerou grandes expectativas. Topalov era o jogador número um do mundo, enquanto Kramnik estava na quarta posição. No entanto, o jogador russo não perdia um match como campeão mundial clássico desde que destronou Kasparov em 2000, e com suas vitórias na primeira e segunda partidas deixou claro que isso não foi fruto do acaso. A equipe de Topalov acusou Kramnik de receber assistência de computador e, após dois empates nas partidas três e quatro, Kramnik não compareceu à quinta partida em protesto.

Após esse episódio, o match acabou ocorrendo normalmente, e Topalov conseguiu se impor na oitava e nona partidas para assumir a liderança, restando apenas três rodadas para o fim do match. Kramnik se recuperou ao vencer a décima partida e igualou o placar. Depois de mais dois empates, o match foi para o desempate. Kramnik finalmente conseguiu levar a melhor, vencendo o desempate por 2,5 a 1,5 e, assim, se tornou o campeão mundial indiscutível. Apesar da derrota, Topalov permaneceu como o jogador com melhor rating do mundo até janeiro de 2007.

Topalov começou 2007 empatado em primeiro lugar no Torneio Corus com Aronian e o GM Teimour Radjabov, meio ponto à frente de Kramnik (e também à frente de Anand, Svidler, Karjakin, Shirov, Magnus Carlsen e outros fortes grandes mestres).

A partida abaixo, disputada naquele torneio, é uma grande vitória do búlgaro contra o jovem Carlsen, de apenas 16 anos. Topalov sacrifica uma qualidade no lance 11, mas Carlsen decide devolver uma peça em troca da iniciativa. Depois que o contra jogo de Carlsen é interrompido, fica claro que as duas peças de Topalov são significativamente mais fortes do que a torre de Carlsen. Em seguida, Topalov coloca suas peças nas melhores casas em uma demonstração de grande técnica, e Carlsen acaba abandonando no lance 26.

Magnus and Topalov
Carlsen e Topalov. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Em 2008, Topalov venceu vários torneios fortes, incluindo o Torneio de Bilbao, onde terminou à frente de Aronian, Carlsen, Ivanchuk, Radjabov e Anand. Essa vitória permitiu que ele recuperasse seu lugar de número um do mundo - uma posição que ocuparia até janeiro de 2010. Em 2009, Topalov enfrentou Kamsky em um match para determinar quem desafiaria Anand no Campeonato Mundial de 2010. Topalov venceu por 4,5 a 2,5, e imediatamente começou a se preparar intensamente para match contra Anand.

Match do Campeonato Mundial contra Anand

O match do Campeonato Mundial de 2010 entre Anand e Topalov foi esperado com grande entusiasmo e o resultado não poderia ter sido mais equilibrado. Topalov tinha um rating um pouco mais alto, mas Anand conseguiu derrotar Kramnik para se tornar o campeão mundial (algo que o próprio Topalov não havia conseguido alguns anos antes). O formato do match foi o mesmo do Campeonato Mundial de 2006 com Kramnik: 12 partidas no ritmo clássico, com desempates de partidas rápidas, se necessário.

Topalov começou com uma vitória bastante convincente. Em uma variante popular da Defesa Grunfeld, Topalov sacrifica um peão por atividade, resultando em um ataque feroz na ala do rei, especialmente após o sacrifício de um cavalo no lance 24. Apenas quatro lances depois, as torres do búlgaro alcançaram a sétima fileira (semelhante à vitória de Topalov contra Kasparov em 1994) e a partida acabou rapidamente.

Anand reagiu com uma vitória na segunda partida e outra na quarta e, dessa forma, acabou virando o placar. Topalov igualou o match com uma vitória na oitava partida e, após três empates, faltando apenas uma rodada para o fim, o match ainda estava empatado. No entanto, foi o indiano quem mostrou mais coragem, vencendo a décima segunda partida e mantendo o título de campeão mundial.

Vida após os matches do Campeonato Mundial

Topalov continuou a competir no mais alto nível na última década. No ciclo do Torneio de Candidatos de 2012, ele perdeu para Kamsky nas quartas de final. Ele venceu o FIDE Grand Prix de Londres em 2012, bem como o Renova Grand Prix em 2013. A vitória no torneio Renova o colocou de volta entre os cinco melhores jogadores do mundo. Topalov conquistou o título do Grand Prix de 2012-2013, que o classificou diretamente para o Torneio de Candidatos de 2014.

Veselin Topalov
Topalov em 2012. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Apesar de seu fraco desempenho no Torneio de Candidatos de 2014, Topalov conquistou a medalha de ouro no primeiro tabuleiro na 41ª Olimpíada de Xadrez (com uma performance de 2872) e terminou em terceiro lugar na forte Sinquefield Cup de 2014 (atrás apenas dos GMs Fabiano Caruana e Carlsen). Topalov se classificou para o Torneio de Candidatos de 2016 devido ao seu rating, mas seu desempenho, mais uma vez, deixou muito a desejar (terminou em último lugar). Ele continua jogando em torneios fortes e terminou meio ponto atrás dos vencedores do Gibraltar Masters de 2020.

Apesar de sua extensa carreira como jogador de xadrez de elite, ao longo da qual foi campeão e desafiante ao título mundial, Topalov permanece entre os 25 melhores do ranking mundial até hoje. Suas partidas continuam aparecendo em livros, artigos e vídeos, enquanto o mundo espera ansiosamente por mais conquistas do campeão mundial búlgaro.

Melhor Partida


Aberturas Mais Jogadas

Partidas