Os Melhores Jogadores de Xadrez do Mundo

GM Levon Aronian

Nome completo
Levon Aronian
Nascido em
Oct 6, 1982 (idade 39)‎
Local de nascimento
Yerevan, RSS da Armênia, União Soviética
Federação
Armênia
Perfis

Rating

Biografia

Levon Aronian é um super grande mestre armênio (que em breve jogará pelos EUA) que faz parte da elite mundial há muitos anos. Ele entrou pela primeira vez no top 20 em 2005 e nunca mais saiu deste grupo seleto. Na maior parte desses mais de 15 anos, ele ficou entre os 10 primeiros.

Nos últimos anos, Aronian tem sido um excelente exemplo de xadrez consistente no mais alto nível. No entanto, sua consistência não ofuscou seus sucessos. Na primeira metade da década de 2010 - de novembro de 2010 a setembro de 2014 - ele ficou entre os 3 primeiros do mundo. Em março de 2014, ele atingiu seu rating máximo de 2830. Isso fez de Aronian o quarto jogador com melhor rating da história - apenas Magnus Carlsen, Garry Kasparov e Fabiano Caruana alcançaram ratings mais altos.

O currículo de Aronian também inclui títulos mundiais no xadrez 960, blitz e rápido; várias medalhas de ouro com a equipe da Armênia; ganhou um campeonato armênio individual; teve duas vitórias na Copa do Mundo e muito mais. O herói armênio está prestes a completar 40 anos, e ele pode contribuir ainda mais a um legado que enriqueceu o jogo.

Início da carreira (1991 a 2001)

Aronian aprendeu a jogar xadrez aos nove anos de idade. Sua irmã lhe ensinou o básico e, durante o treinamento inicial com o GM Melikset Khachiyan, Aronian rapidamente se tornou um forte jogador de xadrez.

Aronian venceu o Campeonato Mundial Sub-12 em 1994 com 8/9 pontos. Ele ficou à frente de vários futuros jogadores do top 10 mundial, incluindo Ruslan Ponomariov, Alexander Grischuk e Etienne Bacrot, bem como o futuro pentacampeão espanhol, GM Francisco Vallejo Pons. Mais tarde, em 2000, Aronian se tornou um grande mestre. Em 2001, ele ficou em segundo lugar no Campeonato Mundial Juvenil com 9,5/13 pontos. Ele também ficou em segundo lugar no Campeonato Armênio de Xadrez daquele ano.

Campeão nacional e grande mestre em ascensão (2002 a 2008)

No ano seguinte, depois de chegar muito perto da vitória no Campeonato Mundial Juvenil e no Campeonato Armênio, ele conquistou os dois títulos.

Ele ficou em primeiro lugar no Campeonato Mundial Juvenil de 2002, à frente de futuros grandes mestres como Bu Xiangzhi, Pentala Harikrishna e Luke McShane. Ele também conquistou o Campeonato Armênio de Xadrez de 2002, garantindo ao grande mestre de 20 anos duas vitórias em torneios de grande prestígio no mesmo ano.

Nos anos seguintes, Aronian teve vários desempenhos notáveis. De 2003 a 2005, ele ficou em uma das quatro primeiras colocações no Campeonato Europeu Individual de Xadrez. Em 2004, ele derrotou Carlsen na primeira rodada do Campeonato Mundial de Xadrez da FIDE, mas foi eliminado na terceira rodada. Em 2005, ele ganhou o torneio internacional de Karabakh. Com 6/9 pontos, ele terminou à frente de Ashot Anastasian, lenda do xadrez armênio com oito títulos nacionais, bem como outros grandes jogadores, incluindo Hikaru Nakamura e Vassily Ivanchuk.

No final de 2005, ele alcançou o que provavelmente havia sido a sua maior conquista até então. Ele ganhou a Copa do Mundo sem perder uma única partida. Ele eliminou Vallejo, Mikhail Gurevich, Bacrot e Ponomariov na última etapa do torneio, composto por um total de 128 jogadores. Os 10 melhores jogadores também se classificaram para o Torneio de Candidatos de 2007, que deu início ao Campeonato Mundial de Xadrez de 2007. Aronian derrotou Carlsen na primeira rodada e Alexei Shirov na segunda, garantindo assim sua participação no Campeonato Mundial, no qual terminou em sétimo de oito jogadores.

No ano seguinte, 2006, Aronian venceu o Torneio Internacional de Xadrez de Linares. Com 8,5/13 pontos, ele estava meio ponto à frente de Teimour Radjabov e do então Campeão Mundial de Xadrez da FIDE, Veselin Topalov. Aronian terminou o torneio com um rating performance de 2808. No mesmo ano, ele empatou em primeiro lugar com Peter Leko e Ponomariov no primeiro Memorial Tal. Na 37ª Olimpíada de Xadrez, Aronian levou a Armênia a ganhar a sua primeira medalha de ouro no evento.

Levon Aronian in 2006 before Linares
Levon Aronian em 2006 antes do Linares. Foto: F. Friedel, CC 3.0.

Durante este período, Aronian participou dos torneios abertos Finet, que são da variante de Xadrez960 ou Fischer Random. Depois de vencer em 2003, ele ganhou o direito de jogar um match contra o então campeão mundial, Peter Svidler, mas perdeu. Aronian venceu o torneio aberto novamente em 2005, ganhando a chance de uma revanche com Svidler. Desta vez, Aronian venceu, conquistando o título de Campeão Mundial de Xadrez960, o que o fez ser eleito o melhor esportista da Armênia. Ele defendeu o título em 2007 contra Viswanathan Anand, porém perdeu em 2009 para Nakamura.

Em 2007, Aronian dividiu o primeiro lugar com Topalov e Radjabov no prestigioso Torneio Corus em Wijk aan Zee (agora Tata Steel). Ele repetiu o feito em 2008, quando compartilhou a vitória com Carlsen. Entre as suas vitórias nos torneios, um desempenho notável veio na 38ª Olimpíada de Xadrez em 2008, quando a Armênia defendeu seu título e conquistou a segunda medalha de ouro consecutiva, liderada mais uma vez por Aronian.

Campeão Mundial de Rápido e Blitz (2009 a 2013)

Em abril de 2009, Aronian venceu o quarto torneio do Grand Prix da FIDE 2008-2010 realizado em Nalchik, a capital da República Kabardino-Balkar, na Rússia. Ele terminou com 8,5/13 pontos, um ponto à frente de Peter Leko e Vladimir Akopian, em um torneio com rating médio de 2725. Essa vitória o colocou no topo da tabela de classificação do Grand Prix, que ele venceu com um torneio de antecedência - e que o classificou para o Torneio de Candidatos de 2012. Apesar de ser favorito no Torneio de Candidatos, ele perdeu para Grischuk no desempate da primeira rodada.

Aronian venceu o Campeonato Mundial de Rápido em agosto de 2009, após vencer Ian Nepomniachtchi por um placar de 3 a 1 na final do torneio, disputado pelo sistema round robin duplo. Depois de obter o título, ele foi premiado com a medalha de “Honra ao Mérito Esportivo da República da Armênia”, em dezembro do mesmo ano.

No ano seguinte, ele conquistou outro campeonato mundial. Desta vez no xadrez blitz, quando ele conquistou o Campeonato Mundial de Blitz de 2010 à frente de Radjabov e do atual campeão Carlsen. Os 24,5/38 pontos de Aronian garantiram o título mundial com uma rodada de antecedência.

Em 2012, Aronian comemorou suas próximas grandes vitórias. Ele venceu o torneio Tata Steel em Wijk aan Zee, com uma performance de 2892 e um ponto à frente de Carlsen, Radjabov e Caruana. Em agosto e setembro, ele levou a Armênia à terceira medalha de ouro na 40ª Olimpíada de Xadrez. Aronian teve o melhor rating performance (2849) de todos os jogadores no tabuleiro 1.

Depois de terminar em segundo no Tata Steel de 2013, perdendo apenas para Carlsen, Aronian teve duas vitórias importantes para dar o toque final nesta fase da sua carreira. Como um dos favoritos no Memorial Alekhine no final de abril do mesmo ano, ele derrotou Boris Gelfand no desempate para vencer o torneio. Em outubro, ele participou do Grand Slam Chess Masters, um evento round-robin duplo que também contou com Michael Adams, Shakhriyar Mamedyarov e Maxime Vachier-Lagrave. Aronian terminou o torneio sem sofrer uma única derrota, ocupando a primeira posição com um ponto de vantagem sobre Adams.

Quarto jogador com o rating mais alto da história (2014 a 2019)

Aronian começou 2014 em grande estilo, com outra vitória no Tata Steel, seu quarto título no torneio. Sua pontuação de 8/11 foi mais do que suficiente para garantir o primeiro lugar, com 1,5 pontos à frente de Anish Giri e Sergey Karjakin. Aronian teve um impressionante rating performance de 2911 no evento.

Essa vitória, combinada com um nível de jogo realmente forte, permitiu que ele atingisse o rating mais alto da sua carreira em março de 2014. Ele se tornou o terceiro jogador com o rating mais alto da história, aparecendo na lista oficial da FIDE com 2830. Caruana alcançou 2844 de rating em outubro do mesmo ano, deixando Aronian na quarta posição. Ainda hoje ele mantém essa distinção.

No final de 2014 e em 2015, Aronian mostrou um ligeiro declínio. Tudo começou em outubro de 2014, quando ele saiu do top 3 do mundo, lugar que ele ocupou de novembro de 2010 a setembro de 2014. No entanto, apesar de perder seu status como um dos três melhores jogadores do mundo, Aronian continua na elite do xadrez mundial, e uma boa prova disso são algumas de suas partidas mais brilhantes que mostramos a seguir. E, em qualquer torneio que participe, ele é um claro candidato à vitória.

No início de 2015, Aronian participou do Campeonato Russo por equipes. Ele venceu o evento jogando com o time da Sibéria ao lado de Vladimir Kramnik. Em setembro, Aronian teve a maior vitória do ano. Com 6/9 pontos, ele venceu a Sinquefield Cup de 2015 com um ponto à frente dos segundos colocados Giri, Carlsen, Vachier-Lagrave e Nakamura. O desempenho colocou Aronian de volta no top 10 do mundo.

Embora 2016 tenha sido um ano difícil para Aronian, ele mostrou uma melhora notável em 2017. Em abril, ele venceu o torneio Grenke Classic com 1,5 pontos à frente de Carlsen e Caruana. Em junho, ele venceu o torneio Norway Chess um ponto à frente de Carlsen, Kramnik e Karjakin e teve um rating performance de 2918. Em agosto, ele venceu o Saint Louis Rapid & Blitz com 24,5/36 pontos, três pontos a mais que Karjakin e Nakamura, que ocuparam a segunda colocação. Em setembro, ele venceu a Copa do Mundo de xadrez de 2017 - que o classificou para o Torneio de Candidatos de 2018 (o qual ele terminou em último lugar) - e se tornou o único jogador a vencer a Copa do Mundo duas vezes. Finalmente, em novembro, ele ganhou o ouro individual no tabuleiro um jogando pela Armênia (equipe que ficou com a prata) no Campeonato Europeu de Xadrez por Equipes de 2017.

Aronian teve duas atuações notáveis em 2018. Em janeiro, ele conquistou o Festival de Xadrez de Gibraltar ao derrotar Richard Rapport e Vachier-Lagrave nos desempates. Em agosto, ele empatou em primeiro lugar com Carlsen e Caruana na Sinquefield Cup de 2018. Depois de ficarem empatados em três critérios de desempate (confronto direto, número de vitórias e número de vitórias de Negras), os três jogadores decidiram dividir o título e a premiação.

Levon Aronian

Levon Aronian no Torneio de Candidatos de 2018. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Assim como em 2018, Aronian teve duas performances notáveis em 2019. A primeira aconteceu no torneio Saint Louis Rapid & Blitz, onde ele venceu o evento pelo segundo ano consecutivo. Com os seus 22/36 pontos, ele ficou meio ponto à frente de Yu Yangyi, Ding Liren e Vachier-Lagrave. A segunda grande vitória de Aronian em 2019 veio no torneio Superbet Rapid & Blitz. Ele terminou empatado em primeiro lugar com Karjakin, mas Aronian ganhou o desempate para garantir a vitória no evento.

Presente e futuro

Aronian é definitivamente um dos melhores enxadristas de todos os tempos. Mesmo antes dos 40 anos, ele já venceu e conquistou títulos em campeonatos mundiais (no xadrez960, blitz e rápido), eventos de equipe, copas do mundo de xadrez e muito mais. Alcançou o quarto rating mais alto da história e ficou entre os 3 primeiros do mundo por quase quatro anos na primeira metade da década de 2010.

Levon Aronian at the 2018 Paris GCT
Levon Aronian no Paris GCT de 2018. Foto: Maria Emelianova/Chess.com.

Não se esqueça dessas conquistas, pois o ícone e herói armênio continua a jogar xadrez em alto nível. Não há dúvida de que ele é um exemplo de consistência - afinal, Aronian não saiu do top 20 desde que entrou em julho de 2005 - ele é capaz de vencer absolutamente qualquer um. Perigoso e seguro, Aronian é uma ameaça nos mais prestigiados torneios de xadrez.

Mudança de federação

No dia 26 de fevereiro de 2021, Aronian postou uma declaração nas redes sociais onde anunciou sua mudança de federação para os EUA e que se mudará para St. Louis. A razão para isso é sua decepção com o governo da Armênia liderado pelo primeiro-ministro Nikol Pashinyan e a influência negativa no xadrez armênio. Aronian provavelmente fará sua primeira aparição pelos EUA na Olimpíada de 2022 em Moscou.

Melhor Partida


Aberturas Mais Jogadas

Partidas